E o C6 Bank, hein? Flopou?

Fala galera!

Estava conversando com um amigo hoje sobre o C6 Bank. Abrimos nossas contas juntos no lançamento do banco pra ver os atrativos, mas entramos num consenso de que hoje ele continua bem fraquinho em relação à concorrência.

O app funciona muito bem, é um dos melhores de bancos digitais pra mim, mas ele só tem uma função débito ok, cartão de crédito ok, programa de pontos ok (o Átomos não tem nada de diferencial a não ser para o C6 Carbon) e o C6 Taggy, que ainda é pouquissimo aceito por onde eu circulo (SP e região metropolitana). Ah, e nada de Google, Apple ou Samsung Pay ainda.

Além de que coisas simples, como mudar minha senha do cartão, precisam de contato via chat. Poxa, nem no Itaú eu tenho que falar com um atendente pra mudar minha senha!

Na minha visão, o banco continua crescendo, mas a ritmo de tartaruga que não é suficiente pra competir pau a pau com outras fintechs que temos hoje. O banco é OK e… Só. Eu sinceramente só continuo com minha conta aberta na esperança de alguém do C6 ler minha mente e implementar mais funções que atraiam o usuário.

E vocês, o que acham?

7 Curtidas

Será que não tem a ver com a comunicação do banco?

Se você botar na ponta do lápis, C6 Bank tem mais produtos que Nubank ou Banco Inter, por exemplo, mas é muito menos lembrado. Inter nem sequer tem cartão com programa de pontos e a gente viu que não dá para confiar na segurança do banco. Nubank só oferece o basicão: conta digital, um único cartão e tem a ponta do pezinho em crédito.

C6 Bank me passou inicialmente a ideia de um banco focado em pessoas com maior poder aquisitivo, mas parece que falhou em oferecer isso até agora. Lançou um cartão Black interessante, mas daí os bancões correram atrás e deram uma despiorada nos programas de pontos também. Tem conta em dólar (legal), mas nenhuma opção decente de investimentos no Brasil (quem com dinheiro vai investir em CDB de banco pequeno?) e nada no exterior (num momento em que tá todo mundo falando disso).

Os números públicos do banco nem são tão ruins (2 milhões de clientes), mas sei lá quanto disso é gente que abriu a conta por causa da Taylor Swift e nunca movimentou dinheiro.

(Não dá para dizer que não estão tentando: recentemente meu cartão que nunca desbloqueei aumentou para um limite pornográfico aqui, do nada.)

17 Curtidas

Olha, vou dizer. Eu gosto do C6.
Ele me passou essa mesma imagem de ser um banco pra gente que tem dinheiro, no início (e talvez seja assim até hoje).

Abri minha conta obrigado, para garantir meu ingresso no show da Taylor Swift que não vai mais ocorrer, lembremos aqui. Mas, no final, foi um dos que mais gostei de ter.

Usei next, Inter e Nubank. O next tá parado há meses, nunca usei além dos cupons que tenho por lá, Inter tinha minha conta PJ, mas cancelei porque o app era muito lento e não me agradava o canivete suíço que ele tenta ser. Migrei a PJ para o Nubank, quase considerando migrar para o C6.

Hoje uso o C6 pela Taggy, mas tenho intenções de usar a conta global (se as coisas melhorarem). Não tenho nada de crédito lá, o que tive só deu para comprar um ingresso para o show — e foi de arquibancada, porque a pista premium não tinha limite.

7 Curtidas

também uso o c6 desde o começo do beta e acho que colocaram vários novos recursos nesse tempo

faz pouco mais de um ano e acho que tá mais completo que o nubank que é bem mais velho

passaram a pontuar nas compras por débito mas a pontuação é ridicula, talvez seja pra dar o gosto e incentivar irem pro cartão black

mas parece meio incompleto. vieram fundos de investimento mas nada de home broker que prometem faz tempo
enquanto isso botam recarga de celular e até apareceu débito autmatico só pra tim… parece que esse foco em alta renda tá meio perdido

se bem que assim como o @higa, aumentaram meu limite e finalmente isentam por gastos… o black deles é bom mas 1k/ano não dá

2 Curtidas

Uso o C6 como um dos meus dois principais bancos. Grande parte da movimentação vai pelo nubank mas o c6 tem papel importante também.

Os dois atrativos principais para mim no começo foram a taggy (pedágio sem taxas mensais ou d recarga) e os saques liberados já que no Nubank eu teria que pagar por saques, mas no geral eu acho que estou gostando do roadmap deles. Algumas coisas faltam sim mas como a galera disse, elas faltam até nós maiores bancos digitais como nubank.

A característica de banco alta renda acho que vem pela descendência do banco já que seus principais executivos fundadores vieram se tradicionais bancos fortes em investimentos.

Continuo com minha conta lá mas ainda não penso em fazer dele meu principal, mas só de ter a tag de pedágio já ajuda bastante (em momentos sem corona). Ela não funciona para estacionamentos mas meu caso de uso é para estradas mesmo já que moro no interior e uso bastante elas.

2 Curtidas

Não sei se concordo. Pelos comunicados a imprensa (que tem que dar um desconto) o banco vem crescendo em base de usuários. Ademais, frequentemente tem apresentado novas funcionalidades (agora, por exemplo, tem um cdb a 102% do cdi com liquidez diária pra cliente TIM colocar os trocos de bala - poucos bancos oferecem essa rentabilidade com liquidez diária). Já há uma boa oferta de fundo de investimentos e vão aumentar a oferta de outros investimentos, ao que tudo indica.

Me parece que eles estão tentando mudar o foco mesmo de alta renda para uma base maior mesmo, com programa de pontos para além do cartão black (que realmente é bem caro), mediante mensalidade.

O aplicativo é o melhor de banco que já usei - simples e direto, o atendimento é bom. Tudo funciona. Para mim, tem grande potencial.

3 Curtidas

Bom, no ponto da c6 taggy, ela só não é aceita nos shoppings, mas nos pedágios do estado de SP é aceito em grande maioria

1 Curtida

Cara, eu abri conta no C6 por 2 motivos e 2 motivos futeis que não serviram de nada.

1 - Taggy (Que nem cheguei a colar no carro porque não funciona em quase lugar nenhum).
2 - Cartão bonito. (Não é tão bonito como na foto, eu peguei o branco que na verdade é prata e veio todo riscado, parece que esfregaram no chão antes de enviar.)

Nada mais me atrai.

Hoje uso Nubank como cartão de credito, Inter para investimento (O PAI é bacana quando funciona), e Itau sem taxas graças a empresa que trabalho caso precise de uma linha de credito em algum momento.

C6 flopou!

Gosto do Inter mas não gosto de ver meus dados em planilhas abertas na internet, até hoje recebo SMS de golpe por causa disso.

1 Curtida

Pra mim é o melhor dos bancos digitais.
O APP é o melhor de todos, simples, bonito, responsivo, e direto.
Foi o que teve o melhor leitor de código de barras (testei inter, nubank e bradesco).
saque grátis nos bancos 24h.
Foi o que me deu mais limite no cartão crédito e ainda tem a opção de cartão digital.
Foi o único que me mandou o cartão contacless. Pedi várias vezes pro inter e dizem que em breve vão disponibilizar e nada (sou do tempo do intermedium, aquele cartão cinza).
Dos investimentos não tenho opinião, pois invisto em corretora.
Tenho a taggy mas nem uso, aqui não tem pedágio (por enquanto).
Nunca tive qualquer problema.
Claro, tem alguns pontos a melhorar ainda, mas o banco ainda é novo, e não deve ser nada fácil implementar funcionalidades no app.
Por ora, mantenho como banco principal e o bradesco como secundário, para receber alguns pagamentos.

A ideia de lutar pela alta-renda é uma proposta interessante, já que é um público que tem condições de trazer mais receita, mas é um público mais bem atendido no mercado e mais complicado de capturar por inércia. A medida em que todos se digitalizam mais e mais, fica complicado se diferenciar para esse público. O Original sumiu completamente e tinha uma proposta parecida e com muito menos concorrentes a época.

Acho que logo chegaremos em um ponto de consolidação do mercado, não há espaço para tantas fintechs que basicamente se diferenciam por lucrar menos: as vantagens são cashacks e ausência de taxas. Não acho que recursos em si sejam tão importantes, o próprio @higa destacou que os mais bem sucedidos não são melhores nesse aspecto. O próprio PIX tem potencial de limitar muitas, já que pagamento por QR Code será universal e parece ser o “grande” diferencial de vários desses concorrentes.

2 Curtidas

Eu fui um dos que virou correntista por causa da Taylor Swift.

Ele passa a impressão de ser um banco chique, mas não acho que valha tanto a pena se comparar com seus principais concorrentes, nubank e inter. Eu gostei bastante do atendimento deles via chat (coisa que me estressa em bancos digitais) e acredito que aos poucos eles irão se consolidar.

Uma postagem foi dividida em um novo tópico: Cartão de crédito do C6 Bank permite bloqueio parcial (internet/lojas físicas)?

Eu gosto do C6.
Eu uso mais o Bradescão, pq é lá que recebo.
Mas no C6 eu gosto da conta global, utilizo ele para investir em fundo de ações (eles não usam aquela palhaçada de fundo espelho, como a ágora) e etc.
Mas, no geral, gosto. Só não uso mais pq recebo pelo Bradesco mesmo. Tenho conta no Inter, Nubank e etc, mas uso mais o C6 do que esses outros.

Eu não me interessei pelo C6, por já ter contas abertas demais.
Além da conta no Inter, tenho contas sem custos no Santander, Bradesco e Itaú, por interesses diversos.
Fora as corretoras.
Não fechei essas contas, especialmente no Itaú e no Bradesco, pois são da época das contas digitais Digiconta e iConta, então não me geram custos.
E no Santander tb não tenho custos por convênio.

A conta no Inter veio pelo interesse nessas contas digitais. Como ele foi o primeiro a lançar esse tipo de conta, não me interessei pelo C6, nem pelo Original, nem pelo BS2…

o mesmo para mim, a unica coisa que vejo de interessante do C6 é a conta global, mas como tem taxa de 30 dollares, por causa da emissão do cartão físico, para aderir a ela meio que atualmente pesa no bolso, pois eu não sou de viajar, usaria apenas para pagar menos nas minhas compras online.

1 Curtida

Único diferencial é o Taggy.
Conta internacional gratuita tem no BS2.

1 Curtida

Obrigado pela dica, o da BS2 é um pouco melhor mesmo que o do C6, embora em ambos o cartão custe 30 dollares, no C6 esse valor é a taxa realmente de emissão, enquanto no BS2 vc tem que depositar pelo menos 30 dollares na sua conta antes de poder pedir a primeira via do cartão. Acho que vou de BS2 mesmo então.

3 Curtidas

Olá Leky, o cartão não custa 30 dólares, vc não perde esse valor, el;e só exige que vc deposite 30 dólares na conta internacional para que o cartão seja emitido, vc pode sacar ou gastar ele em seguida :slight_smile:

quando fui ver sobre o C6, pelo que li acabei achando que custava 30 dollares para emitir o cartão, mas se for como vc falou, então é igual ao bs2

EDIT

achei onde fala que o cartão em dollares do C6 tem custo de 30 dollares.

Tarifas e limites

Abertura de Conta

O custo de abertura de conta e de emissão de cartão de débito internacional é de US$ 30. Esse valor será convertido para reais na cotação oficial do dia e será descontado da sua conta corrente do C6 Bank no Brasil. Clientes que possuem Cartão Carbon ou investimentos a partir de R$ 20 mil em CDBs C6 Bank estão isentos desta tarifa.

1 Curtida

Fiz só pela Taggy, mas aqui em Minas quase não tem pedágio então usei muito pouco.

O app é bonito mas não é bom de usar, acho bem confuso na verdade, aquelas navegações horizontais e tal. Os processos internos me pareceram muito “banco tradicional”, para mudar o limite do cartão tive que entrar no chat.

Acho que o combo NuBank + Inter atende quase 100%. E o BS2 tá aí com muitos serviços também e um app bem organizado e funcional!

1 Curtida