Dell XPS 13 Plus é o 1º notebook certificado para rodar o Ubuntu 22.04 LTS

Não sei essa versão Plus, mas a XPS Developer Edition vinha de fábrica com Ubuntu, mas com tecla Windows… Acho isso uma falta de atenção aos detalhes da Dell, visto que os modelos XPS deveriam ser o primor em matéria de notebook….

2 curtidas

A única fabricante de notebooks que eu conheço que não usa a logo do Windows no lugar da tecla Super é a System76

2 curtidas

Que, até onde eu saiba, nem vende máquina com Windows instalado, o que justifica excluir a tecla Windows do teclado.
Já a Dell vende mais máquina com Windows do que com Linux, o que torna mais difícil justificar não reutilizar exatamente o mesmo chassi pras máquinas independente do sistema operacional.

1 curtida

Maquinão. Realmente, a linha XPS da Dell é relativamente bem construída e com especificações decentes. Uma pena que o preço aqui no Brasil acaba se tornando proibitivo…

Bem que a Dell poderia começar a trazer um pouco mais desses detalhes “premium” para as linhas intermediárias de laptops.

Quanto à certificação, bacana também. Mas, na prática, não sei até que ponto isso cai impactar na decisão do consumidor. De qualquer maneira, mal deve fazer.

1 curtida

Sim, a System76 vende máquinas com o Pop!_OS

Acho que é exatamente esse o ponto, querer economizar na fabricação e utilizar somente um tipo de teclado (com a logomarca do Windows) em todas as máquinas produzidas.

1 curtida

Tem alguns notebooks que podem ser bem problemáticos pra quem quer utilizar alguma distribuição Linux, tive um da Acer que não funcionava direito com várias distribuições (como Debian e Manjaro), perdendo muito desempenho e até mesmo me fazendo ter que instalar e configurar drivers manualmente para que algumas placas (como a de Wi-Fi e de vídeo) funcionassem corretamente, pra quem quer uma máquina pra não precisar se preocupar com esse tipo de situação essa certificação é uma baita mão na roda.

4 curtidas

Esses dias eu acabei comprando um adaptador Wi-Fi desses USB baratinhos da TP-Link. Fui na confiança de que funcionaria de boas no meu PC do escritório que na ocasião estava rodando Arch. Depois de recompilar o kernel algumas vezes e tentativas sem sucesso de baixar drivers malucos acebei conseguindo, sim. Deu tanta dor de cabeça que a solução que encontrei foi estruturar uma rede gigabit na casa toda. O lado bom é que agora eu tenho uma rede gigabit na casa toda :sweat_smile:

Mas, se houvesse um sistema de certificação de hardware bem mais amplo, essas dores de cabeça seriam bem menores.

4 curtidas

diz que usou cat6 que ai tu já tem o cabeamento pronto pra 10 gbps.

1 curtida

Pior que eu usei sim, pensei até em investir em um Cat7, mas achei que não precisava de tanto… A minha rede elétrica está separada da NAT, então não tem muita interferência.

Agora, bem que eu queria uma rede 10 GB, mas estou meio sem di$po$ição… hahahaha

eu to querendo uma 2,5 Gbps, 10 Gbps ainda é um sonho muito distante.

1 curtida

Pra uma empresa comprando notebooks para os funcionários da TI/desenvolvimento, pode fazer diferença.