Linux, é mais seguro do que o Windows? E robusto?

Não quero criar confusão aqui por causa disso! Mas a muitos anos sempre usei o Windows.
Como fiz curso (Uma parte Tecnólogo e outra Técnico) em Redes, os cursos costumam abordar sistemas operacionais livres. Que é o LInux. então aprendi uma boa parte dos Comandos para executar as coisas no Linux. Mas aprendi sistema proprietário (Windows Cliente e Servidor) mas eu tenho muita coisa (Livros e Apostilas) do Linux. Então esses dias resolvi passar tudo para Linux (Ubuntu 20.04 LTS) o ubuntu como vocês sabem tem o suporte por 5 anos. o WIndows a M$ costuma abandonar quando ela lança o próximo Windows) Acho o Linux mais seguro do que o Windows. pela forma que as coisas tem que ser feitas via terminal. Ou e engano meu? Sei que muitos sistemas sao desprotegidos pela falta de atualização. E ai? Comentem a opinião de vocês. Mas por favor, nao quero criar guerra entre sistemas…

Olha, na minha humilde opinião em quesito segurança o Linux sai bastante na frente.
Ele além de tudo é bem leve bonito e prático, porém alguns especialista na área de segurança, costumam dizer que isso só acontece pelo fato de ter menos usuários , um exemplo prático disso seria o Android.
Mas é claro, é somente a minha opinião e informações que recebi quando tinha iniciado um curso de segurança da informação na FATEC, certamente a resposta ideal a sua pergunta será bem mais detalhada.
Particularmente sou um entusiasta de Opensource, aos poucos estou migrando meus apps e em breve voltando a ter um PC certamente o Linux será meu sistema prioritário.

Meu primeiro Linux foi o Ubuntu, mas passei a gostar mais do Debian e o Mint.

Linux nunca foi mais seguro só porque usa terminal.
O command shell do Windows é tão “poderoso” quanto.

O que faz o Linux um sistema seguro é sua política de acesso a usuários e grupos.

Mas hoje o Windows é tão seguro quanto.

Terminal é prático, muito prático. Mas essa ideia de que o Linux é terminal ficou no passado. Ubuntu e outros estão aí pra confirmar. Dá pra configurar o sistema completo sem terminal.

6 Curtidas

A segurança no Linux tem diferentes aspectos. Usar o terminal não interfere nesse assunto

Se for por questão de vulnerabilidades e malware, ambos os sistemas podem sofrer igualmente, mas o Windows por ter uma presença maior de mercado é mais alvejado. Então, no momento, usar Linux te expõe a um menor número de ataques.

Outro ponto é a questão de níveis de acesso. No Linux é mais difícil conseguir acesso a funções de administrador se comparado ao Windows. A forma como as permissões de arquivo são implementadas no Linux, pra mim, fazem mais sentido.

Algo que temos no MacOS e está em desenvolvimento no Linux é a “contêinerização” fãs aplicações, de forma que um software só consegue acessar seu próprio espaço e não pode alterar nada no nível “root”. Isso contribuiu muito com segurança.

Sobre atualizações, se você usar uma distro LTS pode ficar sem atualização após o fim do período de suporte se não instalar a versão mais nova, porém é mais estável. Se usar uma Rolling release vai ter sempre tudo atualizado, mas pode perder um pouco em estabilidade. Em ambos os casos há problemas de segurança, um LTS fora do suporte terá vulnerabilidades antigas e uma Rolling Release terá mais vulnerabilidades novas.

Por fim, o Windows não é exatamente menos seguro, mas muito mais visado. E quem tem um papel importante na questão de segurança é o usuário (excluindo servidores nesse caso XD).

Você diz o PowerShell, certo? Porque o cmd é bem limitado.

Deus me ajude para escrever este pequeno tratado.
Vamos lá.

  1. Linux é mais seguro porque não é economicamente viável fazer vírus de desktop em um sistema operacional sem mercado
  2. Linux é mais seguro porque a maioria dos programas roda sob baixo nível de privilégio
  3. Linux é mais seguro porque todo software livre possui um código sob permanente escrutínio por programadores no mundo inteiro, o que torna possível que vulnerabilidades sejam sanadas na mesma velocidade com que surgem, ao contrário de código proprietário.
  4. Linux é mais robusto porque essa mesma política permite que, nos ciclos LTS do Kernel e dos Sistemas Operacionais, os sistemas sejam extensivamente testados e corrigidos para bugs no lançamento. Isso não se aplica para sistemas Linux não-LTS
  5. Linux não é seguro para cometer crimes, especialmente os mais abomináveis. Por alguns milhões de dólares empresas vão vender exploits para agências de inteligência/polícia federal no mundo inteiro pra PF bater na casa de quem faz isso. Com o Windows, bem… Mesma coisa

Agora os comentários:

Ela nunca vai lançar um próximo Windows, ela vai atualizar eternamente o 10. Essa política mudou com o Satya Nadella.

Você chegou perto: O terminal ele expõe todas as políticas de privilégios de usuários no Linux, que é o que torna o sistema em si seguro.

Nem faz mais sentido hoje em dia, existem bons motivos para usar os dois e se alguém é mais paranóico por privacidade que o outro, é compreensível que seja uma coisa individual.

Ao meu ver, o que pesa bastante para a segurança de um sistema é quem está usando o mesmo. Não só a segurança “out of box”.

Seguro em que aspecto? Para qual usuário? Para aquele que sabe e se importa, tipo um administrador de sistemas sério ou para aquele que desconhece e/ou nem se importa, como o usuário de computadores leigo? Para qual finalidade? Para servidor? Um servidor Linux bem configurado é certamente bem mais seguro que um servidor Windows padrão, porém um servidor mal configurado por algum leigo, é tão ou mais inseguro que um servidor Windows.
Não estou querendo falar mal do Windows como servidor, pois se bem configurado, também é bastante seguro.

Agora voltando à questão de usuários. Já sabemos que nenhum dos dois é um sistema 100% seguro por padrão e que as empresas trabalham para corrigir os bugs e security holes, mas tem coisas que o usuário faz que pode prejudicar a segurança do sistema.
Exemplos, quando o usuário:

  • resolve desabilitar os updates por precisar reiniciar o sistema uma vez por semana. (Se bem que o Windows já não tem mais essa frequencia de updates que requerem reboot… não que era exatamente ruim.)
    Lembro como o pessoal ficou chateado quando a Microsoft passou a forçar os updates… mas tem um motivo para atualizar, né…

  • usa o Windows com usuário administrador para não ter de ficar colocando a senha de administrador. Boa parcela dos problemas surgem nesse comportamento.
    E isso também afeta o Linux, por isso muitas distros dificultam (se não impedem) que o usuário tente rodar o desktop como root.

Quanto aos 5 anos do Linux LTS, nesse quisito o Windows ainda é melhor: Windows XP 2001-2014 (14 anos), o Windows 7 2009-2020 (11 anos) e até o infame Windows 8 2012-2018 (6 anos). (claro, é o ano do lançamento da primeira versão e a ano do fim da vida da ultima)… O Windows não deixa de funcionar apenas porque está sem suporte, o mesmo vale pro Linux. Vide todos computadores rodando Windows 98 por ai, apesar de softwares mais recentes não serem compativeis com o saudoso 98. (Apesar de menores as incompatibilidades no Linux, elas ainda existem.)

1 Curtida

Então, Eu sempre fui um WInuser desde que eu tive meu primeiro computador ate os dias de hoje.
O Windows em si e bastante completo, alem de ser facil de se lidar. Ja o linux tem que ter um pouco de pratica para lidar com ele. Mas isso eu ate tenho um pouco. Alem de ter um vasto manual por ai na internet sobre os comandos do LInux. Eu gosto muito das coisas atualizadas. assim ganho em beneficios visuais (se tiver alguma coisa nova eu gosto!) e segurança. Mas isso e facilmente contornavel com customizacoes visuais como eu fiz no Ubuntu. Mas tem que ser pratico e funcional.

1 Curtida

Não, Não é mais seguro que o Windows procure o Site do Baboo ele explica perfeitamente isso, com links e argumentos sólidos.

Não existe “teste exaustivo” nesses casos. Existe um padrão de estabilidade que os mantenedores do Kernel e algumas distros “setam” pra que a versão se torne LTS, o que nada mais é que ter 5 anos de suporte ao invés de apenas 2 anos. E nem sempre o Kernel LTS é usado em uma distro LTS e vice-versa.

Se você está procurando DE FATO estabilidade em questão de distros (gratuitas) você vai partir pro Debian ou pro CentOS.

1 Curtida

Hoje em dia, salvo meu engano, dá para usar Windows e Linux ao mesmo tempo no WSL 2, ainda com interface gráfica compatível ao Kali Linux! O que acha??

Interface gráfica no WSL 2 é uma “gambiarra” usando VNC. Fora que consome recursos absurdos da máquina. Eu testei a do Kali aqui, o que eles fizeram foi adaptar a gambiarra em um script que se executa com apenas 1 comando. E só conseguiram fazer funcionar o XFCE.

1 Curtida

Quem sabe daqui há um tempo se o Windows traz melhorias…

além do que outrxs usuárixs já falaram, acho também levar em consideração que tem sistemas cuja raison d’être é segurança, como openbsd.

além disso, também é importante ter em mente que conseguir ferramentas relacionadas a segurança como openssh e gnupg é mais fácil em sistemas unix/unix-like em vez de windows, mas com wsl dá pra conseguir elas bem fácil também.

mas desde que windows virou saas, versões mais antigas tão perdendo suporte mais rapidamente, então vc precisa de manter seu sistema atualizado com frequência, o que nem sempre é possível porque alguns drivers podem não ser compatíveis com a versão mais recente, e sua oem pode não os atualizar por não suportar mais seu dispositivo.

como feature updates do windows 10 estão sendo a cada seis meses, pode haver uma tendência de dispositivos ficarem desatualizados (não só sem feature updates, mas também atualizações de segurança) com mais frequência. por exemplo, o a primeira versão do windows 10 já não é suportada e pode haver muitos dispositivos que não podem ser atualizados, o que é diferente em relação a versões anteriores do windows, como windows 7 ou windows xp.

Com todo respeito, eu não vi nenhum caso de incompatibilidade de drivers desde que eles sejam compatíveis com o Windows 7. Meu exemplo é o Logitech Force 3D Pro

Sobre segurança, a princípio sim, mas nada de outro mundo.
Já na Estabilidade o Linux sai bem na frente do Windows,
sobretudo as Versões de longo suporte como Kubuntu e
Debian, embora eu prefira mil vezes o Kubuntu ao Debian.

Vc percebe a diferença de estabilidade quando precisa do Gerenciador de Tarefas do Windows e bom, ele morreu junto com o sistema. Mas a grande vantagem do Windows é seu leque gigante de programas e a baixíssima dependência do terminal. Nesse quesito (programas e ternimal), o Windows tem vantagem disparada contra o Linux. Assim como o Linux é muita mais estável e maleável.

A grande vantagem do Linux é sua estabilidade e maleabilidade até pq segurança nunca será 100% em nenhum sistema. Dá pra ver nessa imagem, o Linux ocupando apenas 8 GB de espaço em disco (sem a /home) e isso com Chrome, dois pacotes Office e programas diversos.

Dar dá mas não é o propósito. O WSL foi feito para permitir que ferramentas de desenvolvimento que eram mais “sólidas” em sistemas Unix (muito desenvolvedor tem preconceito com Windows) fossem utilizadas no Windows sem, de fato, instalar no Windows. A intenção dele não é substituir o dual-boot, é permitir que você utilize algumas ferramentas pelo sistema Unix (seja qual for) em conjunto com o Windows ao invés de trocar o sistema operacional inteiro.

1 Curtida

Acho que já temos respostas um pouco mais tecnicas nessa thread, mas vou dar uma opinião mais objetiva.

Se tratando de uso doméstico eu pessoalmente considero tanto o Windows quanto qualquer distribuição Linux famosa como seguros o suficiente. No Windows eu considero que a pessoa tem que ter noções básicas de como utilizar um computador e bom senso para navegação.

Eu considero que a sua pergunta deveria ser qual sistema operacional você se adapta mais, seja para uso doméstico ou no seu trabalho. Existem situações que tanto faz, existem situações que você pode ter que usar Windows e existem situações que utilizar um sistema Linux pode ser melhor. Além do seu gosto pessoal, que você só vai adquirir com o uso.

Eu considero que utilizar uma distribuição Linux te força um pouco a aprender como o sistema operacional que você está utilizando funciona, o que pode trazer beneficios se você quer seguir na carreira de TI. Mas não é nenhum crime gostar de usar Windows.

É importante lembrar que cada distribuição tem preferencias que vem da equipe que criou. Então você pode não gostar do Ubuntu, mas pode se adaptar em outra. Eu estou escrevendo este post utilizando o Manjaro.

2 Curtidas