Venda da Oi Móvel para Claro, TIM e Vivo precisa ser proibida, defende MPF

1 curtida

Beleza…

A Oi não consegue vender sua operação móvel. A operação da fibra fica sem grana pra investir. A Oi como um todo quebra e os clientes ficam a ver navios dependendo, olha só, das outras operadoras.

E pra quem acha que isso vai diminuir a concorrencia, recomendo ler um texto magnífico escrito aqui no Tecnoblog de como tecnologia celular funciona e como ela não suporta muitos players, sendo absolutamente normal existiram apenas duas ou três operadoras físicas: Por que temos poucas operadoras de celular no Brasil? – Tecnoblog

5 curtidas

Isso é uma palhaçada travestida de defesa dos interesses do consumidor.
Se não querem q a Vivo, Claro e Tim comprem (traduzindo, se querem q as 3 pague um por fora), deveriam ter bloqueado lá atrás, qd se cogitou isso.

3 curtidas

Pra mim a orientação do MPF está correta, pelo menos eles tiveram discernimento ao avaliar essa compra, no mínimo, perigosa ao mercado; pena que o CADE, assim como a Anatel, provavelmente vai aprovar, por seguir os interesses das empresas, não dos consumidores. O ideal para os consumidores e a concorrência, seria o seguinte: Ou a venda pra uma regional de grande porte (como Algar ou Brisanet), ou então o fatiamento da empresa por região (Norte, Sul, Sudeste, Centro-oeste e Nordeste), e como última opção, a venda pra uma empresa de rede neutra (como a Highline por exemplo, tinha interesse).

2 curtidas

Eu acho lamentável a venda da Oi móvel para as 3 concorrentes, mas sem ela a V.tal não é viável é a RJ da Oi vai fracassar.

2 curtidas

E como que a falência da Oi melhoraria a concorrência? afinal a Oi tem 2 opções, ou vende pras 3 concorrentes ou vai a falência. De resto ninguém tem dinheiro suficiente pra pagar o quanto a Oi quer/precisa.

3 curtidas

os argumentos do MPF não são ruins, são até bons, e o @LucasMiller falou, eu só invertia a ordem.

A Highline até tentou, mas concorrer com o cartel Vivo, Claro e Tim, fica difícil, bem difícil. Nesta época, Anatel e CADE tinha que fazer pressão, mas não fez, e agora já é tarde, bem tarde, porque já está no ponto que o que @Emanuel_Schott e você @Felipe_Silva falaram.

2 curtidas

Agora é o momento, pra isso que serve a análise pelo CADE.

A Oi podia ter explorado outras opções, como separar a Oi Móvel em uma entidade independente (por meio de um IPO, por exemplo). E a situação quase falimentar da Oi é, no fim das contas, culpa da própria Oi, que não investiu como devia na rede e se envolveu em transações que deram prejuízo (fusão com a Portugal Telecom, em especial).
E a Oi ainda tem intenção de vender algumas outras unidades de negócio, como a TV paga por satélite, que também podem gerar algum caixa para a empresa.

1 curtida

Complementando…

Ninguém além das outras operadoras vai pagar o que a Oi precisa/quer. E não é por falta de dinheiro não.

A capacidade da Oi é baixa. Ela possui somente blocos de 10Mhz, não possui licenças de 700Mhz no 4G e nenhuma do 5G. Não seria útil a compra pra ninguém além das operadoras tradicionais que esperam aumento da capacidade de conexão com a incorporação das frequências da Oi.

Qualquer outra interessada não iria oferecer tanto dinheiro nisso.

3 curtidas

Highline tinha feito proposta, então dinheiro não é problema.

E se a Oi quebrasse de vez (duvido), o espectro poderia ser leiloado novamente, em vez de ficar apenas com duas das suas competidoras diretas.

1 curtida

Highline a única interessada gastou dinheiro comprando torres de celular.

2 curtidas

Ainda da tempo do Cade obriga a devolução das frequências da Oi pra aprovar a venda.

2 curtidas

Não ia ter muito o que fazer com as frequências dela. Continuaríamos tendo uma quarta operadora que não funciona. É muito mais útil serem incorporadas as operadoras já existentes, aumentando a capacidade delas.

A Highline tinha feito apenas um acordo pra compra, não efetivado a proposta.

a devolução é o de menos, problema é convencer alguém a comprar e dar o dinheiro que pede, muita coisas boas da OI já foi vendida (antena e rede)

A única coisa que pode impedir de entrar uma nova operadora no Brasil que realmente queira atuar aqui é a falta de frequência, se a Oi devolver as frequências não tem o que reclamarem de que as outras 3 operadoras estão impedindo a concorrência e que a Oi não devia ter sido vendida para eles.

1 curtida

Teve especulação que China telecom/China mobile/ AT&T poderiam comprar a Oi,as foi só isso, e lembrando os leilãoes de frequências eram abertos a qualquer empresa.

1 curtida

Esse é o Brasil… uma empresa nem pode falir uma área em paz… hahaha tem de falir por completo pelo jeito…

1 curtida

Este tópico foi automaticamente fechado após 92 dias. Novas respostas não são mais permitidas.