O que acham da venda de smartphones sem carregador?

Oi pessoal, o que vocês acham dessa nova modinha de vender o aparelho sem o carregador (principalmente) e fones de ouvido?

O preço, porém, continua astronômico (Apple).

Eu não consigo achar isso como algo natural e aceitável, seria como comprar um carro sem o tanque de combustível, simplesmente não daria pra usá-lo, você seria obrigado a comprar o tanque (carregador) separadamente, caso não tenha nenhum sobrando em casa e em bom estado, logicamente.

Simplesmente ridículo!!! O que vocês acham?

1 Curtida

@frankjrp, acredito que seja o futuro para que algumas (sem indiretas) fabricantes, supostamente, façam o mesmo — entregar o smartphone sem fone de ouvido e adaptador de tomada sem abaixar preço (menor custo e maior margem de lucro) talvez!

Afirmo: uma opinião deste perfil sem querer caluniar, difamar ou criar teorias da conspiração, ou seja, posso estar certo ou errado!

P.S: LG G8X, na Índia, está á venda sem carregador, porém, com desconto superior a 50%. Mais informação: https://tecnoblog.net/374789/lg-g8x-com-desconto-vem-sem-carregador-na-caixa/

Desconsiderando a péssima comparação, o grande problema ao meu ver nem é a remoção dos acessórios — eu mesmo devo ter pelo menos 15 adaptadores USB aqui em casa. É uma ideia razoável pensar que muitas pessoas também já possuem seus adaptadores e não precisam de um novo.

O grande problema aqui é a Apple ter usado o discurso do meio-ambiente, que é bem válido até certo ponto, e ter trocado ao mesmo tempo o cabo para USB-C. Praticamente nenhum produto da Apple usava cabo USB-C pra ter um adaptador desses, então quase todo mundo vai ter que comprar um adaptador separado. Isso, de fato, anula o discurso de “pelo bem do meio-ambiente”.

Sobre o custo, obviamente não iria ficar mais barato. Até porque, na real, os acessórios foram removidos pra reduzir o impacto do alto custo da implementação do 5G. Uma pesquisa de mercado da Barclays divulgada ontem revelou que, mesmo cortando os acessórios, a margem de lucro da Apple em cima dos iPhone 12 será menor que a margem do iPhone 11 por conta dos custos do 5G (principalmente do 5G mmWave que tem implementação bem mais cara).

Mas, assim. Algumas empresas já tentaram fazer isso antes da Apple e pode apostar que isso vai virar uma tendência. Foi a mesma coisa com a remoção do P2.

12 Curtidas

Tecnicamente falando, o tanque de combustivel do celular seria a bateria.

Eu não gosto da idéia de comprar celular sem carregador porque a empresa assume que:

  • a: você tenha um funcionando sobrando (e que o carregador seja 100% compatível)…
  • b: que você tenha a menor noção de qual carregador comprar no caso do a ser falso…

Ai o que acontece: pessoal leigo compra carregador descartável e não entende porque o telefone deu problema. E quando dá problema, perde a garantia por ter usado um carregador fora das especificações ou ruim. Ou seja, pode se tornar uma enorme dor de cabeça pro povo.

Eu tenho uns 10 carregadores também. Mas metade deles eu não confio nem para enfiar na tomada. (Coisa que eu devia ter jogado fora, mas ainda não joguei porque não tem uma praga de coleta de material desse tipo)

7 Curtidas

Lema principal: o barato sai caro! Escrevi por aqui o comentário! Você concorda comigo??

Sinceramente, sou bem indiferente. Se viesse seria melhor? Seria. Mas não veio, então vida que segue. A maioria não vai comprar, porém entrou nos memes ou já era do clube do hate. Agora para quem vai comprar, não é a falta de um adaptador de parede que irá impedir.

Sem ser leviano: quem compra IPhone, pode ter alguma grana para comprar acessório de qualidade — não precisa ser da mesma marca, pois tem a Anker, por exemplo!

2 Curtidas

No caso aqui, é tudo carregador de iPhone/iPad/Apple Watch que eu já comprei nos outros anos mas que nunca nem tirei da caixa porque já tinha uns 3 aqui que ainda funcionam muito bem e só vou substituindo quando estraga. Conheço muita gente nessa situação também. Por isso que eu disse que, se eles não tivessem trocado o cabo do iPhone, esse discurso seria bem mais aceitável.

1 Curtida

O problema, ao meu ver, é que isso vai pegar muita gente de surpresa (no caso do iPhone, especificamente). Sim, muita gente já ficou sabendo que vai vir sem carregador. Mas quando a pessoa leiga abrir a caixa e ver aquele cabo USB-C, vai ficar sem entender nada. Nos modelos Pro não acho que vai fazer muita diferença por causa do público e também porque os modelos do ano passado já tinham adaptador USB-C. Mas que isso ainda vai dar bastante controvérsia nos modelos intermediários, aposto que vai.

@filipeesposito Logicamente você é um consumidor fiel aos produtos da Apple, naturalmente deve ter mesmo uma variedade de adaptadores USB ao longo de suas trocas de iPhone por modelos mais novos.

Mas quem vai comprar seu primeiro aparelho? Não me sinto minimamente à vontade em comprar um produto com peças - vitais ao seu funcionamento - faltando na caixa. Não vai ser uma opção comprar em separado ou não, serei obrigado a gastar mais alguns bons reais para adquirir o adaptador de tomada original, algo que poderia vir dentro da caixa - como sempre veio - sem nenhum custo adicional. Os valores astronômicos sempre foram praticados aqui no Brasil, tendo ou não o adaptador na caixa, mas antes pelo menos tínhamos o produto completo na caixa.

4 Curtidas

Como eu disse, acredito que outras empresas logo logo vão seguir esse caminho e nem vai ter muito o que fazer. Isso vai dar bastante dor de cabeça agora no começo, mas também é algo que você vai comprar um carregador e pronto, tá resolvido o problema por todos os anos a seguir.

Ainda mais agora que até a Apple colocou um cabo USB-C, vai dar pra reaproveitar o mesmo adaptador em outros aparelhos de outras marcas. Sem contar que você pode adquirir um adaptador alternativo licenciado, por ser USB-C. Mas só pra deixar claro, não estou dizendo que acho bom. Mas também não acho que é o fim do mundo e daqui uns 2 anos isso nem vai ser mais um problema.

2 Curtidas

Meu comentário longo anterior fala neste ponto: supostamente, outras fabricantes venham fazer o mesmo, porém, priorizando a margem de lucro, sem descontar o preço final do produto!

Talvez, seja o futuro inevitável dos smartphones!

1 Curtida

Pois é, talvez seja justamente por isso que as fabricantes, aparentemente, não tenham nenhum receio em vender um produto retirando alguns itens da caixa.

Sabem que muitos consumidores terão que comprar - e vão comprar - aquilo que eles estariam “dando” de graça.

Só espero que essa tendência não atinja outros produtos do nosso cotidiano.

1 Curtida

Se usarem um carregador padronizado tipo USB, não vejo problemas também.
Em tese essa foi a ideia da UE ao forçar a padronização dos carregadores de celular/smartphone.

Hoje, se eu compro um dispositivo que é carregado/alimentado via USB, eu nem pego o adaptador de tomada que vem junto na caixa.
Fora que hoje em dia é fácil achar tomada ou régua elétrica que vem com porta usb junto.
Tipo esses:
5a88051e43a6dcefeb97e7cd21b7c594


E eu não ficaria surpreso se esse movimento de colocar uma porta USB junto da tomada se tornar padrão.

Enfim, tirar o adaptador de tomada em si eu não vejo como um problema.
Claro que no caso da Apple teria que ser um USB-C, coisa que não parece ser tão fácil achar por aqui ainda e esse é o meu maior problema com o que a Apple fez. Se eles tivessem mandado um cabo lightningxUSB-A ou um adaptador USB-CxUSB-A, seria bem melhor.

3 Curtidas

Pois é. Mas o fato de vir sem carregador nem é um problema no caso de iDevices. Os carregadores da Apple são de melhor qualidade.

Agora pega os que vem com Android, principalmente os Androids mais baratos como os que eu costumo comprar (não gosto de telefone muito caro [750+] pois meu uso é super básico). É raro o carregador prestar. Sendo que até o carregador da Multilaser que eu tenho tem um desempenho melhor (medido com três multimetros USB diferentes).

Eu chuto que os acessórios vão continuar vindo nos aparelhos mais baratos, pelo menos por alguns anos.

Se vcs apoiaram uma coisa dessas logo logo vão tirar a bateria do smartphone.

1 Curtida

O que desagrada os consumidores não é retirar o carregador, mas fazer isso na fase de transição para o USB-C sem fornecer um adaptador.

Com o adaptador não haveria grandes problemas, já que todo mundo tem um carregador em casa.

5 Curtidas

Na minha opinião, também achei pior ter vindo o cabo USB-C do que o carregador em si. Realmente todo mundo que tem celular também tem carregador, mas não significa que seja o USB-C, aqui em casa mesmo não tem nenhum carregador desse padrão… nem sei se meu notebook (Dell latitude de 2016) tem essa saída…

5 Curtidas

ladeira escorregadia com uma pitada de reductio ad absurdum

1 Curtida