Xiaomi 12 chega ao Brasil com Snapdragon 8 Gen 1 e câmera de 50 MP

R$ 9,5 mil é loucura!

4 curtidas

Por esse valor ninguém vai comprar xiaomi

Não tenho dúvidas de que as cameras são excelentes. E a velocidade do carregamento tbm é fantástica ( alô, samsung,ja pode fazer o mesmo ). Mas quase 10 mil reais em um aparelho e ele não ter proteção IP68 é um despautério com o consumidor-bem mais do que colocar traseira de plástico em aparelhos acima de 4 mil reais. Não ter a proteção pode ser bem mais danoso,na prática .

Absurdo esse preço, o Xiaomi é muito melhor e mais bara… não pera.

3 curtidas

Realmente… estamos sendo injustos com as empresas brasileiras com esse mercado cinza, tem que acabar porque empresas pagam impostos como a havan… não pera…

7 curtidas

9,5K em um Xiaomi…

Quase 10 mil reais num Xiaomi…

2 curtidas

Eu até tava achando caro ter pago R$7199 no meu S22 Ultra, mas depois de ver um Xiaomi por R$9500 vi que nem foi tão caro assim. :rofl:

2 curtidas

Por um preço desses faz muito mais sentido e lógica comprar um iPhone 13 Pro de 256 GB (no site da Apple tá R$ 9.127,80 à vista).
Ninguém vai dar 9,5k num Android genérico da vida, né.

1 curtida

É por isso que eles colocam esses valores, tem trouxa pra pagar.

1 curtida

iPhone? Sério? Aquele que nem carregador vem? Sério mesmo?

Com 9,5k compra o iPhone 13 Pro que mencionei e ainda sobra pra comprar o carregador que é menos de 200.

Pelo menos ele terá suporte de software por pelo menos 5 anos, ao contrário desse Xiaomi que ano que vem será abandonado pra dar espaço pro próximo lançamento.

2 curtidas

Eu vi um vídeo no Doutor Reclama que esse negócio de carregamento ultra turbo é uma panaceia que reduz a vida útil da bateria e dos componentes do smartphone, o melhor é usar um carregador de no máximo 10 W pra preservar o aparelho.

2 curtidas

Que surto, Xiaomi!

1 curtida

Cara para quem gosto de trocar de aparelho de 2 em 2 anos( que é a moda agora), pouco importa.

Baita fonte confiável.

Via de regra o que diminui a vida útil da bateria é temperatura.
E, via de regra, quanto mais rápido carregar, mais quente a bateria fica.
Eu imagino que seja isso que as empresas estão tentando resolver. Tinha uma que lançou um smartphone com duas baterias ao invés de uma, isso permite carregar mais rápido porque você divide a carga total entre as duas e consegue controlar melhor a temperatura ao mesmo tempo.
Espera-se que a Xiaomi e outras empresas que estão lançando esses carregadores ultra-rápidos tenham desenvolvido alguma solução pra manter boa parte da longevidade da bateria.
O grau de efetividade dessas soluções só o tempo dirá, porque ainda sequer temos dados de campo de longo prazo pra afirmar com certeza. Provavelmente teremos algum indício disso só daqui a uns 3 ou 4 anos, quando esses smartphones já terão sido usados por uns 4 a 5 anos.

2 curtidas

Eu diria que hoje em dia uma carga de 15w é bem tranquilo para as baterias, e costuma ser um bom equilíbrio entre tempo de carga e saúde da bateria, não precisa carregar a menos do que isso.