Bancos tradicionais têm encontrado dificuldade na digitalização ou fazem de propósito?

E na Apple não teria essa opção. É isso?

2 Curtidas

Teria que consultar a documentação da Apple pra afirmar com certeza, mas pelo que me recordo, você, como desenvolvedor, deve separar explicitamente os dados do usuário (preferências, credenciais de entrada, etc.) dos dados do app (caches, arquivos temporários, etc.). Dados do usuário são inclusos no backup (tanto na iCloud quanto no iTunes), dados do app são ignorados.

No Android, é tudo ou nada: o backup é controlado por uma flag no manifesto do app, se a flag não foi definida (ou foi explicitamente definida como “true”), todos os dados do app (incluindo caches e arquivos temporários) podem ser salvos em um backup. Se a flag tiver sido explicitamente definida como “false”, como na grande maioria dos apps financeiros, nenhum dado será salvo…

5 Curtidas

Os bancos tradicionais tem esse nome por um motivo, são tradicionais mesmo, e o setor bancário tradicional é muito lento em inovações, além de possuir um forte conservadorismo.

Além disso, as maiores instituições do país se enquadram nessa categoria, o que significa que milhões de clientes estão em jogo, não da pra se modernizar do dia pra noite.

Mas isso não quer dizer que eles fazem de propósito, obviamente seria uma super vantagem econômica fechar todas as agências e só resolver tudo via app.

Mas e os clientes daquela cidadezinha do interior do Acre com 5000 habitantes sem internet que nunca viram um app bancário na vida?

Ao contrário das fintechs, os bancos tradicionais tem que lidar com problemas mais tradicionais, e um sistema digital super eficiente é algo que pode dar mais dor de cabeça do que trazer solução pra eles.

Mas é questão de tempo, um dia eles chegam no mesmo nível de uma Nubank e similares.

5 Curtidas

Acho que muito da lentidão é o sistema bancário como um todo estar escorado em pilares muito velhos. E chega um ponto que se torna quase impossível mexer em certas estruturas, sem quebrar algo.

Porém, vejo uma luz no fim do túnel com o pix. A pandemia acelerou muito o senso de que ser digital não é algo passageiro, mas o futuro.

2 Curtidas

Sim, um dos maiores empecilhos para digitalização e inovação desses bancos tradicionais tem relação com métodos e protocolos antigos ainda em uso, somado a gigantesca burocracia do setor.

Em plena era digital, ainda tem gente que paga com dinheiro, talão de cheque, e usa DOC/TED porque tem medo do PIX. Há quem prefira ir nas agências, no caixa com ser humano por não gostar de caixa eletrônico.

Vale mencionar que apesar de todos os problemas que existe, o sistema financeiro brasileiro é visto como modelo no exterior, por ser extremamente bem integrado, robusto, e com soluções diversas.

Podemos não inovar tão rápido ou ter a praticidade que existe em outros países, mas com uma boa reputação que temos, e os pequenos avanços conquistados com a pandemia, vejo um futuro promissor.

4 Curtidas

Recomendo sair fora dessa, o Santander é o pior banco digital que eu tive, e olha que ja tive conta em quase todos. No ano passado cai na besteira de aceitar um cartão deles, recebi o cartão tranquilo, instalei o APP que não me permitiu trocar a senha, tive que continuar usando a padrão, salvei a senha. Porém meu celular deu problema e tive que troca-lo. Resultado: Não consegui resetar a senha nem recuperar pelo APP e nem por atendimento, me informaram que eu teria que ir em uma agência. (SÒ FALTAVA). Cancelei a merda do cartão. Não vou ficar sofrendo quando tenho NUBANK e PICPAY.

2 Curtidas

Que sorte a sua. No bradesco ainda tive que ouvi a atendente falar “ninguém mandou trocar de celular sem se planejar”.

6 Curtidas

Acho q alguns processos são realmente complicados.

No Itaú faz uns 3 anos q n preciso ir numa agência ou caixa eletrônico que n seja serviço de saque.

No Banco do Brasil, fazia tudo pelo app. Digo fazia pois precisei aumentar meus limites de transferência e pagamento e tive que ir num caixa eletrônico confirmar a operação. O mesmo banco q vc contrata empréstimos, consórcios e etc, te exige um caixa eletrônico pra confirmar uma operação simples. Foda.

1 Curtida

O Itaú tem esse mesmo problema pra instalar token em celular novo ou desbloquear cartão novo: tens de ir a um caixa eletrônico pra “validar”. Acho inadmissível isso em pleno 2021.

2 Curtidas

Estaria disposto a arcar com o prejuízo em caso de fraude na tua conta? tudo é uma questão de custos no final das contas para os bancos.

3 Curtidas

Isso mesmo. Tenho conta no Itau, Santander e Nubank. Santander é o único que exige isso. O melhor é vc resolver isso e já transferir sua conta para uma agência mais perto da sua casa. Já passei por isso 2x no Santander, é um porre mesmo.

1 Curtida

Como os grandes bancos recebem MUITO mais tentativas de golpes e coisas do tipo, ficam com medo de tentar algo desse tipo e perder muito dinheiro ai ficam presos a mentalidade antiga…

Isso sempre ocorre e é em cima disso que as startups ganham espaço, enquanto quem está a anos fazendo as coisas de uma forma tendem a demorar mais pra se mover, os players menores acabam se movendo mais rápido e ganhando espaço.

Um conhecido passou pelo mesmo problema com o Bradesco, na cidade dele não tinha agência, viajou 60km pra ir pra uma cidade pra ativar no caixa eletrônico, chegou no caixa pra ativar e não conseguiu, disse que teria que ir na agência (que estava fechada por ser fim de semana).

Depois dessa ele passou tanta raiva que transferiu o salário para o Inter e fechou a conta do Bradesco. gastou 150,00 de combustível pra resolver esse problema e teve que ir durante a semana em horário comercial lá só pra fazer as transferências e fechar a conta (que pagava taxas).

Bradesco também exigia ou exige ainda, não sei… Um amigo largou o banco por conta disso.

Formatei meu celular mês passado, e já sabendo disso eu passei a chave do Bradesco pra outro celular e ao reinstalar deu tudo certo.
O problema veio no app da Caixa, que aparentemente não precisaria de algo assim: ele instalou e abriu normal, porém ao tentar realizar uma transação, o mesmo pediu pra ativar o celular no Caixa Eletrônico.
O problema é que só sei a senha numérica, esqueci a senha de letra há anos, logo teria que falar com gerente pra recuperar a senha de letra e ai sim desbloquear o celular.
No final descobri que poderia ativá-lo usando um dispositivo já autorizado, fui ver e por sorte, em algum momento eu autorizei meu notebook (que praticamente nem uso pra acessar banco), e assim consegui ativar o celular por ele.
É um sistema muito burocrático :confused:

3 Curtidas

No iPhone o app do Itaú e Credicard foi de boa, o backup restore funcionou .

Caixa nao precisei ir na agência liberou por SMS

O Sicoob fez por biometria facial.

O problema do Itaú e se tiver no exterior e precisar de reativar o token

1 Curtida

no Itaú não é possível um dispositivo liberar o outro, ou seja, um pc ou celular previamente autenticado liberar um novo?

Eu vi pessoas que conseguiram ativar o token após trocar de celular no exterior abrindo reclamação no Reclame Aqui. É uma pena não ser prático pra ativar o token no novo aparelho, além de levar alguns dias todo o processo. Por isso pra quem vai pro exterior é bom ir com uma conta digital de “backup” se precisar de algo mais urgente, como por exemplo o Nubank.

Infelizmente, não. A única forma de ativação de token para novos aparelhos é via caixa-eletrônico.

1 Curtida

pra um celular novo não

1 Curtida

Os bancos tradicionais perdem dinheiro com a modernidade, por isso que existem certa omissão!

Este tópico foi fechado automaticamente 30 dias depois da úlima resposta. Novas respostas não são mais permitidas.