iFood e Voltz lançam moto elétrica exclusiva para entregadores de São Paulo

  • De 100 a 180 quilômetros com duas baterias

Isso aqui me pegou, é uma variação muito grande e um motoboy provavelmente faz mais que isso num dia.

Esse 180km é quase impossível de conseguir, só se andar no modo Eco, que não chega nem à 50km/h.
Um motoboy faria no máximo 100km no dia.

Putz, é dose. Se for um entregador que atende uma pequena região, até vai. Agora se o cara fica pingando pela cidade, ainda mais SP que é enorme, vai essa quilometragem fácil.

Meu Deus, eu gostei!? Pra minha rotina seria perfeita tendo uma bateria própria, sem ser pelo serviço de assinatura. Sem contar que é linda.

realmente muito difícil de um entregador fazer menos que essa quilometragem por dia, mas foi pensando nisso que eles lançaram o serviço de troca de baterias, né? tá acabando a bateria é só o entregador ir num dos postos Ipiranga e trocar por uma outra recarregada, pelo que eu entendi. O ruim é a mensalidade desse serviço.

PS: interessante esse conceito de BaaS (Battery as a Service) ein, e ainda pode ajudar muito a popularizar as motos da Voltz se num futuro eles abrirem esse serviço para todos os interessados.

1 curtida

Eu assisti um vídeo recentemente do pessoal fazendo review de uma moto dessa marca e também comentaram desse serviço de assinatura de bateria e o vídeo não era da parceria com o ifood, imagino que o serviço vai funcionar pra todo mundo, pode ser só que pros entregadores a mensalidade seja um pouco mais barata.

Pra motos essa solução parece funcionar super bem, uma das maiores reclamações do pessoal com relação a veículos elétricos é a questão da demora pra recarregar, com essa solução pelo menos essa reclamação já deixa de existir.

Único ponto negativo que vi a galera comentando é que no projeto passado essa moto tinha bastante problema com chuva, por conta de um sensor que ela tinha que colocava a moto em modo P e ai o cara não conseguia usar mais. Se eles não resolverem esse problema, os entregadores com certeza não vão ficar felizes hehe

2 curtidas

Essas motos são interessantes, pena que vi muita reclamação da dificuldade de comprar bateria extra deles.

Se trabalhar fixo em um lugar e conseguir ter 3 baterias da pra deixa uma carregando enquanto roda com as outras 2.

Não sei muito sobre consumo de moto, mas a gasolina do mês inteiro fica muito menos de 120 reais pro pessoal achar tão caro assim?

Pelo que entendi, essa assinatura da direito de trocar a bateria descarregada por uma carregada na hora. Não precisa ficar parado pra carregar. Esses 180 Km da mais ou menos metade da autonomia de uma moto a combustão. Então não mudaria muita coisa.

Uma moto 160 cc faz em média 30 km/l. Considerando que um entregador faça 180 Km no dia, considerando que ele rode 5 dias na semana e com gasolina a R$7,30, vai dar mais ou menos R$1000 de combustível no mês, fora manutenção.

Essa Voltz é muito viável pra eles.

1 curtida

Legal a iniciativa e se der certo seria uma ótima opção, só que já vi alguns vídeos de pessoas que compraram dessa Voltz e me deixa com o pé atrás, vi coisas do tipo de ter autonomia muito menor que indicavam mesmo andando de boa, vi de um cara que depois de uma chuva a moto simplesmente morreu…