Mais um CEO da Microsoft reconhece o erro de abandonar o Windows Phone

1 curtida

Deviam é ter desistido antes.

Windows Phone (especialmente o 7) era bonito, mas o design era muito inflexível, me parecia muito mais adequado pra um dumbphone touchscreen do que para um smartphone. E em 2010 ninguém mais queria comprar dumbphones touchscreen. Fora que o design flat ao extremo causava problemas de acessibilidade.

E a Nokia devia ter soltado o MeeGo antes ou se jogado no Android de cabeça enquanto ainda tinham chance de concorrer com o Google.
A Nokia tinha praticamente todos os servi√ßos que o Google oferecia no Android (loja de apps, apps de m√ļsica, servi√ßo de mapas‚Ķ).

6 curtidas

A Microsoft deveria ter tentado mais, arriscado mais, visto o sol nascer… não pera…

O Telefone Janela era legalzinho… só que era desenvolvido e optimizado pela Microsoft… ai tu já viu a desgraça.

1 curtida

A falta de app poderia ter sido uma oportunidade para a Microsoft em vez de a sua ru√≠na, deveriam ter expandido e lan√ßado um servi√ßo de v√≠deo para concorrer com o Google, al√©m de focar em melhorias no email e armazenamento (coisa que fizeram muito bem recentemente), poderiam ter focado j√° naquela √©poca nas empresas, um celular que conversasse com os AD do windows, integra√ß√£o com o computador corporativo, teria um belo nicho de mercado a√≠, e um que ia pagar bem pelas suas solu√ß√Ķes.

10 curtidas

Logo no finalzinho do Windows Phone eles até tentaram dar uma reformulada no design e deixar com mais cara de apps de vdd, na mesma linha que vemos no Windows 10.

Esse novo design j√° tinha menu hamb√ļrguer, listas horizontais etc. Aproveitando melhor as telas grandes.

Mas acho que nesse momento, j√° era tarde.

11 curtidas

Concordo. Por mais perturbado que o sistema tenha sido, era promissor e poderia ter tido outras dire√ß√Ķes se n√£o tivesse sido abandonado.

8 curtidas

Discordo plenamente desta afirmação…

…mas concordo com essa.

Erraram ao entrar com um produto que não estava a par dos concorrentes à época, mas o Windows também estava engatinhando para realmente sair dos computadores (WIndows 8 era uma zona com suas duas interfaces distintas, mas foi uma primeira tentativa de se tornar usável em telas de toque). Foi só com o Windows 10 e os aplicativos universais que começou a aparecer um competidor real para iOS e Android.
Inclusive, a linguagem de design do sistema trazida nessa época estava muito à frente da Apple e Google, pois trazia apps (quando bem feitos) responsivos que aproveitavam os diferentes tamanhos e formatos de tela, funcionando bem seja em uma pequena tela vertical de um smartphone, seja numa grande tela horizontal de um desktop. Faltava ainda um refinamento, é claro, porque o design extremamente flat e de poucas cores era um porre para os olhos…

A Microsoft, ao meu ver, era (√©?) a √ļnica √† altura para competir com a Apple e seu ecossistema aparentemente coeso (n√£o conhe√ßo para falar com propriedade), mas somente se tiver presen√ßa no mercado m√≥vel.

A Google domina o mercado de smartphones, mas seu sistema simplesmente n√£o est√° √† altura do Windows quando precisamos ser mais produtivos (a experi√™ncia do Android em qualquer coisa fora de smartphones √© frustrante nesse sentido, nem mesmo a Samsung com o Dex resolve isso - aqui falo por experi√™ncia pr√≥pria). A MS, por outro lado, domina o mercado de computadores, mas as pessoas cada vez mais utilizam dispositivos m√≥veis e PCs s√£o um tanto ‚Äúburros‚ÄĚ em rela√ß√£o a certas funcionalidades presentes naqueles, mas trazem a produtividade que eles ainda n√£o proporcionam.

Hoje um dispositivo m√≥vel com um Windows 11 ‚Äúuniversal‚ÄĚ, que pudesse se tornar um verdadeiro computador quando conectado a perif√©ricos externos e se mantivesse devidamente sincronizado com outros aparelhos e PCs que o usu√°rio utilizasse seria absurdamente bom.

10 curtidas

Windows 11 me parece pior de usar no touchscreen que o Windows 10.
Meu notebook é um 2-em-1 e eu acho pior.

1 curtida

Se a Microsoft e a Nokia não tivessem feito essa parceria, e, consequentemente, sem a compra da finlandesa pela norte-americana, teria a Nokia adotado o Android e existindo até os dias atuais? Sei que ela existe, mas como marca licenciada para a HMD Global.

Meu questionamento aqui n√£o √© apontar a culpa para a Microsoft, at√© porque a Nokia tamb√©m cometeu seus erros no per√≠odo pr√©-Windows Phone, como a insist√™ncia no Symbian, mas eles tinham boas solu√ß√Ķes de hardware e me pergunto qual o impacto que ela teria no mercado atual se tivesse se mantido competitiva.

8 curtidas

√Č? Eu at√© hoje n√£o fiz upgrade por causa de certos pontos em que regrediram, nem tive contato com ele em telas de toque. Pensei nele por me parecer ser visualmente mais agrad√°vel, moderno e coeso em rela√ß√£o ao 10.

3 curtidas

Mobile first, Cloud first, n√£o era? Pelo menos reconheceu a propria burrice.
Windows Phone é, até hoje o melhor SO mobile que já usei, volta a fabricar que eu largo o iPhone.

5 curtidas

Satya Nadella depois de tomar a decis√£o e se arrepender em seguida:

Microsoft tem que parar com essa coisa de reinventar a roda.
Windows Phone precisava de 2 focos: uma interface mais moderna e um SDK com mais compatibilidade com vers√Ķes anteriores e c√≥digo mais compat√≠vel com iOS pelo menos (atrav√©s do Astoria)

A interface do w10 mobile estava muito crua.
Se tivessem feito algo do nível do Windows 11, tinha melhorado.

9 curtidas

Gostava muito do meu windows phone, só abandonei ele por causa da falta de apps.

11 curtidas

Tive a oportunidade de utilizar e realmente o sistema era bastante estável e os aparelhos que vinham com o sistema passavam por um crivo da Microsoft para possuírem alguns requisitos de hardware. Acredito que isso foi um fator importante para a estabilidade do sistema no tempo em que foi utilizado, porém, a falta de apps realmente fez com que o sistema deixasse de ser uma opção.

4 curtidas

O erro foi não ter popularizado em grandes mercados emergentes, vendendo aparelhos top de linha com preço baixo.

5 curtidas

Eu adorava a integração dos apps com o sistema. Parecia que tudo era nativo de fato. Tudo seguia o mesmo padrão.

Mas isso foi justamente o que fez o sistema não ir pra frente. A falta de apps por essa imposição matou o Windows Phone.

8 curtidas

Eu tive um Lumia e o que mais me frustrava na epoca era justamente a falta de Apps. Visualmente e em questao de hardware, era muito fluido, parecia ter aderido ao 90hrz muito antes.

3 curtidas

Antes de mais nada, tive o 520, 630 e 635, utilizei at√© quando deu, ambos usei todos as vers√Ķes poss√≠veis de windows at√© os dev windows mobile 10.

O sistema era excelente, se algu√©m quer android compra smartphone android, se algu√©m quer ios compra iphone, n√£o tinha que mudar nada visualmente preocupado com a concorr√™ncia e sim seguir o caminho como desenvolvimento pr√≥prio, era de fato um 3¬ļ OS mobile promissor, eram muito bem otimizado visto que o hardware era muito fraco para qualquer sistema concorrente, entretanto entregava mais fluidez e bateria at√© mesmo que alguns intermedi√°rios android da √©poca.

A√≠ vem pessoa e fala que sou exagerado e f√£ windows, cara para mim foi top em 3 modelos ou eu sou muito sortudo ou a pessoa √© muito azarada posso fazer nada, minha opini√£o √© baseada no que eu experimentei pessoalmente, e sobre f√£ do windows‚Ķ curioso que eu sempre preferi linux, atualmente que o windows 11 traz um linux embutido bem us√°vel, √© que estou mais garrado ao windows(lembrando que atualmente ainda √© o melhor OS para jogos, briguem com os devs), e sim para mim a microsoft ter fornecido um sistema decente e bem otmizado foi algo que quase um ‚Äúmilagre‚ÄĚ.

A proposta final que foi cortada por esse senhor aí era excelente, era de fato uma unificação dos sistemas em um, este sendo o mesmo OS, mas com um visual dedicado a cada tipo de dispositivo, no caso PC, celular e xbox, tanto que o windows mobile 10 rodava apps UWP, tinha app que era o mesmo para baixar no pc e celular, inclusive perdemos o instagram porque o facebook o dedicou para um hardware bem acima ao que tínhamos nos celulares. E lembrando que no periodo do windows phone e windows 10 mobile tivemos em questão de hardware no máximo intermediário, não tivemos algo apra chamar de top de linha.

Já sobre apps, a microsoft sofreu o que uma vez o android sofreu lá atrás, desenvolvedores com preferencias, sim teve um periodo em que o iphone era melhor porque os apps saiam primeiro para lá, isso quando não ficavam só lá, aí não dá para culpar nem a microsoft ou os desenvolvedores afinal a escolha é livre, fazer o quê? Talvez com o tempo e um hardware melhor nos aparelhos poderia ter mudado o cenário, mas é algo de longo prazo.

E não gostei mesmo da atitude do Satya Nadella, o cara assumiu e meteu a foice sem dó para algo promissor.

6 curtidas

A Microsoft se precipitou mesmo. A consolidação do UWP do Windows 10 em conjunto com os PWA poderiam ter dado outra vida ao Windows Phone. Se iria dar certo, não sei.

7 curtidas

A insistência no Symbian tem até um motivo né. A Nokia tinha a solução completa de infraestrutura para seus telefones. Eles não queriam se desfazer de tudo e se entregar de bandeja ao Google. Foi erro? Foi, mas a Nokia não teria essa visão naquela época.

E não podemos também associar o Android a uma promessa de sucesso à Nokia. Sony, LG e HTC que os digam.

6 curtidas