Hacker de Zelda: Breath of the Wild é preso por vender saves no Japão

Por que alguém compraria save modificado? O hack está disponivel gratuitamente… assim como o método de transferir o save… wtf

Mas enfim, não quero incentivar as trapaças, mas é dose ver um doido faturar 460k reais fazendo esse tipo de coisa. hahaha

cara, jogo multiplayer eu até entendo (apesar de não achar que quem trapaceia em jogo online deva ser preso, desconsiderando competições/campeonatos),mas qual o problema do hack em single player? não afeta ninguém além da experiência do próprio usuário! e tem vezes que as funcionalidades nem são para obter alguma vantagem, é para criar novos mapas, aumentar a dificuldade, etc.

Lá não é Brasil, terra do jeitinho. Lá é Japão. hahaha

Se a pessoa é noob e não consegue jogar direito, qual o problema dela estragar a experiência dela com o jogo? Por mim, vai fundo.
O problema é ser estúpido o suficiente de pagar por algo que tu encontra de graça na internet. E como tu viu, não foi pouca gente que fez isso.

Mas no caso, acho que o problema não está em trapacear, e sim em vender algo que é propriedade intelectual alheia…

Tá faltando crime de verdade lá para a polícia trabalhar…

E por acaso isso é ruim? hahaha
Lá não é Brasil, não po…

ok, ainda assim é demais PRENDER uma pessoa por hack em jogo online, principalmente se não for em competição ou nada do tipo…

Quanto à propriedade intelectual, ainda assim é algo que você teria de ter o jogo em mãos para aproveitar o mod, e grandes produtoras liberam isso numa boa, como a bethesda. Sim, legalmente falando, poderia resultar em problemas, mas de novo, à ponto de prender alguém? é demais, um desperdício de dinheiro público e talvez nem afete tanto assim a produtora (não disse que afeta 0%). Meu ponto principal é, um trabalho melhor não seria feito prendendo assassinos e traficantes da yakuza?

Velho. Ele não foi preso por causa de criar o hack, mas sim por estar lucrando em cima de propriedade alheia de forma não autorizada…

Detalhe: A Nintendo não gosta de ninguém lucrando em cima de suas IPs… não é questão se é um hack ou pornografia, basta estar faturando muito em cima que a Nintendo vai dar seu jeito…

Dá uma olhada na lista de coisa que a Nintendo andou processando nos ultimos 10 anos…

sim, e de novo, mesmo lucrando sobre, ninguém foi eticamente afetado…

A questão não é essa. Não foi e nunca será. Se ele não tem direito, não pode. Simples assim. Achando bom ou ruim, é o direito da Nintendo fazer isso. hahaha

Se ele inventou de fazer sem autorização, que assuma as consequencias.

legalmente, sim. eticamente, não. Fazer o que, nem toda lei é justa, só aceitar e seguir em frente.

Ética é uma conceito abstrato… ou seja, não é uma coisa bem definida, que vale para todo mundo da mesma maneira. O que tu acha ético, alguém pode achar anti-ético… como se aproveitar de algo que não lhe pertence sem as devidas autorizações. Ao meu ver, esse tipo de coisa é super anti-ético… (Nintendo não é socialista com suas IPs. Se quer fazer algo que vá gerar um retorno absurdo para você, peça autorização. Pode levar um tempo, mas fazer as coisas da maneira correta não é dificil. Tu pode não ter autorização. Mas se tu quer fazer de qualquer forma… tua cabeça é teu guia. Mas lembre-se que para quase tudo há consequencias…)

Agora, se fosse fanart… sem finalidade lucrativa (nem financiamento, nem patreon/etc)… ai sim eu aceitaria que a Nintendo teria sido bem bbca. Mas não foi o caso.

Sobre ética ser um conceito abstrato: o pessoal do talibã acha ético apedrejar mulher que foi estuprada… que mulher não tenha direito… que não seja educada… que seja tratado como um bicho… eu discordo.

não, isso que explicastes é o conceito de moral.

https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/moral/

use outro dicionário, ele dirá coisas diferentes, é a vida.

A definição 2 do primeiro resolve, tu que tá sendo teimoso, e são 3 dicionários diferentes. Tu só leu o ultimo. (se é que foi tu que clicou)

Nota: apenas porque tu acha correto pegar IPs alheias, lucrar com elas sem autorização, fazer coisa que a empresa não quer e ainda não compensar de alguma forma, não quer dizer que realmente seja.

Isso é uma discussão perdida. A justiça japonesa já entendeu que a Nintendo tinha razão. Não é Brasil, terra onde não se tem leis ou respeito pelas mesmas.

Mas mesmo que ele consiga se livrar ou ter a pena reduzida, não acho certo o uso de propriedade intelectual alheia para lucro próprio sem autorização e/ou remuneração devida. E provavelmente nunca acharei.

Fui eu que cliquei.

1 curtida