TV Box de IPTV pirata são apreendidas pela Receita e viram mini-PCs para escolas

2 curtidas

Finalmente entenderam que destruir hardware não é a solução mais inteligente.
E deve ter muito tvbox melhor que aqueles netbooks da positivo que ainda se vê em escolas por ai.

23 curtidas

Já já a Positivo entra no STF contra essa media por falta de homologação da ANATEL. Vai vendo…

7 curtidas

Queria saber as specs dessas TV Boxes…

a maioria usa algum SoC da Amlogic

3 curtidas

Um raro momento que o governo usou o cérebro!

15 curtidas

Eu adoraria saber mais detalhes de como fizeram isso, se mantiveram o Android instalado e só “sanearam” removendo os apps de pirataria e instalando aplicativos (navegador, produtividade, etc) ou se foi uma abordagem mais radical.

13 curtidas

Fazia tempo que você dava essa ideia hehe, parece que alguém da Receita resolveu ler o Tecnoblog e finalmente descobriu que dá para dar um destino mais nobre a esses equipamentos piratas.

1 curtida

Eu não duvido, ou então molhar a mão de algum político da oposição, empresa brasileira faz tudo para garantir sua reserva de mercado.

1 curtida

Só quem já trabalhou de estagiário em prefeitura/escola publica sabe como é lamentável a situação dos laboratórios de informática por ai e como as crianças de hoje em dia sabem fazer video pras redes sociais mas não sabem o básico do necessário pra trabalhar e estudar, como preenchendo um documento de texto e mandar um simples e-mail.

8 curtidas

Eu trabalho com TI em órgão público (entre outras coisas, dou suporte) e o que eu mais vejo são estagiários (19 a 25 anos) que não sabem usar computador, mesmo tendo estudado em escola particular.

Se perdem com estrutura de pastas, com qualquer coisa que não seja no Chrome, com ter que salvar arquivos num drive de rede.

Ironicamente, as pessoas mais velhas, aquelas que fizeram cursinho de informática quando eram adolescentes/adultas, tem menos dificuldade com computador.

8 curtidas

Essa é uma notícia que nos faz acreditar que ainda há esperança no Brasil. Ai amanhã, surge uma notícia diferente que nos faz esquecer isso.

3 curtidas

POXA. Até que enfim a Receita tá fazendo algo útil!

Eu sempre acreditei que dava pra fazer esse tipo de coisa, ao invés de simplesmente destruir os aparelhos gerando lixo eletronico aos montes…

2 curtidas
2 curtidas

Esse e aquele 1% do Brasil que deu certo

1 curtida

É o pessoal que cresceu usando mais smartphone do que desktop mesmo.
Processo meio natural e que tende a piorar se a tendência de trocar desktop/notebook por smartphone continuar (a não ser que o Dex ou algum outro sistema que volte com um workflow mais parecido com os sistema de desktop vingue nos smartphones).
Não me surpreedneria se daqui a alguns anos o pessoal de 20 anos já não tiver muita familiaridade em usar mouse porque cresceu usando dispositivos com touchscreen.

4 curtidas

O Android é a base p tudo nesses dispositivos, para uso com nessa finalidade.
E dado a limitação de memória interna disponivel, não daria para implantar outro S.O. Salvo alguma distru do Linux, ou com complementação de driver externo, como um HD ou Pen Driver com maior capacidade e com S.O para dar inicialização, mas isso eu duvido.
Mas com certeza, inviabilizaram o uso da antena, e removeriam os aplicativos de streaming como Kodi e outros.
E como a maioria possui entrada usb, não fica dificil por um hub e conectar um teclado e mouse, só fica faltando um monitor, q obviamente deverá ser usado uma tv, no lugar.

4 curtidas

Provavelmente foi ideia de algum servidor publico concursado com estabilidade, não que os comissionados não possuem tais ideias e não sejam bons, mas o velho e famoso “manda quem pode, e obedece quem tem juízo” é o cancer estrutural do servidor publico.

2 curtidas

Trabalho em uma das instituições que participou desse projeto (IFSULDEMINAS) e conversei rapidamente com uma pessoa que estava trabalhando diretamente nele. Se não me falha a memória não é Android, é uma Distro de Linux um pouco fora das mais comuns e que se “encaixou” bem no hardware. A unidade que eu vi era uma MXQ Pro.

3 curtidas

Até uma empresa qualquer entrar na justiça alegando falta de licitação e quebra do princípio de isonomia