Harmony OS, sistema móvel da Huawei, é baseado no Android

Originally published at: Harmony OS, sistema móvel da Huawei, é baseado no Android – Celular – Tecnoblog

Sistema operacional da Huawei para celulares e demais dispositivos, Harmony OS 2.0 Beta pode ser baseado no Android

O mais lógico a se fazer era criar um SO baseado em Android mesmo, até mesmo pela compatibilidade do hardware. Se fossem desenvolver um sistema todo do zero, como está sendo o Fuchsia demoraria pelo menos uns 3 anos e chegaria muito inferior ao Android.

O Firefox OS por exemplo, chegou sem Ctrl+C e Ctrl+V, uma coisa simples que só veio depois de uma atualização. O mesmo vale pro Windows Phone, que mesmo com um investimento pesado da Microsoft sempre parecia estar anos atrás do Android.

2 Likes

Android é OpenSource… não sei o porque do espanto. hahaha

Só a Mozilla que inventou de criar um OS móvel baseado em html ou coisa do genero…

2 Likes

Era baseado em HTML 5, pois a Mozilla acreditava que o futuro seria dos Web Apps e eles queria um SO que rodasse em aparelhos de baixíssimo custo, eles nunca quiseram competir com os top de linha.
O problema é que o SO era muito limitado e mesmo nos aparelhos de baixissimo custo ele não fluia bem. Tentaram até lançar o SO para TVs mas também não deu certo e decidiram descontinuar.

1 Like

… então são 4 frentes. A quarta é a “Huawei mencionou em suas apresentações que usaria, inicialmente, o Android como base para auxiliar em sua transição”

Mais um pro “onde está a surpresa”? Ser baseado no Android não é necessariamente ser “do Google”. O que define isso é se você vai atrelar os seus serviços à empresa e coisa do tipo.

E a Huawei certamente deve estar investindo em um SO próprio. E, de quebra, já deve estar tendo colaboração de mais fabricantes chineses pra isso. E, por mais que “China is evil”, eu torço pra que aconteça porque essa hegemonia do Android deixou o consórcio preguiçoso em relação a se livrarem do kernel Linux de uma vez.

2 Likes

Este tópico foi automaticamente fechado após 92 dias. Novas respostas não são mais permitidas.