C6 Bank vê receita aumentar, mas fecha ano com prejuízo de R$ 692 milhões

1 curtida

Mais de 1.5 bi de prejuízo acumulado, sem pedir mais dinheiro pro JPMorgan isso daí não se sustenta.

o Dimon vai ter que mostrar como se faz.

eu não consigo entender como que essas grandes fin-techs e outras *-techs tbm conseguem viver tantos e tantos anos no prejuízo, o uber se não me engano ja são mais de 10 anos só no preju, como investidor pode apostar tanto assim numa idéia?

Igual o Nubank só prejuizo, o inter que tem produtos melhores, da lucro tem valor de ação menor, vai entender.

Nubank ainda tá surfando na bolha das inovações que trouxe dos primeiros anos, antes das outras entrarem no segmento também. Se lançasse hoje os serviços que tem seria ignorado pelo mercado.

Sim, mas hoje o nubank é o mesmo dos outros, tanto que todo banco grande já tem seus cartões sem anuidade, com o pix uma conta essencial e um cartão num banco como Itau ou cooperativa do sicoob já é muito melhor.

Mas o nome nubank continua tendo bastante força e isso pesa bastante em termos de especulação financeira.

O Inter teve de muda de novo pq originalmente o nome dele não tinha muito apelo comercial.

1 curtida

Nubank já é a sexta instituição financeira em termos de número de clientes, com quase 50 milhões.
O Inter que é bem mais completo e mais antigo tem pouco mais de 15 milhões de clientes.

Querendo ou não o Nubank foi um pioneiro, principalmente no processo de bancarização digital, e conseguiu aproveitar muito bem essa vantagem, se firmando como um nome forte além de ter demonstrado um crescimento vertiginoso da sua base de clientes (50 milhões em menos de 10 anos, já que foi fundado em 2013) e isso dá confiança ao investidor.

(Número de clientes baseado no que o BCB divulga aqui: https://www3.bcb.gov.br/ranking/historico.do)

1 curtida

Igual à Caixa Tem - um mundo de clientes com movimentação individual baixa. Deve fazer sentido pra Nubank. Às vezes a gente acha q não dá dinheiro o estagiário q deixa 50 reais parado na conta (qd deixa). Mas eles devem ter uma estratégia, vamos acreditar…:smiley: Fato é q quanto mais concorrência melhor.

1 curtida

E vc acha realmente que no inicio precificar o nubank de forma a valer mais que Itaú ,BB , Bradesco e Santander ? tem que olhar que do que adianta ter 50 milhoes de clientes classe E ou ter 10 milhoes de clientes Classe A.

O nubank pra mim vale muito menos do que o que dizem, fecham em prejuizo sempre, tanto que estão no maior problema como monetizar esse quantum de cliente.

1 curtida

Nubank ainda tá surfando na bolha das inovações que trouxe dos primeiros anos, antes das outras entrarem no segmento também. Se lançasse hoje os serviços que tem seria ignorado pelo mercado.

Isso me lembra da primeira vez que vi uma notícia a respeito do Nubank: pro meu eu adolescente e sem acesso a crédito, parecia a nova maravilha do mundo. Eu achava que seria impossível conseguir o cartão, mas até que na época foi bem fácil. Na faculdade todo mundo tinha, virou um símbolo de status tirar o cartão roxo na hora do pagamento. Até quem era mais abastado e podia contar com cartões mais exclusivos dos pais acabava usando o da Nubank.

Sim, mas hoje o nubank é o mesmo dos outros, tanto que todo banco grande já tem seus cartões sem anuidade, com o pix uma conta essencial e um cartão num banco como Itau ou cooperativa do sicoob já é muito melhor.

Hoje praticamente não uso mais os serviços da empresa por causa disso. Tenho uma certa consideração por ter me oferecido um limite decente (milhares de reais contra os míseros R$ 400 do Itaú), mas sinto que parou por aí. Ainda é o cartão com maior limite que eu tenho, mas deixo guardado para alguma emergência.
__

Sobre o C6, tenho minhas dúvidas se vai pra frente. Além de todo esse prejuízo, ainda tem um serviço horrível. Claro, a maioria dos bancos tradicioanis tem um serviço péssimo, mas eles ainda se aproveitaram de uma época em que as pessoas não tinham tantas opções e se tornaram, de fato, “bancões”. O Nubank pode não ser tão atrativo hoje, mas pelo menos tem um ótimo serviço.

Eu não sei qual a proporção de clientes em termos de classe, mas eu chutaria que eles devem ter uma boa parcela de clientes classe B pelo menos, já que o foco deles, principalmente no começo, foi conseguir o pessoal que era “antenado” em tecnologia e queria descomplicar parte da vida financeira, o que deve incluir um pessoal mais jovem que estava a pouco tempo no mercado de trabalho (e que hoje já deve ter crescido no mercado de trabalho).

E não é a toa que eles agora estão expandindo o portifólio de serviços, oferecendo seguro, empréstimo e opção de investimento. Vendo de fora, eu acho que a estratégia deles foi primeiro focar em ampliar (e muito) a carteira de clientes para depois começar a explorar o potencial de monetização.
Se vai dar certo ou não são outros quinhentos. Mas muita gente parece estar acreditando que sim (ou pelo menos torcendo muito, já que o Nubank basicamente distribuiu de grátis um monte de papel) e isso geralmente também dá uma boa confiança pros investidores.

1 curtida