Vale a pena trocar um notebook por um tablet?

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim!

Já faz algum tempo que venho pensando em adquirir um tablet para usar na faculdade e no trabalho, afinal, ele é compacto e versátil. Atualmente faço uso de um notebook (que já me deixou na mão), e penso em migrar para um tablet, só tenho um pequeno receio, penso que o dispositivo não irá atender as minhas expectativas.
O que vocês acham, devo ou não fazer a troca?

Qual uso vc faz do seu notebook? Isto q vai determinar muito a resposta.

Basicamente na minha opinião: tablet é excelente pra consumir conteúdo. Porém não é tão prático quanto um notebook pra gerar conteúdo (redigir textos, mexer em planilhas e outras coisinhas assim).

Então se vc usa seu notebook mais pra consumir conteúdo como ler artigos/livros e ver vídeos e gera pouco conteúdo como fazer edições bem pontuais (e raras) num texto/planilha, bem provável q um tablet vá te atender.

Agora se vc precisa criar textos/resumos/planilhas do zero, não recomendo. Pra fazer edições pontuais é meio pé no saco, imagina ter q passar horas criando uma planilha? É de matar!

14 Curtidas

Eu não trocaria, tablet pra mim é só pra consumir conteúdo, pra gerar é inviável. Pra faculdade e trabalho, ainda é preciso usar laptop com Windows/Linux devido aos aplicativos de office e programas profissionais que inexistem em sistemas móveis, além de ser improdutível digitar num teclado virtual em vez de um teclado físico.

O que talvez possa lhe atender é um dispositivo 2-em-1 como o Surface, que roda Windows x86, mas que pode ser usado como modo tablet, com teclado destacável.

4 Curtidas

Uso muito o notebook para pesquisas e criação de texto. Pensei em pegar um Tab S6, vi alguns hands on do produto e me parece bastante agradável, sem falar no modo Dex, que, a que tudo indica, roda o pacote Office normal.

Pra pesquisa o tablet é uma boa tb!

Na hora de redigir um texto/planilha, o problema n tá nos softwares, eles até fazem um pouco mais do q o básico de forma louvável. Então n se encante caso veja algum software de edição de texto extremamente completo, n há nada de fantástico nisso. O problema mesmo mora no conforto em redigir, usar a tela pra digitar é sofrível!

Você citou em usar um teclado externo no modo Dex. Então, aí pode ser uma boa, como só brinquei de forma beeem superficial nesses teclados/case não tenho uma opinião formada. Mas arrisco a dizer q sim, um teclado desse pode ser um ótimo quebra galho, mas não será tão confortável quanto um teclado convencional. Aí vai de vc se tá disposto a abrir mão um pouco do conforto ao digitar pra ter mais mobilidade ou não.

Antes de comprar um teclado/case pra usar como Dex, recomendo fortemente vc testar e se imaginar usando isto por horas. Afinal, n é um produto barato pra comprar, n se adaptar e largar pra lá.

Uma outra opção seria adquirir um bom teclado bluetooth, aí sim, recomendaria! Mas tem o inconveniente de ter q carregar o tablet + o teclado separadamente. E mais uma coisa: ainda tem o mouse, pois é… apesar de ter uma tela touch na nossa frente, ao usar no modo Dex n é nada confortável ficar tocando a tela, um mouse é beeem mais prático.

1 Curtida

Para textos e pesquisa eu utilizo apenas um iPad com o lápis da Logitech. As referências em PDF e na web eu passo para o GoodNotes onde grifo, faço comentários, escrevo por cima, etc. (notas a mão) e organizo o resultado no Ulysses. Para Android tem o iA Writer que é bem bom, tenho ele no iOS.

No Ulysses é onde concentro tudo relacionado ao projeto que estou trabalhando (da pra usar o iA Writer da mesma forma): crio seções para os esboços, para as ideias, para as contradições e para o texto final. No final tenho um arquivo completo contendo todo o processo pelo qual passei para produzir aquele documento. Fica bem legal e sempre reaproveito algo em projetos seguintes. Num PC eu teria que ter vários arquivos DOCX espalhados em várias pastas :nauseated_face:. Não consigo mais imaginar meu fluxo de trabalho dessa forma.

Já tem uns anos que parei de usar softwares tradicionais de processamento de texto como o Word. Escrevo sempre em Markdown e tenho um modelo de exportação DOCX com as regras de tamanho, peso e espaçamento que preciso.

Quanto ao PC, não recomendo se desfazer dele. Você pode precisar para uma emergência. Meu antigo notebook virou minha estação de arquivos na rede e onde eu baixo torrents (precisamos estar com nossas distros Linux sempre atualizadas, não é mesmo? :relieved:).

E é isso. Só pensa melhor a respeito de comprar um tablet Android. Os apps no mundo Android são bem zoados para telas maiores.

P.S.: eu estava de olho num teclado físico como o K380 da Logitech, mas acabei nunca comprando. Penso que não me faz falta. Me habituei a digitar na tela.

8 Curtidas

A ideia de um notebook compacto e leve não lhe é interessante? Acho que você teria muito mais possibilidades com um desses.

Tecnicamente falando, existem teclados bluetooth. (apesar do bluetooth dar uma interferencia bizarra no WiFi de 2.4GHz)

Não lembro quais as limitações, mas existe a suite Office da Microsoft pro Android/iOS.

Bom, Tablet eu recomendaria um Samsung com S pen, eu acho a Samsung muito na frente nessa questão das stylus, muito sensível, muito bom pra escrever à mão, desenhar ou fazer rabiscos. Ajuda muito também quando você tem que desenhar gráficos ou esboços do tipo durante a aula, você digita o texto e já insere esse tipo de figura tudo junto. Um app de notas ou caderno poderia até te ajudar mais que um Word da vida. Alinhado a isso, compraria também um teclado Bluetooth. Para usos básicos, como pesquisa e edição de textos, creio que te atenderia muito bem.

O notebook pode ficar para quando você precisar de softwares específicos ou um trabalho mais pesado ou para fazer trabalhos para entregar.

Outra opção pra você ir testando se um sistema mobile te atenderia é comprar um teclado Bluetooth e ir usando com o celular, a diferença seria o tamanho da tela.

1 Curtida

Gostei bastante da forma como você colocou esses pontos, e acredito que é esse tipo de review que as pessoas precisam. Ainda que tenha se destacado somente pontos positivos, você relacionou com o uso de um notebook e foi bem enfático no que se aplica ao seu uso diário.

Eu acredito que tudo é uma questão de aplicação e também de costume com o aaprelho. Hoje eu não consigo me ver sem um notebook, exatamente pela questão do costume. Tive um iPad mini por alguns meses, esse que eu levava para a aula, já que não consigo mais me ver escrevendo em um caderno. Tenho um telclado bluetooth, esse mesmo indicado por ti, e e deixava conectado para digitar o conteúdo das aulas e responder as mensagens no telefone. É sensacional esse telclado. Mas nos final das contas, acabei vendendo o iPad para comprar um notebook mais recente - meu note antigo tem um i5 de terceira geração, e agora estou com um de oitava. E concordo com o que o pessoal diz que o tablet é excelente para consumir vídeos, streaming, ler, entre outras coisas. Mas ainda não me vejo substituindo um notebook por um tablet. Quem sabe mais para frente kkkkk

De qualquer forma @dsoares foi excelente o seu post sobre o tema.

Abraços

2 Curtidas

Felicio, eu já fiz esta troca. Uso um iPad Pro com iPadOS 13.3, teclado e caneta Apple e mouse Multilaser. Não sinto necessidade ou falta de um note. Escrevo textos relativamente longos no teclado e utilizo a caneta para anotações “à mão” em reuniões, durante telefonemas, etc… Uso também para fazer apresentações no Keynote e no Powerpoint (o que é um show a parte, por poder escrever sobre a apresentação enquanto apresenta). Mais fácil de carregar em viagens, não preciso tirar da mochila nos RX dos aeroportos, fácil de carregar a bateria (e mais discreto), excelente para videos e notícias. E agora comecei a editar fotos (um hobby). Fantástico pra mim

2 Curtidas

Dá também pra conectar mouse e teclado sem fio que usa receptor USB proprietário (tipo Unifying da Logitech) usando um adaptador OTG. Dá até pra plugar controles como o Logitech F710, que também usa um receptor proprietário.

Fiz a mesma migração, ainda tenho um note, mas meu dispositivo principal hoje é o iPad Pro. Comprei um adaptador USB-C que me permite conectar ao HDMI (alem de portas USB A e de SD) isso resolveu a principal limitação que tinha que era a tela pequena para redigir longos textos, sempre usei um monitor externo no trabalho e em casa.
Acho que o principal segredo foi organizar meus arquivos no one drive, facilitando muito a busca deles para trabalhar no iPad. Agora está tudo redondo. Só vejo vantagens na troca, seja portabilidade, duração de bateria, como facilidade de alternar para o uso com as mãos e consumir mais conteúdo do que produzir.
Não chego nem a usar o mouse, não vi necessidade ainda.
Para mim é uma questão de adaptação, possível fazer a migração é.

1 Curtida

Não gosto de coisa pendurada na porta USB. Vem um gato/criança e dá um jeitinho de enroscar no fio… pronto uma boa chance de byebye porta. =( [Nem usar celular enquanto carrega, eu uso… hahaha]

O problema nesse caso é o preço do iPad Pro no Brasil.

Vai depender muito do seu uso amigo.

Uso tablets desde 2012 e digo uma coisa: mesmo com um tablet aconselho a ter um note ou pc em casa.

Minha decisão foi pensada principalmente por causa do peso. Seja a pé ou de moto, um Tablet + teclado pesa muito menos do que qualquer notebook da vida dentro da mochila

Já trabalhei em consultoria e atualmente sou professor. Por mais que os aparelhos tenham evoluído ainda tem vários detalhes de software que ainda fazem falta, principalmente para quem usa editores de texto e planilhas de forma um pouco mais avançada.

Meu atual tablet é um Galaxy Tab A 2016 e uso ele basicamente para estudar, fazer anotações, redigir provas e preencher planilhas. Para textos, costumo elabora-lo no Word para Android e, raramente, aplico alguma formatação mais avançada no notebook, o Word para Android tem avançado bastante nos últimos anos ao contrário do inicio que parecia um Wordpad do Windows. Mas para planilhas já costumo fazer diferente. Elaboro a planilha com todas as funções e formatações que preciso em casa, no notebook, e quando estou fora, uso o Exel para Android para inserir os dados e informações necessárias. Funciona perfeitamente.

Uma coisa que me deixou chateado é que a indústria (pelo menos para o Andoid) abandonou a conexão via cabo de vídeo ( seja MHL ou outro) o que me obriga a fazer gambiarras com um Chromecast para conectar em um projetor. Se você for de tablet android, um Sansung compatível com um Dex da vida para usar em apresentações é bem recomendável.
Muitos falam em iPad, mas vai de você também, para mim HOJE não seria vantagem. Já tenho uma biblioteca de aplicativos comprados no Google bem considerável e migrar para IOS seria abandonar toda essa biblioteca para ter que construir uma inteiramente nova no aparelho da Apple, ou seja, além de $$ do aparelho mais uns bons trocados em aplicativos.

Espero que essa redação (DSCLP) tenha ajudado.
Valeu!!

1 Curtida

É uma coisa muito pessoal, por exemplo eu trabalho com programação e não há possibilidade alguma de um Tablet resolver meus problemas, mas dependendo da faculdade que você está cursando e como irá utilizar, um Tablet pode te atender sim, porém como falei é uma coisa pessoal, de gosto, tente simular o que você faria no dia a dia no seu Smartphone e caso consiga se virar bem o Tablet irá te atender, com mais conforto, em uma tela maior.

Infelizmente sim, e mesmo lá fora ele é caro, na vdd um kit completo empata com um MacBook Air.

Tendo a mesma dúvida que você eu acabei comprando um de baixo custo:
[https://www.samsung.com/br/tablets/galaxy-taba-t295/](http://Galaxy Tab A 8" (2019))
E comprei também um teclado e um mouse Bluetooth.
Para as atividades básicas, como edição de texto e planilhas e assistir Youtube e Netflix sem dúvidas foi uma ótima opção de custo beneficio, pela tempo de bateria e mobilidade e o custo.
Mas se utilizar alguma aplicação especifica ou alguma atividade que requer mais desempenho computacional a troca não é uma boa ideia.
Para o meu caso, o tablet se tornou complementar ao notebook, para as atividade mais leves.

Já tive a ideia de adquirir um netbook, só que não tive bons aconselhamentos, por isso a ideia de um tablet.

1 Curtida