Vocês acham que a Apple vai inovar no próximo iPhone?

:thinking: :thinking: :thinking: :thinking: :thinking:

Claro que não, nunca inovou.

1 Curtida

Vai ser o de sempre: Duração da bateria maior, mais potência e câmera melhor.

2 Curtidas

Quatro câmeras talvez?

E estão surgindo rumores de uma versão sem notch. Vamos ver.

A grosso modo, nenhum smartphone inovou nos últimos anos, apenas fizeram evoluções regulares das tecnologias já existente.

A Apple não é diferente: ela aprimora o que já existe.

Colocar mais uma câmera, colocar biometria na tela, colocar telas dobráveis (que desde o lançamento das telas Led, as fabricantes prometiam), é basicamente a mesma coisa de fazer um processador mais rápido, colocar mais ram e etc…

3 Curtidas

Eu começaria com qual a importância da inovação e o que é inovação ?

Existem muitas coisas pequenas que só foram possíveis através de processos inovadores e não lhes são dado o devido valor.

A cor verde meia noite por exemplo não possui materiais poluentes em sua composição, assim como as demais. Mas a indústria como um todo só usa pigmentos feitos à base de metais pesados e nunca se preocupou em mudar isso.

O processo de forja do alumínio usado nos iPhones é completamente inovador. Meios tradicionais forjam o alumio do mesmo jeito desde que foi descoberto. Mas a Apple reinventou o processo de forja do alumínio pra não emitir gases poluentes na atmosfera.

O trabalho no desenvolvimento de silício da Apple é extraordinário, hoje a série A e AX são os processadores móveis mais potentes da indústria, e não só potentes, mas os mais eficientes energeticamente.

Esse ano veremos o primeiro processador em 5nm chegar aos iPhones.

7 Curtidas

Segundo os rumores seriam 3 câmeras, e um sistema de mapeamento 3D capaz de escanear um cômodo inteiro de aproximadamente 5 metros.

Quanto a tirar o notch eu particularmente gostaria muito, mas não basta esconder apenas a câmera, mas sim o Face ID inteiro. Ano passado saiu uma nota da fabricante do módulo do Face ID dizendo que já conseguiu esse feito.

Esses rumores que surgiram de substituir o Face ID por Touch ID já forem refutados pelo escritório de patentes do Japão. E a fonte mais assertiva, o analista Kuo, disse que viriam Face ID e Touch ID juntos.

O Face ID se tornou mais que um meio de desbloquear o iPhone, ele faz parte da experiência de realidade aumentada da Apple, e disso ela não abre mão.

3 Curtidas

Obrigado pela aula :slight_smile:

Mas vamos aos pontos, ninguém vai trocar o iPhone 8 por um novo porque o processador é de 5nm, ninguém vai trocar de smartphone porque o aluminio é forjado de forma sustentavel. A industria, do ponto de vista ‘consumidor final’ está estagnada, qual foi a ultima grande inovação? Basicamente foi o surgimento do iPhone e depois dos smarts Android para matar de vez os Nokias com Symbian da vida.

Mudam se as telas, o preto fica mais preto, o angulo da camera aumenta, o foco é dinamico, aparece um notch, aparecem 2 notchs, aparece um furo na tela, mas nada disso é tão inovador assim, falta aquele treco que faz voce pensar: PQP, agora eu preciso mesmo comprar esse smart novo porque meu MOTO qualquer nunca vai fazer isso.

Abraços!

O que é inovar pra você? Colocar uma tela dobrável que ainda apresenta vários problemas e é mais caro, só pra falar que fez primeiro? Não tiro o mérito de quem fez, afinal o mercado é impulsionado pelas tentativas, mas a Apple não é uma empresa que costuma correr pra fazer alguma coisa antes das outras.

Na verdade, o povo tem essa visão de que a Apple (e o mercado em geral) trazia uma revolução a cada dia antes, e que agora acabou. Mas precisamos analisar que o mercado na década passada era bem diferente. E não é todo dia que essas revoluções abruptas acontecem.

Temos várias inovações acontecendo discretamente e muitas vezes nem percebemos. Ou você acha que ter o melhor SoC do mercado, que possibilita novos aplicativos mais poderosos, etc, não é uma inovação? Mas, como eu falei, eu não quero que meu iPhone tenha uma tela dobrável agora que venha com uma série de problemas só pra falar que tem, que é diferente.

Eu estou extremamente satisfeito com meu smartphone do jeito que ele é hoje, e enquanto essas novas tecnologias não estão maduras o suficiente, prefiro que continuem com as melhorias pontuais. E é o que deve acontecer por mais algum tempo. Mais processamento, mais bateria, câmeras melhores.

É tipo computador e notebook, que estão aí até hoje do mesmo jeito — só que melhor, e mesmo assim trazendo novidades que vão mudando a nossa forma de trabalhar e tudo mais. Será que tem realmente uma necessidade de reinventar a roda no momento?

E justamente como o iPhone já está no seu auge, sem essa necessidade real de ter que mudar drasticamente por agora, a Apple pode focar em outras coisas. O Apple Watch mesmo tá sendo um sucesso, fez muitas pessoas normais, que não entendem nada de tecnologia, terem um relógio inteligente no pulso.

Finalizo meu comentário com outra pergunta: será que o smartphone é realmente o produto do futuro?

6 Curtidas

Eu acho que o produto do futuro vai ser o óculos de realidade aumentada. E quando eu falo óculos, é um óculos mesmo, não um capacete gigante.

Hoje parece irreal usar algo do tipo, mas daqui uns 5 anos…

Seria legal não precisar ficar segurando o smartphone pra realizar consumo de mídia, e tudo mais que já fazemos. E existem diversas vertentes e features que podem ser bem relevantes.

Já imagino o tinder usando realidade aumentada pra dar Match enquanto caminha na rua, ou o Facebook identificando quem são as pessoas que vc encontra no dia a dia e aparecendo um campo sobreposto ao rosto pra vc mandar uma mensagem ou visualizar a página da pessoa.

Fora as aplicações empresariais e na medicina. Como visualizar um raio X de tórax em escala real sobreposto ao paciente, cm visualização em 3D.

Ao que depender da Apple, o futuro vai ser realidade mista e aumentada. Eu não vejo outras empresas indo pra esse caminho.

2 Curtidas

Sinceramente eu não entendi que inovação vc quer nos smartphones, seja iPhone ou Android.

Porque a gente de fato chegou em um patamar que o formato se esgotou, o que tem se feito é prolongar a vida desse formato adicionando coisas como: mais câmeras, uma ou outra tela 120hz, que o consumidor leigo não da a mínima.

É um fato que não tem mais o que reinventar em um smartphone, esse é basicamente seu formato final, independe dele dobrar ou não.

Hoje o que temos são pequenas evoluções e inovações em áreas menores e específicas do aparelho, que pra quem vê o pacote todo n atribui mudança nenhuma.

3 Curtidas

Eu aposto em telas dobráveis. A Apple ja conseguiu resolver o problema da bateria, da espessura do aparelho entre outros. Acredito que agora eles vão dar um jeito de inovar na tela, talvez com algo dobrável (apesar disso não ser muito condizente com o atual design).

Eu também acredito que o futuro mesmo está nos vestíveis de forma geral. O Apple Watch mesmo já tem celular próprio, que você pode sair por aí sem o iPhone e atender ligações, enviar mensagens, etc. E o mais legal é que a tecnologia do eSIM replica a sua linha ao invés de ser uma nova. Fico imaginando isso em outros vestíveis também, tipo um óculos como você falou. Ou também ter celular/internet nos fones sem fio, na central multimídia do carro. O “celular” vai estar com você em qualquer aparelho, sem necessariamente estar em um smartphone. Acho que o destino do smartphone é ser o hub disso tudo — além de claro, uma ótima câmera e “videogame” de bolso.

2 Curtidas

Tive um iPhone 4S, depois um iPhone 6S e agora o meu iPhone 11. Troco portanto meu smartphone a cada 4 anos e meio que corroboro com isso: tela maior, processador mais rápido e eficiente e bateria que dure.

Se bem que no caso da bateria, desde o iPhone 4S que jamais em hipótese alguma instalo o aplicativo do Facebook. Só isso já desocupa RAM e CPU.

1 Curtida

Lucas, vc viveu uma era incrível, a revolução dos smartphones foi uma era extraordinária e isto não ocorrerá novamente em tão pouco tempo.

Do jeito que vc fala que não existe mais inovação, dá a entender que vc sente é saudades daquela época de ouro, onde cada ano fazia uma grande diferença.

Acontece que há 10 anos smartphone fazia de tudo, mas era tudo muito ruim. A câmera não funcionava a noite, a tela era pobre em resolução, um processador bem limitado e um sistema operacional amadurecendo.

Então, a cada ano, a cada melhora, a diferença era gritante, a gente saia do muito horrível pro horrível e depois pro ruim e ainda continua incomodando, por isto ansiávamos por mais novidades.

Hoje temos smartphones excelentes, uma câmera que funciona em situações inimagináveis há 5 anos, processadores rápidos, telas melhores que muitas TV. Ou seja, estamos numa situação confortável, se algo melhorar (e acredite, melhora a cada ano) não irá nos surpreender pq o antigo não nos incomoda mais.

Se vc analisar por alto vai perceber que um smartphone de hoje faz praticamente a mesma coisa de um há 10 anos, nunca existiu essa tal inovação que vc tanto procura.

Então o truque é: antigamente os recursos precários de um smartphone incomodava muito, então qualquer pequena evolução a gente falava “óhhhhhh, agora a gente consegue tirar foto pixelada a noite!!! Incrível!!!”.

Por fim, afirmo, a inovação, seja no software ou hardware não parou, continua a todo vapor!

2 Curtidas

Acho que o Touch ID deve voltar, desempenho aprimorado em relação ao A13 Bionic e talvez 4 câmeras.

1 Curtida

Claro que vai!
Ela viu outras empresas - Chinesas - sairem bem a frente com tecnologias inovadoras.
Sinto que a saída do Jony Ive contribuiu também para a melhoria de algumas coisas que na gestao dele, sempre foi mais dificil aparecer no smartphone da Apple.

:grinning:

Eu não instalo Facebook em nada. Nem no Windows Phone instalei, apesar de o pessoal relatar que o Facebook funcionava ok nele. :joy:

Agora falando sobre as expectativas reais para o próximo iPhone: eu ainda sou muito cético quanto a volta do Touch ID. Me parece um tanto estranho pensar nisso. Sei lá, vai ser algo que só vou acreditar vendo (ou quando vazar algo concreto). Mas o que os analistas e fontes confiáveis em geral garantem é: visual mais próximo do iPhone 4 (com laterais retas), câmera de três lentes + sensor ToF e 5G. Não vai ser dessa vez que o notch vai sumir, só vai ficar menor.

E tendo usado iPhone com notch desde 2017, nem me importo com isso. É algo que eu nem percebo no dia a dia. Se descobrirem como ocultá-lo é claro que vai ser ótimo, mas não é uma coisa que eu fico olhando e “nossa, tinham que tirar isso daí”.

1 Curtida

5G não é “muito cedo”?

De todo mudo, eu concordo com o TouchID. Acho que ele vai voltar só no próximo depois desse, e de forma tímida.