O eSim no Brasil é o retorno do CDMA?

O @GordoGeek teve sérios problemas com a desinformação dos atendentes sobre o eSim.

Uma tecnologia que veio pra ser simples e eficiente, se tornou um grande inferno pra quem mora no Interior da Vila do Fundão.

http://www.pontogeek.com.br/blog/o-e-sim-no-brasil-e-o-retorno-do-celular-cdma/

2 Curtidas

Eu mesmo tenho várias dúvidas quando precisar trocar de aparelho ou então em um eventual roubo ou furto…

Basicamente:

  • Você só pode ativar o eSim com aquele código uma única vez, ou seja, ele é descartável.
  • Se precisar trocar de aparelho, não importa o motivo, você vai ter que ir na Loja Oficial DE NOVO pra fazer todo o procedimento. Se for linha pré, eles vão fazer de tudo pra dificultar.

Bom saber que aquele código do eSIM só serve uma única vez… :unamused:

E esse detalhe da linha pré sempre existiu: tive que resgatar uma linha pré uma vez na Claro e a loja local começou a me ligar, insistindo que seria melhor negócio trocar por uma pós.

Melhor negócio pra eles. :joy:

roubo ou furto ainda fica facil fazendo um BO, mas e se o aparelho estraga??
meu celular antigo quebrou a tela faz uns meses e bastou remover o SIM e colocar num novo…, imagina passar pela burocracia da loja pra algo que resolviamos com um procedimento tão simples.

2 Curtidas

Não tem nada a ver com CDMA.
Se vc está se referindo à época em que a Vivo adotava CDMA em São Paulo e somente os clientes de São Paulo tinham problema com roaming em outros estados (onde não existia rede CDMA, somente TDMA e GSM), isso é outra coisa.

Se é pelo fato de o simcard ser virtual, isso era o normal, desde o modelo analógico, até chegarem os simcards com a tecnologia GSM.

Acho que somente uma regulação da Anatel pra corrigir isso.

O eSIM é muito bom, mas dá muito controle para as operadoras.

Como já falei em outro tópico, tive um Gear S2 que também possuía eSIM, porém era bloqueado pra T-Mobile e era tão restrito que a própria operadora havia removido a opção de alterar o eSIM pra de alguma outra operadora.

Fora esses diversos problemas relacionados a troca de aparelho, como citaram na notícia.

1 Curtida

Você não leu o texto, né?

1 Curtida

Eu acompanhei a saga do GG com o eSim.

Um negócio que veio pra facilitar nossa vida, se tornou extremamente “burrocrático”. 100% oposto à proposta original da tecnologia.

Mas isso comprando o equipamento dento de qualquer varejista ou comprando ele direto na operadora?

Comprei num varejista, mas o modelo da T-Mobile.

Na época o eSIM nem existia no Brasil, então eu não preocupei com operadora.

Foi a primeira coisa que fiz.
Não tem nada a ver com CDMA.
As reclamações do GG (que acompanho há uns 10 anos) dizem respeito ao que falei antes.

CDMA foi um problema apenas em SP. O resto do país nem soube o que eram os problemas com CDMA. E tinham os mesmos problemas de ativação com TDMA e analógico.

Na época do TDMA era comum vc ativar 2 linhas. Em cada uma vc tinha que ir na operadora ativar.
E não eram dual. Vc tinha que usar uma de cada vez.

Nossa, eu comparei com o CDMA pela burocracia burra que as operadoras fizeram nele, e não pela tecnologia empregada.

É uma hipérbole, cara.

Pensei que tava implícito na frase “Uma tecnologia que veio pra ser simples e eficiente […]”

2 Curtidas

Tá então você comprou já sabendo que ele viria bloqueado, certo?

Brasil é bom nisso, lembra que no início da carreira de motorista digital você precisava ter um certificado digital seu para habilitar no App?

1 Curtida

Sim. Tem coisa que simplesmente não dá pra entender…

Parece até que é de propósito!

Não parece, realmente é! Lembra quando a Anatel obrigou as operadoras a cancelarem planos direto pelo site? Pois bem, sei de duas que depois disso investiram em um sistema que varria a vida do assinante dentro dos sistemas para a achar qualquer coisinha errada, por que a lei milagrosa do governo tinha essa brecha de “pode ser pelo site, desde que não tenha pendências”.

Sei de caso que o cara tinha centavos de resíduo de algum pagamento, que poderia facilmente ser incluído no último boleto, que simplesmente travava a opção no site…

1 Curtida

Vc entendeu o que eu quis dizer.
Mas preferiu argumentar que eu não tinha lido a matéria.

Em resumo: esim tem a mesma burocracia que se tinha pra ativar uma linha na época do analógico, TDMA ou CDMA. A suposta burocracia não era restrita somente a quem era cliente de operadora com tecnologia CDMA.