Tecnocast 215 – A covardia dos novos MacBooks

Olá, assisti ao evento antes de ver qualquer notícia ou análise sobre o mesmo, para não ter nenhuma tendência. E ao assistir pensei em uma razão/teoria para o notch nos macbooks.

A teoria caminha em paralelo com o que o Lucas citou no podcast.

A Apple queria aumentar a tela em seu redesign dos macbooks, porém, para isso teriam que mexer na borda inferior onde vinha escrito o modelo do macbook. Mas se eles tirassem a escrita daquela área quem olhasse o macbook pela direção da tela, não conseguiria distinguir muito fácil de outros notebooks.
(Os macs são muito usados em séries e filmes também, e é do interesse da maçã que seus produtos se destaquem da concorrência).
Então para ter essa assimilação visual o notch seria a escolha perfeita. Distinguiria os novos macs de todo o resto do mercado e justificaria isso com bordas mais finas. Sem contar que o público já se acostumou com o notch “ser do iPhone” assim como era com a silhueta do iPhone com touch id.

Bem, essa é minha teoria. Provavelmente estou errado, mas na minha cabeça faz sentido.
Abraços e ótimo podcast.

4 curtidas

Acho também que a empresa trouxe um SOC acima do esperado, pelo menos se seguir o que foi apresentado no anúncio. Não vejo também ameaça a Intel/AMD nesse momento, afinal o mundo PC Windows é outra pegada, seja por sua compatibilidade com o setor empresarial, seja pelos preços bem mais acessíveis, e claro, a cultura Windows!! Independete se uso MAC, jamais abri mão do Windows. Quanto ao SOC da Apple “mexer com o mercado” de servidores e tal, isso na verdade não faz muita diferença…Já existem a anos muitos projetos em ARM para servdores, poderosíssimos e com carga direcionada a determinada função.
Acredito eu que o mercado vai mais para ter cada gigante seu SOC proprietário, vejam o que Tensor do Google, Microsoft aparentemente vai no mesmo caminho…Já se percebe que o futura é não depender de um projeto generico como o da Intel, qualcomm e etc.

4 curtidas

Assustador é como eu definiria os novos M1, os dados são mto absurdos como o Higa falou.

E como disseram, a apple influencia o mercado, mesmo sendo “só” um player, para o bem e para o mal. Pena q a maior influência desse lançamento vai ser os notebooks com notch, assim como as desnecessárias telas secundárias, e não processadores significativamente melhores.

Interessante que até a Qualcomm elogia o M1 e usa isso como uma forma de promover a própria plataforma e dar credibilidade para PCs com ARM.

1 curtida

A Qualcolm só tem a ganhar com isso.
Eles dependem da Microsoft para que o Windows com ARM se torne popular e nada que a Intel fizer fará com que os processadores x86 cheguem perto do M1 nos próximos 2 anos.
Até eu que nunca tive vontade de ter um Macbook estou pensando seriamente em adquirir um.
Pra Microsoft não perder o marketshare eles precisarão dar um jeito de tornar o ARM no Windows viável.

Tenho minhas dúvidas se isso vai realmente acontecer. A intel deve estar costurando acordos e mais acordos que amarrem seus parceiros no X86. E a Microsoft é a única barreira para ARM em PCs.

Vejo mais o Google tirando proveito disso com o chrome OS, que a Microsoft.

Tbm não tenho botado mta fé não
MS não parece evoluir mto com os ARM

Se for refletir, caso a Microsoft viesse com tudo para ARM, só sobraria o mercado de servidores e workstation para a intel, isso claro até uma Qualcomm morder essa fatia de mercado também.

ARM é perfeito para laptops básicos, resolve o problema de conectividade, bateria e portabilidade. É uma arquitetura que tranquilamente atenderia usuários comuns e a Apple provou que consegue atender até profissionais com necessidades específicas.