Tecnocast 212 – A energia solar é a saída?

Não é saída porque em março do ano que vem encerra a isenção para energia solar graças a pressão da Aneel e distribuidoras, ou seja, não vai compensar mais pro consumidor final. Aliás, aqui mesmo na comunidades muitos usuários de energia solar reclamam que pagam os impostos na conta:

2 curtidas

Um país do tamanho do Brasil precisa de uma mescla, de forma a não depender de uma fonte só, como é hoje com a hidro.
Solar e eólica são importantes, cada vez mais, mas, assim como a hidro, dependem da natureza (regime de chuvas, sol, vento).
Térmicas são caras (a produção) e poluentes.
Ainda sou um defensor da solar e eólica, mesclada com a nuclear (exigiria investimento monstro, pra nos dar segurança energética), mas nada diferente do q foi gasto em Itaipu, Belo Monte e tantas outras, com uma garantia de estabilidade (Brasil é um dos maiores produtores de urânio).
Risco todas têm - hidros inundam áreas gigantes, eólicas têm problemas em relação a meio biótico, dependendo de onde são instaladas, solar tb tem seus problemas, como resíduos de baterias. E a nuclear, q tem o problema do lixo nuclear, é algo perfeitamente gerenciável.
Fato é q não existe hoje planejamento de país - vamos vivendo ao sabor dos ventos e dos interesses de terceiros…

Mas é um p*** desafio em qualquer país - petróleo e carvão ainda são a fonte de produção de energia na maior parte do mundo.

6 curtidas

O jeito é esperar o barateamento das baterias para ter um sistema off-grid.

1 curtida

Melhor comprar logo, nao espere mais nada baixar como antes!

Poxa eu queria mais informações sobre a compra de crédito de energia elétrica solar. Porque eu moro em um apartamento alugado e queria entender se realmente vale a pena, quais são os custos e a forma de contratação.

Moro no Rio de Janeiro, sendo atendido pela Light.

Alguém tem alguma dica, experiência ou contato?

Pesquisei no Google e só encontrei venda de créditos para empresas ou informações muito antigas.

1 curtida

Na fazenda do meu avô tem placas solares, ele financiou para 10 anos e o valor das parcelas é menor que o valor que ele pagaria pela energia que as placas produzem.
Ou seja, vale muito a pena, mesmo que você venha a financiar.
Muitas fazendas na região tem aderido nos últimos 2 anos.

A fazenda fica no MS, onde faz bastante sol na maior parte do ano.

1 curtida

Bom, para a minha primeira participação na comunidade, justamente um tema que tenho discutido com várias pessoas nos últimos meses.
Inicialmente, meu nome é Márcio Abranches, sou microempreendedor no setor de redes de computadores e moro em Suzano/SP.
Há exato um mês, enviei ao síndico do condomínio uma sugestão para estudo de viabilidade, de locação dos painéis solares da EDP Smart.
No mesmo período estavam prosseguindo com a tramitação do Marco da geração distribuida.
A questão que me gerou algumas dúvidas:

  1. Se o condomínio assinar o plano de créditos da geração direto com a concessionária local, para custear o consumo elétrico das áreas comuns e manutenção, os créditos gerados podem abater de eventuais multas pela variação de consumo?

  2. Sendo a própria concessionária a fornecedora desta energia, ela terá que agregar ao plano de assinatura eventuais custos pelo uso da rede distribuida?

  3. Como se aplica a legislação atualizada, nos casos em que a própria concessionária atua na geração e fornecimento aos clientes?
    Isso pode inviabilizar este modelo de negócio prejudicando o consumidor final?

  4. Se não prejudicar, caso popularize este sistema de fornecimento energético (que dispensa a aquisição e manutenção do sistema), quais empresas do segmento estão preparadas para atender esta demanda crescente num curto espaço de tempo, expandindo seus projetos?

  5. Como estão os prazos de aprovações dos projetos por parte dos órgãos reguladores, no que se refere a grandes fazendas solares?

Para encerrar, sei que não é possível agradar a todos, pois as necessidades individuais acabam influenciando na forma que as pessoas assimilam as informações, mas creio que explicaram bem o ponto de vista por parte da Absolar.

Creio que seria interessante se entrevistassem algum representante oficial da EDP Smart para que possamos compreender como ficará o cenário da locação de energia solar após a aprovação da nova legislação do setor.

Parabéns pelo excelente trabalho.

1 curtida

Brother… eu to na mesma que vc… também sou do Rio e ap alugado…
Pior eh que, por ter pesquisado sobre algumas empresas do setor de energia para estudar o case para investir, passei a receber ads de uma empresa que faz esse papel. No inicio achei que era scam ou alguma coisa assim hahaha até ouvir o cara falando sobre isso nesse epi do tecnocast…

eu ainda to estudando o caso e tal… se quiser trocar mais uma ideia sobre pra gente analisar junto… essa que “encontrei” é a flora energia. alguém ja viu sobre ela? conhece?

1 curtida

Essa questão condominial já foi discutida por aqui no meu condomínio.

Como nosso consumo somado, superaria um certo valor, poderíamos optar por outra concessionária de energia (mercado livre), comprando até energia limpa, como a solar.
Mas isso demandaria um investimento em equipamentos no condomínio para separar as redes da concessionária atual, da outra com a qual quiséssemos trabalhar.

É um investimento muito alto para o momento, que só se pagaria dali a alguns anos.
Então deixamos pra pensar isso pro futuro, qd esses custos dessem uma reduzida.

1 curtida

Obrigado Paulo.

Vou dar uma lida no site deles.

2 curtidas