Transmissão de jogos na internet: mais um prego no caixão da "TV"?

A transmissão de futebol ao vivo pela “TV”, mais particularmente pela emissora globo, tem sido um dos pilares de suporte mais forte da sua base. Durante os últimos anos, isso tem sido arranhado pelas “gato-net” que depois evoluíram pra IPTV pirata.

Mas com os últimos problemas com os acordos de imagem, principalmente com o Flamengo, e a pandemia, fizeram que aquilo que era sonho de muitos acontecesse, a transmissão livre e gratuita na internet. E ainda por cima, no Youtube.

Claro, eu não sou nenhum ingênuo e sei que isso é uma questão temporária e tem muito haver com dinheiro. No entanto, acredito que essa, digamos, “liberdade” dos times gerou uma quebra de paradigma que acho que a grande maioria não percebeu.

Talvez volte a ser como era daqui um tempo, mas essa ponte já foi cruzada, não acho que há mais volta, no sentido que não dá pra “desviver” isso.

Se me permitem ser um pouco dramático, as pessoas, principalmente as gerações mais novas e mais entrosadas com o meio virtual, tiveram o gosto desse novo modelo ou protótipo de modelo do que poderia ser as transmissões de futebol e não acho que irão simplesmente relegar essa experiência.

Sei que há uma modalidade do PFC apenas online, até com um app pra tv, mas nunca usei. Não sou um fanático futebolístico que respira esse meio (e até por isso gostaria de ler os comentários dos que são), mas curto ver e tentar entender como isso afetaria o mercado e até como afetaria os IPTV piratas “da vida” que dependem muito disso.

1 Like

Pra transmissões ao vivo, principalmente de esportes, você tem que considerar também a qualidade de imagem, dos comentáristas e do conteúdo extra, coisas que podem sim prender o espectador em uma emissora específica.
Então a guerra, na minha percepção, vai passar a ser na qualidade desses extras, já que o jogo ou o evento em si vai ser igual independente de quem transmite (em termos gerais, claro, porque pode ter diferençá de ângulo, propaganda, etc, etc).

Eu acho que é mais um passo.
Alguns times, como Palmeiras e Santos, já começaram essa guerra contra a emissora que comanda essa máfia, né? Mas os times não são unidos e enquanto aqueles que se consideram maiores estavam sendo beneficiados, tudo continuou igual.
Mas acho que esse ano veio para mudar mesmo. Agora mesmo os pretensos grandes estão vendo que a coisa não é bem assim.
O mesmo aconteceu com as lives, que também mostraram a dispensabilidade da TV aberta.

Só que o problema é sempre o mesmo: não podemos levar em conta apenas a nossa realidade. MUITA gente tem TV em casa, mas não internet. Acredito que mesmo essa mudança acarretaria muitos impactos, afastando alguns torceres menos privilegiados. Sinceramente, no BR até o passado é incerto, quem dirá o futuro. Acho que muita coisa mudará, mas não me arrisco a prever o que nem como.

1 Like

Só de não ter o Galvão Bueno narrando, já até dá vontade assistir futebol.

1 Like

A audiência desses jogos on-line estão sendo pífias, a qualidade de transmissão então… questão de tempo pra voltarem correndo pra TV (ainda mais por causa do dinheiro que ganham, que na internet não ganharão…).

1 Like

No Brasil, um quarto da população com mais de 10 anos não tem acesso à internet.
Das pessoas que tem acesso: 45% acessam a internet apenas pelo celular e apenas 23% tem acesso à Smart TVs.

De 220 milhões de pessoas no Brasil, quantas tem condições de assistir em casa e na TV um jogo transmitido pela internet? Não estou falando isso pensando em acesso à informação e democratização do entretenimento, estou pensando apenas em exposição de marca e fazer o patrocinador chegar a todos os cantos do Brasil duas vezes por semana ao vivo na TV. Será que as marcas que patrocinam os clubes preferem um publico de YouTube ou um publico X vezes maior pela Globo?

É muito bonito ver a discussão de Twitter sobre direitos de TV, independência dos times e blá-blá-blá, mas esquecemos que o Brasil é um país muito mais pobre e diverso do que a nossa bolha de redes sociais/fóruns de internet leva a acreditar.

Eu vejo uma desvalorização do produto futebol com essa briga pelos direitos de transmissão. Poderíamos ter um evento estilo NBA/NFL, mas estamos tratando como uma live de cantor sertanejo.

3 Likes

Depende, cara. Exposição de marca é muito mais do que quantidade de público atingido.
O marketing trabalha com a criação de personas. , então varia muito de empresa para empresa. Eu imagino que grande parte das personas das empresas que anunciam na TV sejam justamente o público de uma renda compatível com quem tem internet. Ou uma empresa fabricante de automóveis caros, como um Toyota da vida pretende alcançar o pessoal que não tem dinheiro para ter internet?

Sem dúvida temos empresas também que destinam seu marketing para esse público mais carente, mas não podemos generalizar.

Concordo. Um parente meu mesmo comentou que prefere a qualidade da transmissão da FlaTv sobre a FluTV, por exemplo.

Sim, mas a tendência é isso melhorar. Considere também que a maioria das tvs de entrada hoje já permitem espelhamento e muito lares hoje (exceto quem está no nível de pobreza mesmo, óbvio) tem pelo menos um celular com conexão de internet, tendo uma smart tv, basta espelhar.

Claro, isso é só uma análise técnica de como “resolver” o problema. Tem que se considerar o lado social também. Mas como disse o @anon53237231, essas empresas miram em quem pode pagar, logo, tem minimamente algum acesso a internet.

Tirando cerveja, eu diria que a maioria dos produtos e serviços anunciados são direcionados pra classe C e pra cima. Na verdade, até mesmo cerveja depende, pq agora tem umas marcas lançando umas cervejas “gourmet”.

Se importasse tanto assim pras marcas e pra Globo, eles já tinham costurado algum tipo de acordo com os times, nem que durasse apenas o período da pandemia. E cadê as outras emissoras pra “levantarem a bola” e questionarem? E tentar melhorar a situação?

Eles não estão nem aí pro aspecto social, é puramente interesse financeiro, infelizmente.

Como assim? Eu estou por fora, não sei como seria isso. Poderia explicar?

1 Like

Este tópico foi fechado automaticamente 30 dias depois da úlima resposta. Novas respostas não são mais permitidas.