Vantagens e desvantagens: Airbnb e Uber

Boa noite, sou doutoranda na área de Administração. O tema da minha dissertação trata de serviços inovadores como o Airbnb e o Uber. Portanto, gostaria de saber quais as principais razões que levam vocês a escolherem se hospedar em um Airbnb ao invés de um hotel, ou utilizar como meio de transporte o Uber ao invés de taxis? Como vocês avaliam o desempenho nesses novos serviços?

3 Curtidas

Dou preferência principalmente por conta da facilidade.

No caso de Airbnb, os imóveis disponíveis são bem mais interessantes, comparados com os hotéis tradicionais.

8 Curtidas

Vixe, essa sua tese aí complicou bastante com o corona né? :frowning: acho que as relações das pessoas com esses dois serviços já mudaram e aind vão mudar bastante nessa época pós pandemia.

O que antes era facilidade, custo benefício e menos influência de grandes empresas, pode dar um pouco de espaço a estrutura, rigidez de processos e garantias de limpeza atreladas aos serviços de hotéis e transportes mais estruturados.

3 Curtidas

Air BNB:

Já tive três experiências. A primeira foi logo no exterior. Minha motivação de experimentar foi a facilidade de buscar localização boa com relação ao que eu queria, custo e uma que não é muito mencionada em geral, que é ter um pouco da ideia do cotidiano local. Eu tive que ir ao mercado, fazer pequenas compras para lanches, bebidas, etc e viver um dia a dia mais inserido na cultura, pelo menos por um dia. E, como gostei muito, repeti a dose pelos mesmos motivos.

Uber: Facilidade, custo, experiências boas de modo geral com a plataforma e os prestadores do serviço.

2 Curtidas

Bom dia, Kaue. Obrigada por contribuir. O que você considera que pode mudar nestes serviços depois da Pandemia?

1 Curtida

No ponto do airbnb vs hotelaria acho que é o ponto que falei ali em cima. É muito mais fácil confiar na higienização de um hotel onde tem regras e verificações para garantir processos corretos.

No caso do uber acho que teremos uma situação similar com o agravante de termos que ficar presos em um ambiente fechado com um desconhecido, mas nesse cão não tem vejo contrapartidas com vantagem em relação a táxis, só talvez uma baixa geral na confiabilidade dos serviços.

1 Curtida

Bom dia, Álvaro. Obrigada pela sua contribuição. E o que você considera ainda um ponto crítico/fatores que devem ser melhorados nesses serviços?

Em 2016 eu fiquei 3 meses num AirBNB nos EUA, numa casa de família.
Fui pelo custo, já q o mesmo tempo em hotel iria sair muito mais caro.
Mas pesquisei por meses até encontrar algo q eu entendesse ser seguro e limpo, pq já vi casos de muita roubada em AirBNB, seja por sujeira, condições do local, etc.

A minha experiência foi muito boa, convivi por todo esse tempo com a família americana - aquela vida bem de filme - churrasco de hamburguer no jardim no final de semana, sucrilhos pela manhã, extrema segurança na cidade (do interior). Eu limpava meu quarto e meu banheiro privativo, fazia minha comida. Então foi bem legal.
Até multa eu levei (parei o carro em local proibido :rofl: vacilo, no local passava caminhão limpa-neve, coisa q não existe no Brasil)…
A cultura americana é muito conhecida da gente, por causa dos filmes enlatados. Então não tive problemas de adaptação, apesar de sentir falta de algumas comidas.
Num hotel eu não teria nada disso, apesar do conforto de ter o quarto limpo todos os dias.

Quanto ao Uber, é pelo custo mesmo, bem mais baixo do que o de táxis. Acho q nunca mais peguei um táxi desde q o Uber se popularizou.

1 Curtida

Quando viajo de férias para um lugar novo e tenho tempo, prefiro ficar em Airbnb (apartamento/casa/espaço inteiro) para entender a cultura local. Vou ao supermercado, cozinho com os ingredientes de lá e descubro o que os nativos gostam de fazer no dia a dia.

Eu perderia muito disso estando em um quarto de hotel, com café da manhã sempre pronto, sem utensílios domésticos e com tudo meio padronizado. Vamo combinar: principalmente em hotel de rede, estar em Seul ou em São Paulo não faz a menor diferença, o quarto é… igual (ok, a privada é mais tecnológica por lá). Eu tô viajando porque quero ver algo novo. :laughing:

O host também conta muito. Eu só me hospedo em Airbnb Plus ou com superhosts; é mais caro e perde um pouco da vantagem do custo em relação a hotel, mas acho que contribuiu para as boas experiências que tive.

Em Roma, minha host tinha um caderninho preparado com os lugares que ela recomendava. Descobri um restaurante absolutamente excepcional do lado do apartamento, muito caseiro, que eu nunca iria descobrir por conta própria (tinha 3 avaliações no Google Maps). Também recebi umas dicas que um concierge de hotel não me passaria de forma ativa (romanos preferem tomar café em pé; consumir na mesa é bem mais caro, por exemplo).

Já o Uber é por conta da praticidade mesmo. Eu não tenho carro e não pretendo ter, então costuma ser a forma mais rápida de se deslocar quando não tem metrô perto do destino.

5 Curtidas

Devo ser um outlier já que nunca usei nenhum dos dois.
O AirBnB porque não viajei pra nenhum lugar onde eu precisasse ou justificasse uma acomodação do tipo. No caso, ou fiquei em casa de família/amigos ou o tempo de estadia era curto e a expectativa era de ficar pouco tempo no quarto, então é mais fácil e lógico ficar num hotel (já que não teria de me preocupar com fazer faxina, lavar/trocar toalha, etc).

Uber eu não uso por várias questões, mas a principal mesmo é a privacidade.
Com um taxi, eu chamo, não preciso dar meu nome nem nenhum documento que me identifique, eu não tenho nenhum dado do motorista, assim como ele não tem nenhum dado meu, exceto o meu ponto de partida e de chegada, e posso pagar em dinheiro sem grandes problemas.
Com um uber eu preciso fazer um cadastro fornecendo informações pessoais, minhas viagens ficam salvas em um banco de dados que eu não sei se é realmente anonimizado e sem saber se essas informações são realmente usadas só pra “melhorar o sistema” e o que eu ganho em troca é a chance de ter uma viagem um pouco mais barata (que pode não ser, já que o preço é dinâmico).
Vale um adendo aqui que eu raramente preciso usar taxi, já que meus deslocamentos eu geralmente faço por outros meios (transporte público, bicicleta ou a pé) e nunca tive nenhum problema sério com taxista.

1 Curtida

Olá Luciana,

Que legal o tema! Depois de pronta, caso publique, nos avise. Tenho interesse em ler.
Vamos lá para minhas impressões:

Airbnb: O preço é muito interessante e, além do preço melhor, acredito que contar com a segurança do app é bem legal.
Acho que esse lance de ter contato com uma pessoa de lá também é muito válida. Eu, por enquanto, só fiz viagens nacionais e gostei bastante. Não ter amarras de horários também é bem interessante e acho que ficar em um apto (só fiquei em apto) também me faz sentir mais em casa.
Para as viagens nacionais eu gosto bastante de ir dirigindo e hotel comumente tem problemas com estacionamento (ou ausência ou preço caro e, quando presente, ter que deixar o carro na mão de manobrista - o que pra mim é o pior de tudo).
E penso contrariamente ao que disseram em algum post aqui em cima, eu confio mais na limpeza dos hosts do que dos hoteis. Quando o lugar é sujo o pessoal comenta e antes de escolher eu filtro pelos comentários, enquanto em muitos hotéis (conheço pessoas que trabalham/trabalharam em alguns) eles fazem algo para parecer que foi limpo, sem o ser (já ouvi relatos de que só há troca de lençois quando aparenta usado; “limpeza” daqueles copos que eles disponibilizam com a toalha de banho usada; etc.).
Em resumo, olhando todas essas características, acho que por ser mais próximo da liberdade que tenho na minha casa, gosto mais do airbnb.

Quanto ao Uber, acho que o app também passa mais confiança. Confesso que inicialmente era MUITO melhor do que é hoje, mas ainda assim nós temos a uber e seu sistema de classificação de motoristas, além do preço mais em conta, enquanto taxi, as pouquíssimas vezes que usei, tive más experiências.

1 Curtida

@Luciana Acredito que haja mais pontos na relação empresa/parceiro ou prestador de serviço que no atendimento ao cliente. Não que não precise, sempre vão haver melhorias ao consumidor, mas acho que neste ponto, essas empresas já buscam com alguma constância.

Recentemente, houve casos de hosts com câmeras escondidas, por exemplo. Sinceramente, não acompanhei quais as mudanças no air bnb para coibir esse tipo de crime, mas era um ponto importante a ser revisto.

1 Curtida

Posso marcar com você posteriormente uma entrevista em profundidade?

Sem problemas.
Mande uma mensagem privada pra definir os detalhes.

Eu usei AirBnB 3 vezes e todas as vezes foi no brasil, normalmente era pra receber algum amigo de fora ou pra trabalho, sempre peguei apartamento e acho super válido ter contato com o host. A primeira vez que me hospedei, o host tinha uma listinha de lugares pra eu poderia ir, as dicas foram maravilhosas, almocei em um restaurante que era espetacular, eu nunca saberia nada disso se estivesse ido para um hotel, além da praticidade que o Airbnb me traz, o custo beneficio é maravilhoso, 10 vezes mais barato do que eu pagaria num hotel padrão, passei 1 mês no apartamento e entreguei satisfeito.

Sobre o Uber, eu gosto da praticidade, todo mundo que me conhece me pergunta o motivo de eu não comprar um carro, e sempre digo que não tenho saco pra isso e não pretendo dirigir tão cedo.

Muito obrigada pela sua contribuição. Posteriormente, posso marcar uma entrevista em profundidade com você?

Claro, pode sim! :smiley:

Sobre o Uber, uso (e muito) principalmente pelos motivos a seguir:

  1. Não tenho carro e não sinto a necessidade de ter um. É um misto de não gostar de dirigir com a liberdade de poder ficar tranquilo durante a viagem e também por morar numa região em que o acesso aos estabelecimentos é super facilitado.

  2. Custo bem menor. Aqui na minha cidade, pelo menos, o Uber costuma oferecer rotas custando 3 vezes menos do que táxis. Mesmo com o preço dinâmico ainda sai mais barato. Eu só usava táxi em situações que realmente não tinha jeito, mas agora uso Uber pra qualquer coisa.

  3. Praticidade. Achei interessante que comentaram acima sobre preferir táxi pela privacidade. No meu caso, é o contrário. Odiava ter que ligar, esperar pelo táxi sem saber se já estava chegando… com o Uber eu abro o app, chamo o motorista e já tenho todas as informações ali na hora. Se precisar falar com o motorista dá pra mandar uma mensagem, cancelar a viagem com um toque caso necessário, pagar no cartão direto pelo app… não tenho paciência pra lidar com ligação e métodos convencionais de pagamento pra esse tipo de coisa.

  4. Aí acabo voltando um pouco no primeiro tópico. Já fiz algumas contas e concluí que ter um carro não é muito vantajoso para o meu perfil. Eu acabaria gastando mais do que usando o Uber no dia a dia.

E sobre o Airbnb, nunca me arrisquei em um. Por algum motivo as grandes redes de hotéis ainda me passam uma segurança maior.

2 Curtidas

AirBNB

Como eu moro no exterior, eu pessoalmente só vejo desvantagens com Airbnb, pelo menos em nível social. Na Europa, o Airbnb inflou bastante o mercado de aluguéis a ponto de ficar tão caro que famílias as precisam se mudar para um local muito menor e mais longe ou até mesmo para um quarto. Por conta disso, eu evito Airbnbs sempre que posso.

Uber

Desde a alguns anos eu não tenho mais carro, isso graças ao Uber. Como eu não usava taxis antes, eu não posso dizer se isso tem alguma desvantagem.

1 Curtida

Agradeço a contribuição de todos que contribuíram com este tópico. Vou fazer posteriormente uma entrevista em profundidade. Aos que puderem participar, peço por favor que envie um e-mail com contato telefônico para [email protected]br