Pulverizador de Tinta - Quero Tirar Uma Dúvida, alguém poderia me ajudar?

NÃO ACHEI OUTRA CATEGORIA PRÓPRIA PARA ESTE MEU TEMA. mas gostaria muito de tirar essa dúvida, não conheço nenhum blog que poderia perguntar (tem o Yahoo Resposta, mas lá eles respondem muito com brincadeiras)

Alguém que é mais especialista, que já utiliza há muito tempo sprays (pulverizadores) de tintas como esta:

Tem como a tinta espirrar atingindo um carro, na seguinte condições: cujo o mesmo está dentro da garagem, esta tem telhado, o muro (tanto na frente como do lado aproximadamente 3 metros de altura, todo fechado) e a grade a qual pintei tem aproximadamente 1 metro e meio de altura (mais baixo que o muro). Detalhe: a placa dele de propaganda que estava próxima (e a mercê de ser atingida com a tinta) NÃO foi respingado nenhum pingo. Já o carro que, segundo ele estava dentro da garagem (toda fechada, como citei a cima) foi praticamente atingindo com muitos respingos só de um dos lados, e ainda do lado que sempre fica oposto à minha casa quando se está dentro da garagem).

Detalhe: o lado oposto (da casa do outro vizinho, cujo este realmente a tinta espirrou muito (pois ainda estava começando, aprendendo a regular a tinta) espirrou muito (porém o portão é novo, provavelmente ainda vai ser pintado, e o dono da casa não é chato como este outro), quase não respingou no portão deste), já do lado do vizinho “reclamão” que diz ter atingido o carro dele (nas condições a cima citado) a tinta já não estava quase saindo direito do spray, mal espirrava no meu portão).

E, se realmente é possível, quem tem culpa? Eu que NÃO vi o carro lá dentro da garagem (toda fechada) ou ELE que diz que me viu pintando e não tomou providência de tirar o carro de lá antes de ser atingido?

Ah, outro detalhe: Nem ventando estava naquele dia (e olha que por aqui venta sempre, todos os dias e o dia todo, e por coincidência não tinha vento naquele dia.

Eu sei que, quando tem algum carro na rua por perto tem que pedir para o dono do carro retirar quando se vai pintar com spray, porém no dia não tinha nenhum carro na rua. e este carro do vizinho que supostamente foi atingido, estava dentro da garagem (além de eu não o ter visto, quase não vejo eles, até parece que não tinha ninguém em casa)

AO MODERADORES DO BLOG: Se não pode esse tipo de postagem, me desculpem, apenas queria esclarecer minha dúvida e não tinha outro lugar melhor para isso. Se quiserem e acharem melhor, podem excluir esta postagem, que vou entender.

Se TU estava pintando, e o carro está REALMENTE com respingo da TUA tinta… ai fio, não tem nem o que questionar. Ai sim seria TUA responsabilidade.
Ele mostrou os respingos ou tava reclamando querer mostrar sem provas? Se ele está reclamando sem provas, pede para apresentar as provas ANTES de qualquer coisa. Se ele não estiver querendo apresentar os dito cujos respingos, eu assumiria que ele estava reclamando por reclamar. Mas se ele mostrar os respingos e forem da tua tinta… tu realmente vai ter de assumir a responsabilidade. (Ao meu ver, isso seria o mais correto a se fazer, mesmo sem ser doloso ou ter sido negligente.)

No caso, acredito que isso possa ser acertado naquela sessões de concilhação/mediação. (não lembro o nome correto)

1 Curtida

Uma coisa que esqueci de citar: Ele só veio ver os respingos no carro e reclamar 3 dias depois de eu ter pintado a grade. Como ele não teria visto os respingos no mesmo dia, sendo que está todo dia, toda hora saindo com o carro (e sempre lavando)? E, eu vi lá, pelo que me lembro dos respingos, aparentemente parece ser respingos de tinta BRANCA, e a minha tinta era CINZA.

E, sendo eu ou não, vou pagar ele o que ele está me cobrando. Porém, eu acredito que não foi do dia que pintei (não querendo me livrar da culpa, mas sim, por todas as condições acima citado), acredito que ele tenha colocado o carro em algum outro local (outra cidade) e alguém pintou com o carro próximo.

este vizinho ele reclama de tudo (reclama quando as árvores da frente daqui de casa começa a cair muitas folha na frente da rua da casa dele, reclamava que a água (da chuva) do quintal estava atravessando o muro, pediu que cortássemos um arbusto que ficava do lado do muro porque segundo ele estava caindo muita folha em seu quintal). Ele não dá um bom dia pra gente, mas quando é pra reclamar vem na hora.

O level máximo da picuinha seria fazer uma análise química da sua tinta e de uma amostra da tinta que se encontra no veículo. Departamentos de Química de universidades costumam prestar esse serviço. Aqui em MG usamos muito o laboratório da UFMG. É analisado no microscópio eletrônico e gira por volta de 500 contos uma análise.

1 Curtida

melhor pagar ele 200 pelo que está me cobrando, além disso acredito que já tenha feito limpeza, pois ele próprio faz esses trabalhos em carros

Se ele for tão distraido como eu, até que não levou tanto tempo assim. hahaha

Então, OBVIAMENTE, não é a mesma tinta. hahaha
Apresenta os fatos pra ele. Mostra a cor do portão e compara com a cor da tinta. Até onde eu sei, a tinta não muda de cor ao voar pelos ares. A menos que fosse tinta muito mal misturada, mas acredito não ser o caso.

Se eu fosse você e tivesse CERTEZA que não era minha, eu pagava os 500 reais para a analise e depois cobrava judicialmente dele… (Só tem um porém, pode ter sido a mesma base da tinta. hahaha)

1 Curtida

Impossível ele é detalhista, e obviamente, como está sempre lavando e polindo o carro, com certeza deveria ter visto (pois não era só uma gotinha ou outra) Só respingou num lado (nem em cima, nem do outro lado) no vidro ele diz que respingou também, mas pelo meu ver e entender não tinha nada nos vidros

E, além de tudo que citei acima, no portão, eu usei mais o rolo para pintar, pois, na hora de preparar o último pote de tinta acabei derramando no chão (perto da área da cozinha) onde é apenas concretado), e para não desperdiçar a tinta, peguei o rolo e fui pegando a tinta e passando no portão com o rolo mesmo.

Pergunta besta… tem respingo na estrutura onde o carro estava? Por que se foi sujo lá dentro, é OBVIO que tem de ter nas paredes externas. É virtualmente impossivel não ter ao menos um pouco no lado de fora.

Ainda acho que esse cara passou em algum lugar que estava pintando e não percebeu na hora.
Também tem uma alternativa que eu não gosto de pensar que seja a resposta… pegou uma lata de spray e borrifou lá dentro, acabou fazendo besteira e está tentando fazer alguém pagar o prejuizo… (não digo que seja a verdade, mas -dependendo da pessoa- é uma possibilidade).

Tem de analisar o ambiente também. Não só o carro. Não é possivel que tenha sujado apenas o carro deixando o ambiente intacto. hahaha

1 Curtida

De fato. Nos muros não tem respingos, nem nas plantas da minha casa que fica ao lado do muro, e , nem mesmo na parede da frente da minha casa respingou ao pintar no rumo. E, como disse: na placa dele (de propaganda) que fica do lado de fora NÃO tem respingo (ele me mostrou dizendo que tem, porém eu não vi, só se olhar com lupa) e como estava perto, certamente deveria ter.

Quando ele pinta o muro do lado dele também com spray NUNCA vem tinta para cá, nem mesmo quando está passando na última carreira de lajotas.

É o que acho, ou estava passando por algum lugar onde estavam pintando ou mesmo deixou o carro em algum outro local e alguém deve ter pintado com ele por perto.

Não, ele não é dessas pessoas

Que cor ele usa?

Qual a cor que você usou ?

Que cor é o carro dele?

Qual o padrão de respingos ? Aqueles bem finos ou de gotas?

Você chegou a ver, no dia que ele reclamou com Você ?

Pelo menos isso. Dá uma olhada como tá o padrão dos respingos. se elas estão verticais ou em diagonal (de cima para tras, no sentido do pneu traseiro). Se estiverem em diagonal, o carro provavelmente estava andando.

1 = a cor do lado do muro dele é preto (pelo menos no muro de divisa com a minha casa

2 = a tinta que usei ela olhando de longe dá a impressão de ser branco, mas é um cinza bem claro (bom, ao comprar na lata dizia ser camurça, mas a tinta em si parece cinza bem claro)

3 = o carro dele é (não sei dizer o nome daquela cor) aquela cor que parece vermelho

4 = bem finos, olhando parece sujeira (parece que deu vento com poeira e sujou o carro)

5 = sim, ele me mostrou, mas só consegui ver mesmo ao olhar bem detalhado, e até passei a mão pra ver se não era apenas poeira. lembrando como era os respingos, parece que era de tinta branca. Ele diz que respingou no vidro, porém eu mesmo observando com cautela não vi (assim como na placa de propaganda dele, que estava mais fácil de ser atingida com tinta e não foi)

Se você quiser ser” bem chato também” e comprar uma briga, faria a análise da tinta, como sugeriu o @Eduardo_Alvim. E das duas uma, ou esse visinho vai te odiar pra vida toda, ou não vai mais encher tua paciência, se ele estiver errado e tiver que pagar pelo transtorno.

Mas o caminho mais curto é pagar, só pra não se estressar.

1 Curtida

Com tantas evidências de que não é a sua tinta, eu não pagaria.
Como disseram acima, ele possivelmente está aproveitando de sua honestidade e isso pode ser a porta de entrada pra qualquer coisa querer “jogar a culpa” sobre você.

Se são respingos tão pequenos, quase imperceptíveis, existem produtos de limpeza que conseguem fazer esse trabalho e sequer precisar de um polimento novo.

E se começar a reclamar muito, fale pra ele entrar com uma ação no Juizado Especial. Ele vai ter uma dor de cabeça (além de perda de tempo) e provavelmente o máximo a ser acordado é você ter que pagar o polimento. Mas duvido que ele siga adiante com isso.

2 Curtidas

Sâo respingos tipo flocos de neves (imagine poeira grudada no carro, é como se fosse)

Pois é, pelo que pude ver, se não estou enganado, creio que apenas um polimento basta. Mas ele diz que tem que fazer várias coisas pra “consertar”, e que se fosse outro iria me cobrar mais de 1000, e como ele mesmo faz o serviço, apenas vai me cobrar o produto gasto.

Este tópico foi fechado automaticamente 30 dias depois da úlima resposta. Novas respostas não são mais permitidas.