Amazon Echo Dot ou Google Nest Mini: qual é melhor?

Originally published at: https://tecnoblog.net/350472/amazon-echo-dot-ou-google-nest-mini-qual-e-melhor/

Smart speakers com Alexa e Google Assistente têm mesmo preço e recursos similares, mas podem ser melhores para pessoas diferentes

2 curtidas

Muito bom comparativo. Como a única coisa do Google (além do próprio buscador) que eu uso é o Gmail, pra mim faz mais sentido o Echo Dot, que uso desde que lançou no Brasil e gosto bastante.

1 curtida

Postei lá Twitter, e vou postar aqui também:

Minha conclusão: tanto faz.

Alexa tem pontos fortes e fracos, idem a Assistente.

O áudio é muito similar, o Nest mini tem um áudio um pouquinho “pior”, mas nada que comprometa.

No final, é mais questão de gosto pessoal, mesmo.

Eu recomendo: se puder, tenha os dois.

sinceramente, se comparar só o amazon echo dot e o google nest mini, qualquer um dos dois vale a pena – a escolha vai mais pra questão pessoal do que critérios e observações objetivos. só que a questão é que echo dot faz parte de uma linha de diversos produtos, muitos deles disponíveis no brasil, enquanto dos dispositivos nest no brasil só tem o google nest mini mesmo. por isso acho que dispositivos echo são melhores.

2 curtidas

Eu não vejo muitas utilidades nesses speakers enquanto não tivermos realmente uma casa totalmente automatizada.
Eu já testei esses speakers em feiras de arquitetura, onde realmente tinhamos uma casa totalmente automatizada. Nesse caso, faz diferença.

Agora, para a maioria das pessoas é só uma caixa de som cara que responde comandos de voz.

Para mim, acho que não é o momento de ter uma. Daqui a alguns anos, com a casa toda conectada, aí sim vai fazer uma diferença.

Uma caixa de som comum decente mas com preço baixo custa essa faixa de preço.

Pra mim faz mais sentido adquirir uma que é Smart do que uma que é só Bluetooth.

Se aumentar a faixa de preço pra além dos 400 ou 500 reais, uma dumb já é mais lógico ter, já que o som delas tente ser melhor que de um Echo ou Echo Studio.

Tenho uma echo dot e não uso muito recursos smart.

Uso basicamente pra ruído branco pra dormir e como caixa de som pra música e podcast.

Um uso que está sendo muito útil é a saída p2, uso com fone de ouvido, ligando o bluetooth do notebook que está na tv para games. Aí coloco o echo no braço do sofá e não incomodo a esposa.

Meu air dot está dando muito problema e não quero gastar nesse momento com gadgets.

Meu ponto é: elas são subutilizadas, pelo menos no Brasil.
E qd as casas estiverem realmente conectadas, outros modelos já estarão a venda.

Particularmente, não me interessa saber se meu vôo está no horário, ou pedir pra tocar a playlist do Spotify. Prefiro eu mesmo buscar essas informações…

Mas essa é a minha opinião, novamente, acho que hoje ainda são produtos subutilizados.

Não tiro seu ponto, realmente são. E não acho que vai mudar tão cedo.

Já vamos entrar em quase 1 anos de smart speakers, mas as empresas estão demorando pra lançar coisas conectadas.

Estão patinando pra ir além de cameras, plugs e luzes.

Tão logo o padrão criado por Apple, Amazon e Google ficar pronto, veremos um boost de acessórios. Até lá, o que funciona em uma pode não funcionar em outra …

1 curtida

Verdade, é uma das coisas que reparei no mundo do smarthome.

Eu acho que não estamos exatamente no lugar correto para avaliar isso porque nós aqui em grande parte somos um público considerado de uso intenso de tecnologias mas eu comprei minha primeira lâmpada inteligente já achei um smart speaker um passo lógico.

Quando comprei meu nest mini me percebi usando muito mais música e podcasts em momentos onde eu não fazia porque por mais que não seja uma tarefa super difícil falar na sala “hey google, tocar música” é muito mais fácil que ligar minha caixa, conectar o computador celular, abrir o Spotify escolher uma Playlist e dar play.

No final, sobre a pergunta do tópico, sou a pessoa que está imersa totalmente nos serviços do Google então para mim a escolha foi fácil. Mas outra vantagem que até agora não sei se existe do lado da Echo é o fato do nest mini reconhecer vozes diferentes, então aqui em casa as músicas ficam registradas nas devidas contas do Spotify de quem pediu para elas tocarem assim como retomar uma música já iniciada em outro dispositivo.

Uma coisa que realmente o ecossistema nest ainda fica pra trás é a diversidade de aparelhos (principalmente disponíveis no Brasil), pro meu próximo dispositivo por exemplo algo perto do echo show 5 seria o ideal para mim, mas a alternativa do Google é importada então custa o dobro do preço e ainda não tem câmera embutida.

2 curtidas

Um outro ponto positivo, ao meu ver, para o Echo dot é a existência de outros dispositivos Echos pra quem pensa em mergulhar no mundo das assistentes, enquanto o Google, por enquanto, só tem essa opção. (tenho um Echo Show 5, dois Echos 3ª geração e estou bem satisfeito).

Agora pra quem não pretende usar as assistentes, recomendo uma caixa Bluetooth normal, JBL ou Ultimate Ears, já que pelo mesmo preço você vai ter um som melhor e mobilidade.

Uma dica que deixo até para futuros reviews é sobre os aplicativos que controlam essas caixinhas, onde será perceptível o abismo entre ambos. Embora seja para uso por voz, uma pré configuração deve ser feita, e é nisso que a echo, na minha opinião, fica bem a frente do next mini.

A do Google, por exemplo, é necessário DOIS apps para o controle total das configurações. O app Google home e o do próprio Google, que lá dentro das configurações, bem escondido você encontrará os recursos, como o de rotinas para automação de sua casa, ou escolher seu serviço de streaming de música, spotify ou YouTube Music ( Deezer, apple music, nenhum funciona no Google, na echo funciona todos, exceto o YouTube Music) , tudo de forma bem rudimentar, parece mais um beta de tão armador que é apresentado.

Na echo, além de ser apenas um app, tudo estará ali bem acessível, as rotinas, por exemplo, são bem mais amplas e claras que a do Google ( algumas do Google a gente tem que advinhar ou pesquisar) . Fora a possibilidade de importar cenas do IFTTT ou apps de seus equipamentos inteligentes que tenha em casa. Um lembrete que você solicita, na echo ela irá lhe notificar tanto no smartphone quanto na caixinha, onde ela irá falar para você no horário agendado. O next mini, vai jogar o seu lembrete como notificação no seu smartphone e só.

São esses detalhes, que diferenciaa e traz praticidade no seu dia a dia com o produto/serviço. Então se o seu uso for para controlar realmente a sua casa, por experiência, vá de echo, Google ainda precisa evoluir muito.

2 curtidas

Acho que discordo um pouco aqui. Se o objetivo é usar em casa acho que os smart speakers vão ganhar pela comodidade que falei. O grosso da população não vai ligar pra diferença na qualidade de som. Eu que ligo, aposentei minha charge 3 em favor da comodidade de uso dela.

Acho que as caixinhas portáteis ainda ganham se seu objetivo é levar elas pros lugares já que a echo e nest vão precisar estar plugadas na energia prática funcionar (apesar de lá fora existirem adaptadores de bateria pra elas não sei se funcionam bem) e a única grande diferença seria em lugares maiores com mais gente onde precisa de um som mais alto. Mas aí entra na categoria da charge e não da jbl flip por exemplo que seria mais próxima em preço.

É só lembrar que muita gente tem caixinhas da jbl falsas e não liga muito pra isso. Desde que toque música tá valendo.

Um ponto que vale lembrar, para mim soa muito mais natural a palavra de ativação “Alexa” do que falar “Ok Google”. No Assistente podemos mudar?

Enquanto isso, a Alexa não sabe nada sobre rotas, estabelecimentos e números de telefone dos locais.

A propósito, tenho 3 Echo Dots

Tive essa dúvida antes de comprar a Echo Dot, mas depois que vi que tanto meu Xbox quanto a TV da Sala eram compatíveis apenas com a Alex, não tive dúvidas. Usei com combo Chromecast + Google Assistente no celular por muito tempo, mas a Alexa avança a um nível muito maior de praticidade.

É como o @kauelima citou, posso muito bem escolher uma playlist no celular e reproduzir em uma caixa de som, mas a praticidade de só dar um comando de voz para ouvir uma playlist X ou ou ouvir um podcast é muito maior e faz esse tipo de serviço ter mais utilidade. Adoro colocar música pra tocar enquanto limpo a casa e não ter que parar o que estou fazendo caso comece a tocar alguma música que não gosto.

Outro destaque são as Skills da Alexa, que estão em um nivel muito mais avançado que as integrações do Google. Alias @higa, já está na hora de pensarem em uma skill do tecnoblog né? kkk É muito prático ouvir notícias na Alexa, já virou um hábito ouvir as noticias do G1 enquanto almoço.

1 curtida

Assistant aceita “Ok Google” (ativa todos aparelhos) ou “Hey Google” (só ativa os nest sem ativar meu celular).

Antes de comprar meu nest mini, passei um tempo usando o aplicativo alexa do celular como assistente principal para ver qual encaixava mais já que sempre ouvi muito isso das skills serem mais abundantes e tal. Mas na realidade não senti muita necessidade delas. As skills que temos em portugês são bem limitadas ainda então existe uma contraparte no google (que ai, entrando em opinião, eu acho até melhor). Por exemplo posso mandar o google ler as noticias do dia e ele faz isso usando possivelmente o mesmo feed que vai pra alexa.

O Tecnocast rola bem! No nest mini temos que usar apenas o Google Podcasts pra ativar com voz mas ele funciona super bem! Alexa acho que deve ter alguma maneira. Sei que tem skills de players de podcast mas do PocketCasts que era o que usava só funcionava em inglês.

No máximo a Alexa fornecer dados de trânsito (que não faço a menor ideia de onde ela tira, mas desconfio que seja do próprio Google).

E não, não dá pra mudar a palavra de ativação do Google.

A Motorola tinha lançado algo assim pro Moto X de primeira e segunda geração, mas não faço ideia se ainda tem algo no software para tanto. ping @higa