Você já foi um Early Adopter?

Para certos produtos existirem é preciso que eles passem por algumas etapas desde a ideia, concepção, pesquisa, testes, planejamento, desenvolvimento, dinheiro e tempo. Depois precisa ser aceito no mercado e viabilizada sua produção para atingir seu público e se estabelecer.

Existem algumas pessoas que são bem importantes nesse ciclo, esses são os Early Adopters. Dispostos a pagar um preço alto nas primeiras versões de produtos e irão fomentar a criação da cadeia produtiva e logística, além de dar o sinal verde de aceitação de mercado.

Existem diversos motivos que levam alguém a se colocar neste papel, seja por: Se identificar com a causa, marca ou produto; Ter necessidade de uso desse produto seja por razão pessoal ou profissional; Querer ser um dos primeiros a possuí-lo; Entre outros.

Seja qual for esse motivo, você já foi um Early Adopter? Ficou na fila esperando o lançamento de um produto para ser um dos primeiros a tê-lo nas mãos? Pagou um preço alto pelas primeiras versões?

Aquele smartphone, notebook, SSD, mesa-digitalizadora, smartwatch, óculos VR, Air Frier, Robô de Limpeza, Lampada RGB, patinete, TV, BlueRay…

Eu lembro o quanto enchi a paciência do meu pai para ser um dos primeiros a conseguir um Playstation, isso mesmo, um PS1 há mais de 20 anos, acho que foi o que mais me marcou. E vc?

*Lembrando que não é exclusividade de produtos, mas serviços também. Ex. Nubank, Uber, 99, ifood…

3 curtidas

Eu comprei a primeira versão do moto 360 (smart watch da Motorola) que era primeira versão de várias coisas, além de ser primeiro smartwatch da Motorola, era um dos 3 primeiros smartwatches no geral e primeira versão do Android Wear.

Eu gostei muito da experiência mas acredito que o que mais me deixou triste é a durabilidade dele. Depois de um ano ele morreu por problemas no driver da tela e bateria em conjunto.

4 curtidas

Que eu me lembre, só um Nokia N8, q comprei logo no lançamento e veio com o touch bugado, toda hora travava o aparelho e tinha q reiniciar.
Fora a deficiência do Symbian como sistema para smartphone.

Mas nessa época o iPhone era novidade e o Android era bem abaixo da crítica. Então não tinha muita saída…fui pela comodidade, já q eu vinha de anos e anos com aparelhos Nokia.

2 curtidas

Eu fui uma vez por oportunidade, comprei um Lumia 800 no lançamento porque os 20 primeiros que chegassem na loja ganhavam um Xbox 360 + Kinect. Eu odiava meu smartphone na época, um Milestone 2 da Motorola, fui ver se eu conseguia aproveitar a oportunidade.

Cheguei cedinho no shopping, mas fiquei tipo na posição 20 e poucos…mas já que tava lá esperei para ver. Quando abriu o shopping no horário normal, entrou uma galera correndo esquema saldão e aí viram a gente que tinha madrugado na fila esperando. Acabou gerando uma treta, algumas pessoas argumentaram que ligaram na Nokia e tinham informado errado, então para acalmar os ânimos eles liberaram mais 20 Xbox e eu ganhei!

Eu adorei o smartphone pelo pouco tempo que usei, foi o único dos velhos que guardei de recordação. Até hoje, acho ele muito bonito e bem diferente dos demais. O sistema era realmente legal na época, mas os vários erros da Microsoft fizeram o Windows Phone flopar e o 7.x já não tinha muita coisa. Um ano depois, voltei para o Android.

6 curtidas

Lembram aquele Internet Tablet da Nokia? N800, acho… Eu ainda tenho ele, liga, mas a tela está danificada e o stylus quebrado. :frowning:

1 curtida

@kauelima, @imhotep esse é outro risco que assumimos, as vezes o produto nem é tão mais caro no lançamento, mas pode vir com vários problemas que serão corrigidos depois, é o custo de adquirir primeiro. Veja o exemplo do Galaxy Fold ou flip que a tela arranha fácil e remover a película pode inutilizar o produto, fora o preço inicial que não é pouco não. :dollar:

Mas é uma experiência muito legal ter acesso a novas tecnologias.

Eu comprei um smartwatch por importação de uma empresa Taiwanesa chamava WIMe NanoSmart, dos primeiros que aceitava Simcard, não foi caro, mas assumi o risco e paguei o preço dele por parar de funcionar 6 meses depois, mas me diverti na época.

1 curtida

Eu diria que todo mundo que usou o Lumia é early adopter. Eu peguei a época que ele não mandava vídeos no whatsapp (Só foi ter essa função depois) e era um dos poucos celulares com suporte a 4G, o que dava velocidades altas pelas antenas estarem vazias em Brasília na época. A câmera era acima da média mas eu sofri muito com a falta de apps, o que foi sanado quando passei a ter o Xperia ZQ

5 curtidas

Também lembro desse problema tive o 520, o whastapp sempre com funcionalidades a menos que em outras plataformas.

Única vez q consegui esse feito foi quando comprei meu Note 9 no começo de outubro de 2018, nenhum arrependimento neste caso.
Não sei se foi pq nunca pude ser early adopter (financeiramente falando) ou se nunca quis mesmo, antes desse caso.

Pela minha condição financeira, nunca pude ser early adopter. :upside_down_face:

1 curtida

Tive vontade de ter um Google Glass mas felizmente a pobreza evitou o prejuízo :joy:

2 curtidas

Essa é numa boa forma de encarar isso, realmente salva de alguns prejuízos, muitas vezes.

Existem outros meios de apostar em produto, um bem comum é via crowdfunding. Muitas vezes é até mais barato adotar até mesmo antes de ir pro mercado, o risco é alto, mesmo assim não evita preju.

Já apoiei um APP que foi mal feito quase não ficou pronto no final e não serviu pra nada, não era caro, foi uns 30 Reais, um early-Early Adopter. hehe

2 curtidas

Infelizmente, pela condição financeira, nunca pude ser early adopter de hardware, mas de software sempre fui, e sou até hoje. Baixava os betas de navegadores e do Windows (até hoje sou insider), novos softwares que prometiam recursos diferentes e inovadores… Se tivesse condições arriscaria com certeza a usar esses dobráveis de primeira geração, o google glass, os primeiros smartwatches que surgiram, sou fascinado com essas tecnologias novas…

2 curtidas

Nunca fui, mas agora estou pensando em pegar o Series X já nas primeiras semanas no Brasil. Estou meio receoso em pegar uma linha inicial mas estou juntando dinheiro pra comprar desde quando roubaram meu One.

2 curtidas

Depende, do ponto de vista da minha família eu sempre SOU
Early Adopter:

  • O primeiro a ter Smartphone.
  • O primeiro a ter notebook.
  • O primeiro a ter SSD.
  • O primeiro a trocar de celular.
  • O primeiro a ter Cartão SD.
  • O primeiro a guardar coisas na nuvem.
  • O primeiro com lampadas LED no quarto.
  • O primeiro a ter Netflix.
  • O primeiro a comprar no Mercado Livre.
  • O primeiro a ter CD-RW.
1 curtida

Admito: sou Early Adopter no quesito software, porque quando usava PC (morreu; sem jeito para conserto e destinado como sucata) com Windows Insider – sempre gostei de ser beta e usar primeiro certos recursos deste programa da Microsoft. Em relação ao smartphone, queria poder ter a linha Google Pixel para usar primeiramente as atualizações do SO Android!

2 curtidas

Soak tester Motorola desde 2013 e Windows Insider desde 2015 acho que estou nessa!! rsrsrs

1 curtida

Quando comecei a usar Linux, era Early Adopter de Distribuições e Apps beta.
Hoje larguei essa vida. Prefiro a Estabilidade do Kubuntu LTS.

Voltei ao tópico só pra dizer que meu eu do passado queimou a língua e eu fiz pré venda do PS5, então to sendo early adopter de novo.

2 curtidas

Tão bom viver a vida de beta! Por que largou?