Um ano depois, Android 11 ainda não é a versão mais usada

1 curtida

Pra surpresa de ninguém.

O usuário é obrigado a trocar de aparelho só pra ter a versão mais recente ao mesmo tempo em que tem aparelho com capacidade pra rodar a versão mais recente sem receber por decisão da fabricante. Isso já é um problema por si só porque basicamente significa ter que pagar pela atualização do sistema.

Outro problema é que o sistema já está maduro o suficiente pra que novas versões tragam mais novidades incrementais do que novidades mais revolucionárias. Então o usuário tem que pagar pra receber uma atualização incremental.

9 curtidas

Concordo, infelizmente sempre fazem isso, inclusive lembro quando a samsung tentou fazer o mesmo com o windows 10.

Mas não vim falar desse ponto, e sim de outro que reparei durante algum tempo… depois da minha experiência desde 2018 com o MIUI da Xiaomi, tive a impressão que desde o android 7, a novas versões novas só trazem novidades significativas para os Pixel e dispositivos com android puro, acrescentando recursos nativos que já tínhamos em android customizado da xiaomi, samsung, oneplus e etc… E com meus testes em custom roms AOSB(Android Open Source Bam), emuladores e sistemas desktop android, ficou mais claro que a única razão real, é de apenas suportar apps, esse android 11 quase não existiu, muito dificil achar alguma custom rom decente para games com ele, sendo que se pesquisar o melhor em desempenho hoje é o 10, e o 12 implementa um tapa considerável no visual.

Em outras palavras não me surpreende que o 11 ainda não é o mais usado, e duvido que irá superar o 10, já que o 12 está aí, nativamente meu Redmi note 5 está com a build mais recente no MIUI 12 com o 9, e não se sente a diferença considerável de recursos de um aparelho com o mesmo miui em android 10 ou 11.

3 curtidas

Pois é, no meu caso eu sempre tento pegar aparelhos que vão ter opção de Custom Rom para caso a fabricante não atualizar a versão Android eu tenha a opção de instalar uma rom.

Tenho atualmente um Poco M3 com android 10, e até ano que vem eles vão atualizar para o android 11 ( provavelmente não vão atualizar para o 12). Então lá pelo Android 13 ou 14 talvez eu instale uma custom rom nele.

Eu tenho um smarphone reserva, um Xiaomi Redmi 2 Prime que morreu no Android 5, mas graças ao LineageOS ele está com o Android 10 (utilizo esse smartphone como webcam atualmente).

1 curtida

O 11 provavelmente vai superar o 10, desde que eu comecei a acompanhar esse market share das versões do Android, uma versão demora 2 anos pra alcançar a primeira posição entre as versões.

2 curtidas

Interessante que o Android Oreo ainda tem uma participação bastante relevante no marketshare.
É o sucessor do Android KitKat nesse sentido.

Se dependesse dos usuários a maioria aí seria Android 11… essa que temos que comprar novo aparelho para receber atualização e pura obsolescência programada. Me falar que meu mi a2 com snapdragon 660 não roda um Android 12? Fala sério.

Enquanto não houver uma coalisão ou uma iniciativa do Google para ela mesma fazer as atualizações por completo, a fragmentação continuará sempre assombrando cada nova atualização do Android.