Tecnocast 206 – Não existe almoço grátis

Meu VR é um dos exemplos de dinheiro parado, recebo aproximadamente 800 reais por mês, se não usar mais nada até final do mês, vou bater 5k no VR.

Qual é a vantagem de dar um VR, VA, vale transporte amarrado a uma categoria ao invés de dar o dinheiro em si pro trabalhador? Tem alguma lei ou regra que obrigue isso?

Pergunto porque ao meu ver dar a quantia em dinheiro pro funcionário seria melhor pros dois lados. Na última vez que trabalhei CLT inclusive meu vale transporte era em dinheiro, que eu usava pra outras coisas porque ia de bicicleta na maioria das vezes.

Problema é que daí é considerado salário. E como salário, é preciso pagar previdência, FGTS e demais encargos. Não vale a pena nem pra empresa (teria que pagar mais) e nem pro funcionário (receberia menos).

Como sou servidor público, recebo diretamente no meu salario pelo meu regime de contratação ter regras próprias e não precisar pagar encargos (nem IRPF é descontado desse valor), mas se fosse celetista, não teria como.

3 curtidas

Além de não ser descontado pelo FGTS, o empregador também não precisa pagar 13º em cima disso e durante as férias o funcionário também não recebe esses benefícios.

1 curtida

Porra qual é o diferencial?? Continua a mesma coisa, só pode gastar com comida! Falou, falou falou e é a mesma coisa, um playboy descobriu como fundar uma empresa! :clap::clap::clap: