Windowsfx é uma distribuição Linux com cara de Windows 10

Originally published at: https://tecnoblog.net/359865/windowsfx-distribuicao-linux-interface-windows-10/

Baseada no Ubuntu 20.04, versão estável do Windowsfx 10.5 WX Desktop foi liberada recentemente

1 Curtida

Interessante mas se for pensar bem propio KDE plasma ja facilita mas com visual e ferramentas propias.

Ter cara não significa ter apps. :joy: :joy: :joy:

1 Curtida

Convenhamos, é a distro mais fiel ao Windows que eu já vi na minha vida. O desenvolvedor tá de parabéns!

3 Curtidas

2020 e ainda estão tentando imitar o windows… pra q?

Pra incentivar a facilitar a transição de uma (talvez boa) parcela dos usuários que não tenta ir para o Linux porque acham que é um bicho de sete cabeças totalmente diferente e muito mais difícil de usar do que o Windows

1 Curtida

mas aí que esta… o windows tem bastante coisa o que melhorar (principalmente em perspectiva com o macos)
E o linux é lider em smartphones e tablets… essa coisa de “copiar” o windows não faz mais sentido hj em dia.

1 Curtida

Esse é o maior erro: fazer com que achem que é a mesma coisa que o Windows.

1 Curtida

O pior é que tem uns usuários-fãs dessa distribuição que parecem mais “Testemunhos de Xiaomi”

“Linux”, porque chamar Android de Linux é meio que forçar a barra.
Tá, dependendo da definição que você dá para “Linux” e “Android” a gente pode considerar que Linux é Android.

As (maioria das) pessoas gostam de mudança mas não de mudança radical. Então você mostrar que esse outro sistema operacional que tem essa imagem de “complicado de usar”, que “só hacker usa”, que “faz tudo digitando ao invés de clicando” não é esse bicho de sete cabeças todo e que, na verdade, ele pode ser usado de maneira bem similar ao Windows, faz todo o sentido.

Depois, se a pessoa se interessar e quiser conhecer mais, tem outras distros pra isso, mas para um contato inicial, ser parecido é melhor.

E agora que o Windows também está tentando emplacar uma loja de apps, o conceito de repositório pode acabar se tornando um lugar comum, o que pode também facilitar um pouco a transição (aqui estou supondo que uma das barreiras é esse modelo de instalação de software via repositório).

1 Curtida

Legal mas o negócio é que a experiência de uso com o hardware não é a mesma em notebooks, pricipalmente os mais específicos, leitor de digitais, se instalo o Linux eu o perco. A qualidade do audio da minha placa de som no linux, fica som de radiovitrola comparado ao no Windows. Queria usar o Linux em definitivo, mas abrir mão de algumas coisas que já estou habituado não rola…

1 Curtida

Iria comentar o mesmo, para quem acredita que não vale mais a pena copiar ou clonar o visual do Windows, não sofreu com implementação de alternativa do office por exemplo, não estou dizendo que Linux é ruim, que o office da Microsoft é melhor, mas colocar isso na cabeça de funcionários… Cara se vc n apelar p ignorância eles te comem vivo, isso quando o chefe que não quer comprar a licença ( que venhamos, hj em dia é até barato) mas entra na onda dos funcionários.

Agora Linux tem suas qualidades, salvam máquinas que só eram possível usar windows XP, windows 7, dependendo da distro já vem com tudo pronto para o uso com o escritório e ter a possibilidade de uma interface clone dessa em cima de um Ubuntu, salva vidas acredite.

Ah… Pessoalmente prefiro o ambiente do zorin e do deepin, estou cansado de configurar o visual manualmente e esses dois estão se superando, fora que agora temos o Ubuntu dde, acabou o choro do deepin ser chinês.

Alguém saberia informar se essa versão é só 64bits? Estou aqui com um notebook Acer Aspire One, estou rodando o Windows 7 nele, mas queria usar essa distro para minha filha usar nas aulas online. O Processador deste Acer é um Atom N270 sendo somente 32bits, se ele não funcionar vou usar o Mint 19 nele.

1 Curtida

Mas se a ideia é facilitar a migração de Windows para Linux, deveriam investir em uma cópia fiel do Office.

A maioria das pessoas (adultas) que conheço, só usam 2 aplicativos no Windows: Chrome e Office.

E não conheço nenhuma que esteja disposta a abrir mão do Office.

WPS Office é quase um clone. Tem também o Softmaker.

Essa cópia poderia ser considerada plágio?.

Não tenho certeza.

1 Curtida

Considerando que é chinês, provavelmente é uma engenharia reversa.

Creio que para leigos que tiveram um primeiro contato com algo “diferente” como o Linux e se apavoraram de cara, esta nova experiência tornara uma transição ( ao menos uma nova aproximação deste "bicho de 7 cabeças que é o Linux). Achei muito válido sim, pois facilita o interesse num s.o diferente do coloquial que estamos acostumados desde novos, principalmente para os mais velhos que já teriam uma dificuldade a mais para aprender algo do zero então. Parabéns ao desenvolvedor que conseguiu enxergar algo que para muitos não teria sentido como "imitar " o sistema operacional dominante e assim, tornar atrativo ou no mínimo “curioso” uma coisa nova.