Twitter decide banir Trump por risco de incitação à violência

Originally published at: Twitter decide banir Trump por risco de incitação à violência – Internet – Tecnoblog

Conta de Donald Trump foi banida definitivamente por violar política do Twitter contra glorificação da violência

1 curtida

Antes tarde do que mais tarde :clap:

10 curtidas

Boa, Bolsonaro bem que pode ser o próximo.

12 curtidas

Deveriam ter feito isso há muito tempo. O Twitter e o Facebook foram negligentes e, visando lucros, deixaram que a extrema-direita ganhasse relevância e um espaço absurdamente grande nas redes sociais. Banir Trump não é suficiente e o estrago está feito. É necessário que os governos quebrem o monopólio dessas empresas e estabeleçam regras muito mais rígidas contra discurso de ódio com motivação racista, homofóbica, transfóbica etc.

7 curtidas

Finalmente! Torço pra que eles façam o mesmo por aqui, além de desativar as milhares de contas fakes que impulsionam demais o engajamento das publicações dos divulgadores de fake news daqui do Brasil

11 curtidas

Rede privada, regras privadas e quem não gostar que crie a própria rede.
Me chama a atenção nisso a quantidade de massa de manobra que políticos conseguem criar, achava que o brasileiro médio era raso porém o americano chega no mesmo nível, mas como lá as leis funcionam, ainda esse ano o Trump vai preso provavelmente.

1 curtida

Bolsonaro e Trump têm o direito de serem burros, negacionistas e imbecis, mas a partir do momento em que a liberdade de expressão resulta em comportamento violento dos seus seguidores, ou na negação da gravidade da crise sanitária de uma pandemia, o alcance da sua fala tem sim que ser limitado. Uma coisa é o seu José compartilhando notícias fraudulentas no zap zap ou para os seus 300 seguidores no Twitter, outra é o Presidente da República que, ao negar diariamente a realidade, contribui de forma negativa para sabotar as medidas de combate à COVID-19 e aumentar a pilha de mortes cada vez mais.

A tolerância das redes sociais com desinformação proposital de grandes perfis deveria ser zero. Os termos de uso estão aí pra isso. Quer propagar fake news, então que criem a própria social, é o livre mercado.

E adicionar notinha não diminui o som do berrante.

10 curtidas

E a “massa” aplaude de pé a atitude ditatorial do Twitter e cia. “Minha rede, minhas regras”. São as mesmas empresas que prestam reverência à China e seguem à risca as “recomendações” deles sobre o que pode e o que não pode por lá. Quero ver o dia que colocarem um botão “liga/desliga” na internet como a China e alguns outros países. Aliás recentemente o Egito “desligou” a internet.

Eu torço fortemente pra que algo assim aconteça por aqui (um botão liga/desliga pra internet). E não vai ser pelas mãos do bozo ou qualquer um “de direita” (aliás quem acredita em direita no BR é no mínimo desinformado). Vamos ver a “massa” levantando # em rede social pra se revoltar porque está privado de mostrar sua vida medíocre pros outros medíocres… quer dizer, nem isso vai poder.

E pra deixar bem claro: não apoio política e muito menos políticos. Não voto há 11 eleições (pelo que lembro). Então pra mim se o Trump formar um grupo paramilitar e fazer terrorismo interno nos EUA eu estou pouco me lixando com isso. O que me preocupa é que o Direito Constitucional à Liberdade de Expressão (que lá é defendido com unhas e dentes) está sendo sumariamente ignorado sob a alegação de “incitação à violência”. Sendo que nos mesmos EUA sob a mesma batuta de redes sociais existem grupos que incitam à violência todos os dias, sejam neonazistas, antifas, blms e por aí vai. O problema é que a balança está pendendo pra um lado só nessa história de censura e isso pode causar uma guerra civil por lá. E se os EUA caírem, o resto do planeta se torna o caos completo. OU o plano se concretiza, a China se torna a nova referência de potência e todo mundo passa a prestar reverência à foice e ao martelo. Aliás esqueci: a “massa” quer justamente isso: o Estado ditando como a vida do seu cidadão deve ser. Eu? Espero dormir e não acordar mais se um pesadelo desses se concretizar.

5 curtidas
7 curtidas

Excelente comentário, não possuo as referidas redes sociais, prefiro fóruns, são mais restritos, mais organizados, bem menos comerciais, quase um “bar” digital.
Já tenho pouco mais de 40 anos e vi nascer a Internet, Mirc, ICQ, até o chat do UOL era mais legal que essa nojeira censora de hoje em dia, em que todos se importam com todos mas não estão nem aí, sequer um bom dia para o vizinho, se é que me entendem… são mera massa de manobra para políticos, quaisquer que sejam, com uma agenda ativista progressista pra ser bonitinho em rede social, mas nem escrever certo conseguem… Tivemos aí 4 anos de Trump, o cara sendo atacado 24hs por dia, chamado de fascista e que iria até iniciar a terceira guerra mundial, entre outras sandices. Fala besteira e daí? A questão é a censura, se acham isso normal, batem palmas, amanhã serão china e não vão poder mais reclamar.

1 curtida

Isso é uma mentiraiada deslavada. O movimento BLM e antifascistas foram tratados de forma extremamente violenta tanto lá como aqui. Que balança é essa que pende para o lado da esquerda quando um grupo armado de supremacistas brancos de extrema-direita invade o capitólio estadunidense COM A AJUDA da polícia? O que teria acontecido se fossem pessoas negras, por exemplo?
Aliás, toda a sua linha de raciocínio é simplesmente delirante.

6 curtidas

Eu não entendo a dificuldade de algumas pessoas entenderem que “liberdade de expressão” não é liberdade para falar o que quiser, quando quiser, aonde quiser.

O artigo 19 e 20 do ICCPR diz o seguinte:

Article 19

  1. Everyone shall have the right to hold opinions without interference.

  2. Everyone shall have the right to freedom of expression; this right shall include freedom to seek, receive and impart information and ideas of all kinds, regardless of frontiers, either orally, in writing or in print, in the form of art, or through any other media of his choice.

  3. The exercise of the rights provided for in paragraph 2 of this article carries with it special duties and responsibilities. It may therefore be subject to certain restrictions, but these shall only be such as are provided by law and are necessary:

(a) For respect of the rights or reputations of others;

(b) For the protection of national security or of public order (ordre public), or of public health or morals.

Article 20

  1. Any propaganda for war shall be prohibited by law.

  2. Any advocacy of national, racial or religious hatred that constitutes incitement to discrimination, hostility or violence shall be prohibited by law.

E pra quem fala sobre liberdade de expressão nos EUA se referindo ao “First Amendment of the Constitution”, ela diz respeito à interferência governamental contra a liberdade de expressão. Em outras palavras, ela diz que o governo não tem o direito de suprimir a liberdade de expressão ou de imprensa. Não diz nada sobre empresas privadas limitando o conteúdo em suas plataformas privadas.
E o principal objetivo dessa ementa é impedir a censura por parte do governo.

Fonte:

Além disso, as limitações não são absolutas.

Então, novamente, liberdade de expressão não é carta branca pra falar o que quiser, aonde quiser, quando quiser*.

*Na real, até pode, mas vai sofrer consequências, tipo ser banido de rede social, ou até ser preso.

11 curtidas

E daí que 5 pessoas morreram. É pouco?

1 curtida

Antes tarde do que nunca. Esse cara é louco, fala coisas sem fundamento, incita a violência. Espero que fique bloqueado por uns 20 anos. Fora radicais.

@ticano, obrigado por entender a minha linha de raciocínio.

@jinx o que eu critico é o “duplo padrão” em que as mesmas redes que baniram o Trump mantiveram contas ativas de grupos violentos como os BLMs, inclusive com direito à transmissões ao vivo dos atos de terrorismo que eles promoveram. E se você acha que eu estou delirando, então é melhor começar a sair um pouco do eixo twitter-facebook-google e prestar atenção nos padrões de países que reprimem com censura pesada qualquer coisa relacionada à direita mundo afora. Se você acha que o Egito “desligar a internet” algo normal ou a China ter censura pesada sobre twitter, facebook, google e afins pra que qualquer coisa que seja compartilhada do país passe pelos órgãos censores então é só cruzar os braços e esperar sentado sem fazer nada. Você acha que o regime ditadorial no BR foi ruim? Espere até o mundo viver sob a mesma repressão que a China vive. Se eles não gostam da foto que você posta no Instagram, censurar a foto é o mínimo.

@centauro é aí que está o problema: a liberdade de expressão não dá de fato direito a propagar ódio. Só que quem define qual o limite do que é uma crítica e do que é o ódio propriamente dito? Aqui no Brasil todos os dias se fala em “bozo tem que morrer”, “o cara que esfaqueou o bozo deveria ter caprichado mais na facada” e isso é considerado “liberdade de expressão”. Só que mude na frase “bozo” pra “lula” ou “dilma” ou um representante da esquerda pra ver o alvoroço se formar e cabeças rolarem (em forma de posts censurados, contas suspensas ou coisa pior). O negócio que eu falei antes e repito aqui: o “duplo padrão” ou o “dois pesos e duas medidas” que está se impondo ao mundo é algo perigoso e irresponsável. E as empresas que hoje estão chutando o Trump são as mesmas que pedem a benção de pequim de joelhos beijando a mão do partido comunista chinês. Você acha mesmo que se a China se tornar a nova referência do “certo e errado” no mundo as coisas vão melhorar?

A URSS pelo jeito não foi suficiente. Socialismo matar mais de 110 milhões de pessoas, seja de fome, seja por discordar do regime… mas quem é “malvadão” é o Hitler porque perseguiu e matou judeus e homossexuais. Stalin fez isso também, só que pior. Mas é socialismo, foice e martelo, paz e amor.

1 curtida

China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China China ad infinitum…
Não há duplo padrão. Quem tem os meios financeiros e a prioridade na comunicação porque gera engajamento (lucro) para as empresas de redes sociais são, justamente, personalidades e redes de extrema-direita. Não dá mais. Essas pessoas estão erodindo qualquer vaga noção de democracia que exista, no mundo todo, em todos os continentes. Basta. E o que eu acho é que antes de se preocupar com qualquer suposta censura chinesa, você deveria estar se preocupando com algum problema real, e que não fosse baseado em sinofobia. O imperialismo estadunidense é um exemplo, que é uma realidade palpável e que ao longo de décadas tem afetado a vida de milhões de pessoas no mundo todo, com golpes de Estado consumados - inclusive no Brasil, em 1964 e 2016.

Passada no nível dos chernobyls que fizeram certos comentários hein, se brincar até incelzinho tem por aqui, cuidado hein Tecnoblog!

Você calado é um gênio, adoro essas falas “não gosto de politica”, “não voto”, um tipo de orgulho tão estranho e besta, pior ainda é essas historinhas de grande plano chinês de comunismo, cada besteira.
Acreditar em duende soa mais crivel!

5 curtidas

E liberdade de expressão se aplica ao Estado, ao que é pago com impostos, o Estado não pode lhe calar por fazer uma reclamação dele.
As pessoas acham que tem direito de falar o que quiserem nas redes e ficar por isso mesmo, redes sociais são produtos de empresas privadas, elas podem fazer o que quiserem se verem que o cujo quebrou o acordo