Sustentabilidade e smartphones - valeria a pena tirar os carregadores das caixas por padrão?

  • Sim
  • Não

0 votantes

Pegando meu próprio exemplo: tenho uns 3 carregadores e uns 5 cabos sobressalentes que sobraram de aparelhos antigos. Concordo que com a questão dos padrões de carregamento serem variados (Qualcomm, Samsung, Huawei, MediaTek) existem carregadores “after market” que são certificados pra carregarem em praticamente qualquer padrão existente.

Nisso em casa eu uso o carregador próprio do meu Samsung Galaxy S8+ e tenho um reserva da Baseus que é compatível com praticamente todos os protocolos de carregamento rápido do mercado que levo comigo pra onde vou.

Sei que na prática o valor do aparelho sem o carregador na caixa seria irrisoriamente mais barato (se é que haveria diferença) mas pra mim seria interessante eu ter a opção da escolha de comprar um aparelho sem o carregador e usar um que eu já tenha. Menos tranqueira largada na gaveta sem uso.

Enfim, acham que vale a pena uma iniciativa do tipo?

Para mim valeria a pena, pois sei como comprar carregadores e cabos de qualidade. Mas ia ter muita gente comprando no primeiro camelô e possivelmente danificando a bateria a longo prazo. Poderia até aumentar o custo com assistência técnica das empresas, além dos casos de “celulares explosivos”.

1 Like

Particularmente eu costumo vender meus aparelhos velhos.
Os que estragam eu mando pra reciclagem de eletrônicos.
Cabos antigos proprietários como Samsung e Apple não teriam serventia pra ninguém (em relação aos modelos novos).

Pra mim eu teria que comprar um carregador avulso pois não costuma sobrar nenhum em casa.

Mas pra quem acumula de equipamento velho pode ser uma opção.

Considerando que as fabricantes malandramente não iriam baixar os preços dos aparelhos caso não viessem mais com carregadores, eu diria que não.

A lógica diz que sim, a prática que é o problema.

1 Like

Este tópico foi fechado automaticamente 14 dias depois da úlima resposta. Novas respostas não são mais permitidas.