Valorant vai usar TPM no Windows 11 para banir PCs de hackers

Acho totalmente válido o que vier em prol de banir cheaters. E como bem elucidado, o Windows 10 ainda vai ser suportado até 2025. E duvido muito que a desenvolvedora não evolua a engine no futuro e exija hardware pouco mais atualizado pra jogar.

E eu quero é que a moda pegue e que outras desenvolvedoras se baseiem na TPM pra banir cheaters.

Sim, sim, sei que pode ser burlado, que vão achar jeito. Mas quanto mais difícil, melhor.

4 curtidas

Medidas contra cheats em jogos multiplayer são bem-vindas. A exigência de TPM 2.0 e Secure Boot já é um pedido de entidades que prezam pela segurança de jogos multiplayer. E isso vai ser tendência nos próximos meses.

1 curtida

Se estão apelando até pra TPM, é sinal que o bloqueio via HWID não está dando certo, pois o HWID do PC pode ser alterado utilizando softwares específicos.

Mais essa tática não vai funcionar mesmo, esse lance do TPM já nem está dando certo mesmo antes do Windows 11 ser lançado, imagina depois? O fato é que Valorant ficaria deserto se não fosse os hackers, pois querendo ou não, eles ainda dão lucro para a desenvolvedora.

Isso seria equivalente a usar, hoje, um processador Intel Core de quarta geração, que estreou no mercado em 2013.

Argumento bem ruim. Os requisitos de processador importam bem pouco ou nada pra jogos modernos. Uso de dia a dia então, não impacta praticamente nada.
Um i7 de terceira geração, por exemplo, com uma GPU moderna vai ter perda marginal de performance, sim, mas vai rodar qualquer jogo atual muitíssimo bem.

Ë forçação de barra SIM pra galera comprar PC mais novo.

E já tá provado que o TPM 2.0 pode ser quebrado em minutos.

Mas eu nunca falei sobre desempenho, gargalo ou taxa de FPS de processador no texto. Eu me referi apenas ao recurso de TPM 2.0, que não existe em chips antigos. Valorant, por exemplo, pede um Intel Core de quarta geração nos requisitos mínimos, então é óbvio que eles ainda rodam jogos.

O problema é, em 2025, alguém reclamar que vai ficar sem jogar por usar um processador de 2013. Como eu disse na matéria, a tecnologia está em constante evolução. Ninguém usa peças de 12 anos de idade no computador. Uma hora as pessoas vão ter que fazer o upgrade, e querendo ou não esse upgrade vai incluir o TPM 2.0, já que qualquer processador de hoje em dia tem o recurso embutido no firmware.

1 curtida

Provado onde? Se estiver se referindo a essa notícia, o TPM não foi violado, não chegou nem perto disso, apenas tiraram proveito de brechas na configuração de fábrica do dispositivo que permitiram o ataque…

Eu estou ferrado então, pois utilizo dual boot, o que requer o secure boot desativado… Agora então se eu atualizar para o windows 11 e exigirem o secure boot… Então não vou poder jogar :confused: aí me fudeu

Essas empresa sabe muito bem como banir os hacker infelizmente para bani os hacker tudo vai ter que estar na inteligência artificial até porque vai ser muito fácil burlar o TPM 2.0 todo mundo sabe que é hardware ele necessita de um soft para funcionar é só você pegar o soft modificar está lá e acabou como você faz isso ele também vão banir Bios mod

O boot seguro também é um requisito. Uma BIOS modificada não vai ter um certificado válido e não vai ser carregada com o boot seguro ativo…

“Usuários se revoltaram com a decisão da Riot Games”

Ué, é só não trapacear, roubar que vc não é banido

Acredito que a revolta seja devido a necessidade do modulo TPM, eu mesmo uso uma plataforma x99, consigo jogar com um desempenho muito bom, geralmente acima dos 250 FPS, porem se eu quiser atualizar para o Windows 11 vou ter que parar de jogar.