Duas semanas após lançamento, Apple reduz produção do iPhone 14 Plus

1 curtida

Quem seria louco para comprar um iPhone 14 ou 14 Plus? Ainda mais sabendo que eles possuem o mesmo hardware da geração anterior?
Eu achei essa estratégia da Apple errada. Ela poderia ter lançado o iPhone 14 Pro e o Pro Max somente.
Mas essa decisão tem a ver com o custo de produção dos Chips.

5 curtidas

Conheço várias pessoas que justificou a compra do 14 Pro Max ao invés do 14 Plus justamente pela diferença mínima do preço, como fala na matéria!

Aqui no Japão a diferença é de 20 Mil ienes, isso não é nada.

4 curtidas

A Apple deve ter pensando que o apelo por celulares grande ainda estava no auge e investiu pesado… 6,1" é um tamanho agradável, mesmo para os amantes de tela grande, como eu, pegaria o modelo menor só para ter mais recursos.

Não sei como é a cultura de compra no Japão, mas como aqui tudo é parcelado, eu chuto que muita gente não “vê” diferença na hora de escolher pagar 10k ou 8k “a perder de vista”. iPlace permite pagar em até 21x (dependendo do banco do cliente).

Tenho o iPhone 11, ele ainda durará até 2025, não vou trocar agora.

Porém, se fosse trocar, eu simplifico muito as coisas. Ignoro essa sala de opções, acho péssimo esse modelo de negócio, confunde e até afasta clientes dando margem que venham a considerar outra marcas mais facilmente.

Tenho um direcionamento no Pro Max e deu… Iria focar no 14 PRO MAX e nem tomo conhecimento dessa salada de opções.

3 curtidas

Na verdade, devido ao cenário econômico do mundo, a cultura do parcelamento está sendo disseminada em vários países. A própria Apple está investindo pesado no Buy now and Pay later, que nada mais é que o parcelamento.

E sinceramente acredito que será uma tendência para ficar, o varejo lá fora já percebeu que ao introduzir a possibilidade de parcelamento, incentiva a compra por impulso, menor abandono do carrinho e aumenta as vendas (Tem até um levantamento que foi feito sobre isso).

2 curtidas

Os japoneses pagam tudo à vista, eles não gostam muito do parcelamento e pagam no dinheiro também, mas isso já é cultural. Demorei um pouco pra acostumar a pagar no dinheiro, já fiquei com fome de manhã indo em uma rede grande de comida e quando fiz meu prato, e fui pagar, não aceitavam cartão, isso logo quando eu cheguei :person_shrugging:t3: Geralmente que vai atrás de cartão pra parcelar as coisas são os estrangeiros mesmo, e essa cultura por pagar com notas inclui bens de luxo, já entrei em boutiques de luxo como a Penerai, Mikimoto, Cartier e rindo da demora das atendentes contando fortunas em notas.