Switch OLED corrige drift do Joy-Con? Nintendo se recusa a dizer

Antes a preocupação era só com o drift, agora é com drift e burn-in na tela, que se ocorrer, a Nintendo à princípio vai negar até dizer chega. Mas Nintendo é isso aí mesmo, respeito zero aos clientes que continuam sustentando a empresa ¯_(ツ)_/¯

E no parágrafo onde são listadas as novidades dessa revisão, faltou mencionar que o armazenamento interno aumentou de 32GB para 64GB.

1 curtida

Se negou a responder então a resposta é um Não.

1 curtida

Eu queria entender o que pode acontecer de diferente com o Joycon e o Dualsense deles terem “tanto” drift, sendo que o componente interno é o mesmo do DS4, Pro Controller e o controle de Xone (provavelmente XS tbm).

Mas resposta vaga é o mesmo que nenhuma resposta.

Sem dúvidas. E considerando que praticamente não alteraram o resto, imagino que nem iriam mexer no joycon.

Provavelmente esse erro não tem concerto por ser causado pela falta de espaço dentro do joycon já que ele é bem menor e mais fino que um controller comum.

O Tecnoblog já publicou uma matéria explicando as causas do drift nos analógicos d DualSense, provavelmente elas se aplicam aos do Switch também:

Enquanto isso, meu Logitech F710 que completa 5 anos esse mês está firme e forte, mesmo após uso severo. Fabricante que respeita o consumidor ao não empregar material ordinário, dá 3 anos de garantia e ainda assim cobra preço justo pelo produto, ao contrário da Nintendo e Sony, é outra história.

1 curtida

O analógico do Joy-Con é uma peça diferente, mas da mesma fabricante. Os outros controles que você citou de fato usam o mesmo componente. Pode adicionar também os controles do Wii U e algumas revisões do controle de PS3 nessa lista…

As vezes eu acho que pra companhia, é bem mais barato reparar/dar um controle remanufaturado pro cliente, do que mudar o projeto/fornecedor pra consertar esses vícios.

Aí fica nessa, se der problema deu. Se não deu, não deu.

4 curtidas

Muito obrigado pelo toque! Inclui o aumento do armazenamento no texto.

1 curtida

Quando o problema é em algum componente, em que a falha é do fornecedor, a empresa repara ou reembolsa, mas depois vai cobrar do fornecedor. E geralmente o problema é corroído no lote seguinte.

Quando a falha é da empresa, erro de projeto ou manufatura, evitam ao máximo fazer alarde para não gerar um daqueles processos imensos que arranham a marca ou o recall é tão grande que sai mais barato reparar o de quem solicitar.

Faz sentido, ainda mais que a Nintendo é notória pela mesquinharia e pelo desrespeito a seus consumidores.

“Ao ser questionada sobre o drift, a empresa se recusou a dar uma resposta clara.”

Eu me pergunto se toda empresa japonesa tem essa postura “arrogante” como a Nintendo tem, difícil hein.

Já explica bastante coisa.

Se vc pegar a sony de exemplo, sim kkkk

Essa aí já é caso perdido

Mandei recentemente o Switch do meu filho para a garantia aqui no Brasil, mesmo tendo sido comprado no Paraguay em 2019 (com nota fiscal do shopping paraguaio). Os problemas foram dois: o drift no joy-con e uma pane mortal que não deixava o aparelho ligar (Error 2101-0001). Quanto ao drift, não teve conversa, trocaram os joy-con sem questionar, mesmo o console tendo sido comprado há mais de 2 anos. Com relação ao erro 2101-0001, não teve jeito, o tablet precisou ser substituído. Me cobraram R$953,00 por um novo. Cheguei a pesquisar sobre como arrumar esse problema, encontrei videos de um maluco no UK que presta esse serviço, o processo seria extremamente complicado, necessitando diversos equipamentos (tem video de 30 min dele arrumando um exemplar)… E ainda cobrava 200 libras para fazer o conserto, então paguei os R$953,00 para a “Nintendo” feliz. Um mês depois, o novo tablet começou a apresentar uma, digamos, resistência no botão power para ser ligado. Não pensei 2x e acionei a garantia de 90 dias do conserto, mandaram um outro tablet novo sem pestanejar. Então, moral da história, a garantia aqui no Brasil até que funciona direitinho e os novos joy-con, até o momento, estão funcionando a contento.

3 curtidas

Eles praticamente não mexeram? O ecrã OLED + dobro da capacidade interna + revisão da Motherboard + melhor som + melhor dock e com LAN (eu se fosse o publico alvo adoraria este extra, conexão mais rápida e menos radiação, sobra mais para o portátil, smartphone, tablet) e tudo isso por $50 mais é muito bom!

O único é o risco do burn-in, em 5 anos está fora de garantia e revender usado é muito mau…

De resto o chip é muito poderoso, a opção de 720p no ecrã é para poder jogar mais; 1080p na dock era de esperar! Se as consolas atuais PS5/XBX têm um hardware muito potente e 4K já vão no limite, queiram esta com 4K?! As TV’s 4K fazem um escalão multi bom para 4K e a Switch pode concentrar a sua potência em 1080p com boa qualidade 3D e texturas.

Para um jogador Nintendo, a resolução está muito secundária, o jogo em si é o principal.

PS: eu não tenho uma nem vou comprar porque os jogos são muito infantis para mim, mas vontade de comprar uma dá!

1 curtida