Tecnocast 248 – Os 15 anos do smartphone que mudou tudo

1 curtida

Lembro quando comprei no lançamento em NY estava uma fila gigantesca, foi sem duvidas o avanço em tela que precisava, pois ate entao nada era legal ao usar touch-screen, mais nem tudo era flores e quem teve a primeira geracao e segunda deve lembrar da senhora apple capando a opcao filmar algo tao basico, que me fez ate o 3gs segurar o meu N95 como camera e segundo aparelho.
Ah tempo bom que nao volta mais kkk.

2 curtidas

Gente, só um adendo sobre o Motorola com iTunes, depois o Razr ganhou uma versão como o Rokr E1, o V3i. Ótimo ep., adprei!

2 curtidas

Dificilmente a Apple ou outra empresa vai conseguir replicar o mesmo feito, em outra categoria de produto. O que de todo não é ruim, mostra apenas que o mercado amadureceu muito e hoje, tecnologia não é mais algo desconhecido. Qualquer empresa hoje, com dinheiro, chega pra alguma fábrica na China e encomenda o que quiser; smartphone, AirPods-like, SmartWatch, e os iOTs da vida.

O iPhone foi uma tempestade perfeita. E não vejo isso acontecer com VR. Por mais hype que se crie, me parece mais um caso de TV 3D, muito legal, mas pouco funcional. Acredito que o próximo iPhone da década, em termos de revolução e inovação tecnológica, vai ser a exploração espacial. E a Apple com toda essa montanha de dinheiro, não parece estar interessada nesse setor.

Muitos apostam em carros autônomos, o que até é mais tangível, existem evidências sólidas do projeto Titan. Agora a viabilidade de um carro autônomo nem é a tecnologia em si, mas sim a formalização de um padrão de comunicação entre diferentes carros e sistemas de controle de trânsito, para daí conseguir desenvolver a parte autônoma do carro. Tudo que se tem hoje, são carros conectados, mas autônomos mesmo, só o dia que for resolvido essa questão básica de comunicação.

3 curtidas

Até hoje eu acho que o N95 era melhor que o iPhone 2G. O iPhone era inovador, mas ainda era muito limitado.
Alguns recursos como compartilhar músicas via Bluetooth eram muito utilizados na época, mas no iPhone isso não era possível.
Como você citou, a câmera era muito ruim e nem gravava vídeos. O N95 tinha até câmera frontal, algo que só o iPhone 4 teve.
Até mesmo em jogos o N95 era melhor, tinha função Ngage que era muito bom e o iPhone só foi ter uma vasta gama de jogos alguns anos depois. Angry Birds só foi lançado depois do iPhone 3GS.

E quanto ao iPhone 3GS, esse sim foi o primeiro iPhone que na minha opinião valia a pena. O sistema já estava bem mais evoluído, os jogos e aplicativos impressionavam muito, o hardware dele já era mais potente, a câmera era decente.

3 curtidas

Nesse caso acho que era mais uma visão de mercado da Apple mesmo, porque isso nunca chegou ao iPhone e hoje ninguém mais faz isso hahahaha mas na época era comum mesmo.

Recentemente um ex-engenheiro da Apple que trabalhou no primeiro iPhone disse que muitos recursos foram deixados de lado na primeira versão por falta de tempo mesmo. Faltando menos de cinco meses para o lançamento do iPhone nas lojas a Apple ainda estava modificando o projeto. A prioridade era fazer o que havia sido anunciado funcionar, outras coisas (tipo gravar vídeos e copiar e colar) ficaram para depois.

Faltava muita coisa mesmo, mas pra quem teve a oportunidade de usar um iPhone ou um iPod touch lá em 2007, a sensação de que viu o futuro acontecer na sua mão é inesquecível.

1 curtida

Eu tive um iPhone 4 (em 2012 com IOS 5) e fiz jailbreak pois achava o sistema muito limitado, mas era legal mesmo a sensação de ter o futuro nas mãos. Usuários de IOS tinham acesso aos aplicativos antes do Android, as vezes demorava um ano até o mesmo aplicativo chegar ao Android.
A qualidade dos aplicativos IOS também era muito superior.

Fiquei com esse iPhone 4 por menos de um ano e troquei por um Motorola razr i por conta da customização, tamanho de tela e duração de bateria. Tentei voltar pra Apple no iPhone 7, mas novamente não me adaptei, eu ainda sentia falta de algumas customizações básicas e a barra de notificação do Android era muito mais inteligente.

Hoje os dois sistemas evoluíram muito, a barra de notificações do IOS está bem melhor e bateria não é mais um problema nos iPhones, mas ainda me incomoda o fato de não poder arrastar o ícone de um aplicativo para qualquer lugar da tela inicial do IOS.

1 curtida

Ouvindo este cast me lembrei um pouco da minha infância. O iPhone naquela época era um artigo tecnológico muito desejado! Eu mesmo com 11 anos de idade comprei pelo menos 5 “hiPhones” kkkkkkk Eram todos frágeis, um tinha canetinha, outro rodava apps java, um outro tinha TV e 4 chips kkkk eram realmente tempos loucos, mas felizes. Minha família sempre foi leiga com isso, então pra todos aqueles celulares piratas eram realmente da Apple, inclusive eu! Me lembro de um dia em que eu baixei itunes no computador e tentei de tudo pra colocar aplicativos e músicas no hiPhone que eu tinha… obviamente nada aconteceu, era um nokia tijolo no corpo de um celular com tela resistiva, realmente uma verdadeira bomba. Hoje em dia não vejo mais esse movimento de pessoas usando réplicas de iPhones… Ou não existem mais ou estão muito sofisticadas!

3 curtidas

Até existem umas réplicas baseadas em Android hoje em dia (e enganam bem, inclusive). Mas naquela época o iPhone era realmente diferente dos outros celulares, então assim como tinham várias réplicas de iPod, também existiam as do iPhone.

Hoje em dia todos os smartphones já fazem a mesma coisa quando se trata do básico. Todos ganharam touch screen, um sistema operacional moderno com loja de apps… essas réplicas perderam o sentido.

1 curtida

Penso que a Space X está fazendo o que a Apple fez a 15 anos atrás com o iPhone

1 curtida

O N95 era um dos celulares da época que inclusive suportava fazer e receber pagamentos NFC, embora para isso era necessário baixar um app.

Um amigo meu teve, tinha até antena de tv, as vezes assistíamos futebol nele.
Quando queríamos zoar com ele ficávamos ligando pra ele enquanto estava dentro da sala de aula, pq ele não sabia colocar no silencioso. Demorou uns 2 meses até ele descobrir que a única maneira de colocar no silencioso era abrindo o aplicativo de telefone, apertando # e segurando por um segundo.
Ele conseguia instalar jogos .jar mas era muito ruim de jogar.

2 curtidas

Com certeza deve ser horrível jogar em um hiPhone kkkkk
Eu também tive com antena, mas tudo nele era ruim, e tipo não era nem pra ser chamado de smartphone, o primeiro que eu tive não veio nem com wifi, não tinha 3g 2g nada, só sms e ligações, com uma câmera, bluetooth, e não podia faltar o cartão de memória kkkkk sendo que o iPhone mesmo nunca teve entrada pra isso

2 curtidas

video reportagem da WSJ mostrando um pouco dos bastidores da criação, vale a pena dar uma olhada

Exatamente isso mesmo. A Apple visou conquistar a base de usuários pra lucrar com isso. E conseguiu. Hoje você não vê um usuário de iPhone se preocupando com ausência de recursos que podem até ser funcionais e úteis, mas existentes no Android. Porém, um dia que chega pra eles, correm para usar.

Me refiro desde a coisas simples como widgets, AOD, dark mode até NFC e Fast Charging. Quando chega na Apple, e nem me refiro à questão do “chega depois, mas melhor”, vira o ‘padrão do mercado de smartphones’. Isso foi o que aconteceu, em decorrência da primeira missão da Apple em ganhar a base.

Esses dias vi um vídeo do mrwhosetheboss junto com o MKBHD, comparando os dois sistemas. E quando se trata de funções, o Android tem várias, muito mais que no iOS em número, mas as funções do iPhone quase todos os usuários usam e são super essenciais para eles. Tipo AirDrop e iMessage. Nessa categoria, eles deram empate. Isso mesmo, empate. Eu achei injusto porque eles olham para o Android usando o próprio iOS como parâmetro, e ainda mais, usando o mercado dos EUA, onde lá a Apple domina com folga. É óbvio que no iPhone, várias funções básicas os usuários vão usar e se adaptar. Levaram anos aprendendo e se acostumando com o sistema, que ganhou a fama de “fácil de usar”.

Mas é justamente isso que a Apple queria também kkkk´. Ou seja, ao lançar o iPhone, ela pensou em 5, 10 e até 30 anos na frente. Dominando não só o mercado de smartphones e tudo relacionado (canais de notícias/tecnologia, assessórios, e até outras áreas como esportes), mas também a mente das pessoas e o melhor: ganhando muito $$ com isso. Tem os EUA na palma da mão. Talvez até a China também.

O iPhone é, sem dúvidas o marco da tecnologia, depois da internet, por tudo o que ele representa até hoje.

1 curtida

iMessage acho que é algo que só ficou popular nos EUA.

Japão é um mercado forte para a Apple e por lá eles usam Line. No Brasil as pessoas usam WhatsApp, na Europa o WhatsApp também é bastante popular, no leste europeu tem uma briga entre WhatsApp, Viber e Telegram. Na China domina o WeChat.
Eu morei na Austrália em 2017 e na época as pessoas usavam Facebook messenger como app padrão, mesmo de iPhone para iPhone preferiam usar o Facebook Messenger.

1 curtida

Vcs estão loucos 3 grandes revoluções da Apple, e vocês não citam o Apple 2… eu até achei que vcs fossem deixar o mac de fora… pq o mac sim foi uma das mais fracas dessas revoluções já tinham feito o lisa e tal
Mas o apple 2 popularizou computador pessoal as massas fora que jobs e wozniak praticamente criaram a maquina na garagem do jobs
o Apple 2 é sem sombra de duvida a maior revolução da apple