O que vocês acham da "pulverização" dos direitos de transmissões esportivas em diversas plataformas?

Se até alguns anos atrás você já sabia onde sintonizar pra ver o jogo do seu time, agora tem que “estudar” onde cada torneio vai passar. HBO Max vai transmitir Champions League, YouTube pegou o Paulistão, existe pay-per-view próprio para parte dos jogos da Libertadores, Nordestão e Carioca.

Por pouco um decreto, que já perdeu a validade, não permitiu que cada time do Brasileirão fizesse sua própria transmissão.

Do ponto de vista do usuário consumidor do produto é melhor como estava antes ou o modelo que está se consolidando agora?

1 Curtida

Pode ser melhor espalhado para diversas mídias transmitirem os campeonatos, mas possivelmente causa suposta elitização por causa de PPVs criados.

Nem todos têm grana para pagar a mensalidade; muitos brasileiros receber apenas o mínimo para sobreviver!

1 Curtida

De certa forma, pulverizar tira o monopólio.

Esse em especifico, já caiu por terra.
De certa forma, está melhor agora. Para o cliente e o provedor. As vezes, é muito mais lucro vender espaços para propagandas em sites de alta visitação. (Já que isso atraí um público gigante).
O ideal é não haver monopólio.

É ruim, para a geração mais velha, que tem pavor a tecnologia ou não sabe usa-lá, complica demais para eles. E nem todos tem alguém disposto a colocar ou ensinar.

4 Curtidas

O ideal seria direitos divididos, como quando a ESPN e Fox Sports dividia alguns campeonatos, e cada emissora transmitia os jogos de cada dia.

Monopólio nunca é bom, mas essa divisão absurda cheia de PPV é outra bosta.
Até entendo quem paga pra ver o Campeonato Brasileiro com todos os jogos do seu time… Mas pagar pra ver campeonatos de menor apelo é foda.

Saudades Champions League na ESPN…

2 Curtidas

Gosto muito dessa ideia. Resolve o problema do monopólio sem fazer com que o conteúdo fique inacessível para certas partes da população. Se os direitos fossem sempre divididos, a escolha seria do consumidor em primeiro lugar, e este escolheria onde assistir de acordo com a conveniência do meio (celular, TV aberta, TV paga…) ou a qualidade da transmissão (narrador, comentarista…). Basicamente, tornaria a escolha de um canal em algo similar à escolha de um navegador da web. O conteúdo é o mesmo e pode ser acessado de maneiras diferentes. Cabe ao consumidor decidir a maneira que mais agrada.

2 Curtidas

A melhor forma seria um pacote completo por campeonato, no pay per view tem todos os jogos em uma canal, na TV a cabo outra, na TV aberta outra, por exemplo. O que ocorre hoje é que cada time quer vender seus direitos para uma emissora ou então fazer seu próprio PPV. Seria melhor se fosse como é comercializada a Premier League, quem compra o campeonato leva os jogos de todos os clubes. Inclusive isso seria uma forma de tirar o monopólio da Globo, pois outras empresas como a Warner Media com a TNT poderiam comprar o campeonato sabendo que teriam mais jogos na grade o ano todo.

1 Curtida

Não necessariamente. A forma que você falou de ser o mesmo conteúdo lembra o sublicenciamento que a Globo fazia com a Band pelo Campeonato Brasileiro, onde a Band tinha que transmitir exatamente o mesmo jogo da Globo. Aí o consumidor tinha que escolher entre Cleber Machado/Caio ou Luciano do Valle/Neto.

Meu ideal de divisão seria no modelo ESPN/FOX onde cada emissora tem um dia de cada campeonato, então exemplificando com a Champions League, uma emissora transmite os jogos de terça, outra os jogos de quarta e outra os jogos de quinta, ou às 3 transmitem todos os dias revezando os jogos, uma pega o jogo de 13h, outra o jogo de 16h, etc… Pra ter o maior número possível de jogos exibidos.

2 Curtidas

Aah sim, não tinha compreendido dessa forma. Esse modelo me lembra um pouco o que acontecia com a NASCAR nos EUA. Metade do campeonato era numa emissora, a outra metade era noutra. Nesse caso, maximizaria a quantidade de jogos sendo transmitidos num determinado dia. Certamente seria melhor do que o que temos agora. Acostumaríamos a buscar certos canais em determinados dias e teríamos a certeza de que o jogo daquela data estaria passando naquele canal específico.

1 Curtida

Esta acontecendo com o futebol o que já acontece com os filmes e séries, com esses vários serviços de streaming.
A grande diferença é que o futebol é um evento ao vivo.
Você não vai ficar trocando de serviço para ver um campeonato que já passou em outra plataforma, não faz sentido!
Acho que ainda não tem um formato ideal para o futebol, mas definitivamente cada time ou cada campeonato ter a sua própria plataforma não é o melhor.

2 Curtidas

Do lado do usuário certamente quanto mais opções disponíveis melhor, já que abre possibilidades de assistir transmissões nos meios que você tem acesso, com os apresentadores que gosta, nos formatos que prefere, sem pagar nada pra ver, etc.

Veja como exemplo o feito inédito do streamer Gaules, que conseguiu de forma legal fazer a transmissão da NBA na Twitch, de graça para qualquer um ver e num formato totalmente “amador” e fora do padrão:

2 Curtidas

Acho legal ter opções, mas eu como alguém que gosta de futebol acho que pra que mais pessoas consigam ter acesso, a TV aberta tem que ter direitos reservados a parte do streaming.

Eu não sou fã de futebol, mas do pouco q assisto acho q o ideal seria várias emissoras terem direitos aos mesmos jogos, não como citaram aí jogos em canais/apps específicos.

Tudo bem q na grande parte do tempo o pessoal só assiste à jogos do time para qual torce, mas eventualmente um jogo “fora de padrão” q vc assistiria vai passar a não assistir por não estar disponível aonde vc assina.