Quais serviços irão "morrer" daqui pra frente, na sua opinião

Estamos vendo vários serviços sendo criados ou que foram criados para atender demandas nessa Pandemia. Porém muitos se mostram interessantes a curto prazo mas com o passar do uso não fazem muito sentido ou não são tão viáveis.

Qual serviço você acha que não vai perdurar por muito tempo?

Aqui vai meu “chute”:

Personal shopper, sempre que vou ao supermercado vejo pelo menos 2 funcionários de uma dessas startups, começou com a mais famosa, que tem comercial na tv aberta e etc. Porém recentemente surgiram várias opções e os próprios mercados estão fazendo os seus serviços.
Sempre que os vejo normalmente estão reclamando de algum problema do app ou do pedido do cliente. Não vejo o “carinho” que tanto vendem na propaganda, simplesmente pegam o primeiro e vão pro próximo.
Não se trata de um problema exclusivo dos shoppers, afinal são poucos (1 ou 2) por supermercado, ainda mais nos horários de pico.

Tenho outros palpites, mas deixa para a próxima.

E vocês?! O que acham que não vai vingar?!

Isso é normal. Não tem um app perfeito, parece o pessoal do 99… tem uns que vão reclamando a viagem toda. Mas não é todo mundo.

Esse tipo de compra por app até é útil pro pessoal mais idoso e/ou que tem muita dificuldade de se locomover e tal. Não acho que vá acabar tão logo.

Meu chute é que vários serviços de streaming vão morrer ou se unir à outros. Tá uma variedade MUITO grande.

Outro que deve acabar é o tipo cotas se o pessoal começar à banir contas dessa maneira.

1 curtida

Concordo com a questão de problemas do app. Mas já vi mais de um shopper reclamar que o cliente pediu somente 1 limão ou algo do genero, além do descaso com a compra.
E assim como os serviços de streaming que você mencionou que hoje são muitas opções, muitas empresas tão se aventurando nesse ramo, ficando muito complicado também.

Po… Não precisa necessáriamente fazer uma compra pro mês, mas pedir só um limão? Ai deve ser palhaçada mesmo. Não é possível. hahaha

Outro serviço que está sofrendo grandes impactos e só foi “piorado” com a situação atual são os apps como Uber e 99.
Lá fora essas empresas já haviam tendo sua receita caindo de forma considerável, além dos, questionamentos sobre direitos dos motoristas.
Hoje depende um pouco desse serviço por não possuir transporte próprio e evitar o público por aglomerações e problemas de higiene.

Vejo que a qualidade vem caindo drasticamente. Antigamente eram carros mais novos , motoristas educados e um preço justo. Mas vendo o relato de muitos motoristas, as taxas para eles aumentaram, o lucro quase inexistente, inclusive muitos estão a ponto de quase ter pagar para trabalhar, isso explica o decaimento na qualidade.

Hoje temos carros muito antigos (inúmeras vezes peguei um carro sem cinto de segurança) , motoristas mal educados e com som alto. Repito, a culpa não é totalmente do motorista.

O diferencial que antigamente era citado em relação ao serviço porco que a maioria dos táxis prestavam hoje basicamente não existe mais.

Não estou falando te todos os motoristas, ainda possuem excelentes motoristas nas plataformas, mas de modo geral é isso.

2 curtidas

Acho que o personal shopper tende a morrer, mas deve surgir no seu lugar empresas especializadas nisso, montar um deposito com produtos de mercado somente para tele entrega, um lugar assim tende a ter uma eficiência muito maior, controle de estoque refinado entre outras vantagens.

Mais ou menos o que está começando a acontecer em outros países:

2 curtidas

Isso ia acontecer e não foi por falta de aviso.

Tem muito app de alimentação que surgiu após o iFood, mas muitos não vão conseguir permanecer nos proximos anos.

Eu gostaria de comprar no site do atacado e receber em casa ou retirar num ponto uma caixa com itens de compras.
Mas tem que manter o preço de atacado e um frete baixo, senão não me adianta nada.

2 curtidas

Acho que assim seria bem interessante e com a logística mais facilitada. Quem bom que começou a implementação em outros países como o @centauro citou.

Não sei se o foco disso seria o atacado (ou se for imagino que só atenderiam compras maiores), mas é um ramo interessante também.

Nao necessariamente por causa da pandemia, mas chuto que esse monte de carteira digital com serviços iguais deve mudar num futuro próximo.

E esse lance de home office vai ser pra uma galera muito muito muito específica. Maioria vai voltar pro escritório mesmo

Escrevi a Pandemia pois ela tá impulsionando e “matando” várias coisas, mas pode ser qualquer chute independente da Pandemia.

Concordo com vc sobre as carteiras digitais, essas empresas tão queimando um dinheiro absurdo, mas quando realmente tiver que dar lucro não vão valer a Pena.

E sobre o homeoffice concordo também, até uma galera que curtiu a experiência vários chefes não aturam ainda o funcionario não estar na sua “baia” , pra eles se eles não estão lá não estão trabalhando. Fora várias pessoas que não gostam e não rendem fora do ambiente de trabalho tradicional.

  • Lady Driver
    É um serviço com uma ideia legal mas que eu não acho que tenha futuro.
    Primeiro motivo é que o Uber e 99 já dominam muito o mercado, é muito difícil competir contra eles, aí o Uber lançou um recurso que é praticamente uma cópia mais limitada do Lady Driver.

  • PicPay
    Muita gente só usa o PicPay por conta do cashback e por mais que eles tenham uma base de usuários enorme, o prejuízo deles é muito alto, o Pix praticamente substitui a ideia primordial do PicPay que era de transferir dinheiro facilmente e pagar com QR code. Agora com WhatsApp Pagamentos chegando, acho que o PicPay vai perder muito espaço.
    Eles podem até tentar virar um banco de fato, mas não parece ser a proposta do PicPay.

  • Google Stadia
    A Google parece que não sabe lançar um produto direito, eles prometeram muito mais do que entregaram e por mais que o produto até esteja funcionando bem, parece que a própria Google não leva o produto deles a sério.
    Alguns problemas de lançamento não foram corrigidos até hoje que era o super aquecimento do Chromecast.

  • Telecine Play
    Todos os grandes serviços de streaming já entenderam que pra se garantir no longo prazo é necessário ter conteúdo próprio. Sabemos que o Telecine não está investindo nisso e com grandes players brigando por usuários, cada vez menos teremos filmes relevantes disponíveis no catálogo. Acredito que a GloboPlay vai acabar se juntando e absorvendo o TelecinePlay.

  • Qualquer plataforma de games VR
    Embora a Sony esteja preparando o PS VR2, eles não parecem se dedicar a produzir conteúdo VR. Até hoje só deve existir um jogo AAA pra VR que é Half-life, dizem que é muito bom, mas não tem como uma tecnologia se sustentar sem conteúdo. Tem também jogos portados pra VR, mas que não trazem uma experiência digna de um VR.
    O VR deverá continuar existindo em eventos, treinamentos e até como apresentação de produtos, mas não acredito que as pessoas terão óculos VR pra jogar em casa.

  • SoundCloud
    Cada dia menos pessoas usam a plataforma. Já foi muito usada por DJs e Podcasters, mas por conta de direitos autorais ficou mais difícil postar conteúdo lá, muitas músicas são derrubadas por direitos autorais.
    O crescimento de serviços como Spotify também fez o SoundCloud perder bastante relevância.

  • Dropbox
    Ainda é um serviço muito relevante e que vale bilhões, mas é difícil concorrer a longo prazo contra gigantes como Amazon, Google, Microsoft e Apple.

  • Serviços que já foram famosos, mas hoje ninguém mais usa
    Napster, ICQ, MySpace
    Napster até está tentando o mercado de streaming de músicas, chegou a fazer parceria com a Vivo no Brasil.
    ICQ lançou um aplicativo, foi um dos mais baixados na semana.
    MySpace lançou algumas atualizações, hoje é focado em ser uma rede social para conectar músicos

7 curtidas

Cara, concordo. Em especial, dois:

PicPay, eu nao vi vantagem em usar ja que precisa transferir do banco pra ele. Eu pago direto pelo banco.

Dropbox, parei de usar faz tempo. Google drive ou OneDrive resolvem pra mim

ele é bom pra não precisar do cartão fisicamente, o uso sempre que possível

1 curtida

O PicPay ainda tem certa utilidade, como pagar boleto com cartão de crédito e etc. Acho que consegue sobreviver um bom tempo.

E eu ainda uso para receber pagamentos na minha empresa. Em vez de passar meus dados, que estão no Nubank e Bradesco, passo o [email protected]

a utilidade do PicPay é usar em conjunto com o cartão de crédito (ou com o deles)

Dos que você citou, esse pra mim é o que mais tem o seu futuro fadado ao fracasso!!! Pq a rede Telecine foca em parceria com Fox (atual 20th Century Studios), MGM, Universal, Lionsgate e Paramount; ao contrário da HBO, que tem parceria com Sony, mas exibe, além das séries próprias, filmes da Warner, dona do próprio canal.

E segundo os passos a seguir, quase todos terão suas plataformas próprias:

★A Disney migrou seus filmes pro Disney+;

★ A Lionsgate focará cada vez mais no STARZPLAY;

20th Century Studios (antiga Fox), terá seu conteúdo dividido entre Disney+ e o vindouro Star+;

MGM lá fora já tem o Epix, e se for vendida mesmo (tem interessados, como a Apple), seu conteúdo será absorvido pela nova dona (quem sabe o Apple TV+);

Warner tem seu próprio HBOMAX;

Universal já tem no exterior seu Peacock, que tem planos de expansão internacional;

★Por último, a Paramount já tem seu Paramount+, além do serviço AVOD PlutoTV .

Ou seja, só sobraria a Sony sem um streaming pra chamar de seu, e só com a Sony, o Telecine, tanto na TV, quanto o serviço Telecine Play não se sustentará a longo prazo!!