Suspenso no YouTube, canal da Rússia migra para rede usada por bolsonaristas

“Rede usada por Bolsonaritas” até aonde vai o limite da podridão humana? Esse orgasmo por Bolsonaro esta virando uma doença, esses militantes pseudo jornalistas deixou o verdadeiro jornalismo na era mais macabra da historia, hoje a profissão virou sinônimo de vergonha, pois a ela esta atrelada a ideologia esquerdista, não é mais por noticias é o poder, o controle, quem paga mais leva, é por supremacia, mas a historia nos mostra que a divida sempre vem.

14 curtidas

E ainda nega que o Bolsonaro vive de graça na cabeça dele :joy:

12 curtidas

Percebo isso já faz um tempo :slightly_frowning_face:. Matéria nível uol.

8 curtidas

O blogueiro petista pirou de vez.

5 curtidas

Seria bom o TecnoBlog banir esses bolsonaristas.

Alô, bolsonaristas, não é permitido usar celular na clínica psiquiátrica…

6 curtidas

Caraca ninguém pode citar o culto que sempre aparece uns fervidinho nivel G1, daqui a pouco o pedro recebe ameaça. :thinking:

8 curtidas

gif-eating-popcorn-43

3 curtidas

Que coincidência, não?

Por um instante achei que tivesse no G1 pela quantidade de ataques e ódio nesses comentários “do bem” :joy:

Aliás, não sei está relacionado, mas fui acessar o tal Sputnik agora e vi que o DNS do Google parece não estar resolvendo o endereço do site. Pelo DNS do CloudFlare, por exemplo, consegui acessar.

image

1 curtida

@pknoth, é hora de passar a chave aqui, hein… Virou esgoto.

1 curtida

Os defensores de politico estão a solta…

Rumble e Odysee não tem nada a ver com bolsonarismo. São apenas redes usadas como alternativa ao youtube e outras plataformas que se renderam ao politicamente correto e a “censura do bem”.

6 curtidas

Sim, só olhar as manchetes pra ver que os odiadores também.

Bom, que bom que você mencionou. Vamos discutir fatos aqui.

Primeiramente, meus perfis e redes sociais costumam ser bastante isentos. Existe uma diferença entre nosso trabalho e vida pessoal, como vocês devem bem entender e respeitar, mas eu prezo bastante por não me manifestar para além das notícias (e memes) para não misturar para quem fica confundindo as coisas. Assim, todos entendem.

Segundo: o Rumble, como eu mostrei na matéria, tem se tornado espécie de refúgio para quem sofre punições de suspensão no YouTube. Vide Dan Bongino e Steven Crowder, citados na matéria.

Mas o buraco é mais em baixo: além dos dados que citei no vídeo, links para vídeos do Rumble em um dos maiores grupos bolsonaristas que eu monitoro (pq afinal, é bom tentar entender sobre como seguidores de políticos estão usando as redes), passavam de 100. São mais de 60 mil pessoas que recebem esses links. Por quê? Porque esse conteúdo tem que engajar estando fora do YouTube. E não estou falando da discussão de passaporte vacinal. São vídeos falando que vacinas contra a COVID-19 não tem comprovação científica (falso), que Bill Gates e Soros são parte de uma ordem mundial (conspiração).

São milhares de visualizações para esses vídeos, e é um tipo de engajamento que a esquerda não tem no Rumble. Porque ela não frequenta essa rede.

Ok, mas o que o Russia Today tem a ver com o Rumble, popular na direita conservadora do Brasil e dos EUA? É um fenômeno complexo, mas a rede social alternativa do YouTube tem visto um trending de vídeos que criticam a administração Biden pela resposta à crise na Ucrânia. Um dos maiores porta-vozes dessa corrente de pensamento é, justamente, Tucker Carlson, âncora da Fox News nos EUA.

https://www.washingtonpost.com/media/2022/02/23/tucker-carlson-putin-russia-ukraine/

Um dos vídeos que cito como exemplo é esse aqui. Ele é perfeito para ilustrar a migração do RT para o Rumble, porque nele, o usuário afirma que a mídia ocidental está tratando a Rússia como “o vilão” e a Ucrânia como o “mocinho”. O Russia Today parece que entende isso ao mudar de plataforma, e quer fisgar a parte da direita americana é cética em relação à cobertura da mídia sobre a guerra na Ucrânia e acredita que Biden é o culpado pela invasão de Putin (contestável)

Por último, o que bolsonarismo tem a ver? Bom, o presidente não condenou a invasão à Ucrânia e parte dos seus seguidores acredita que a Ucrânia era controlada por nazistas, como era o caso do regimento de Azov — outra discussão com muito pano pra manga. A lógica da direita norte-americana está presente aqui. Ofereço uma mensagem que circulou pelo mesmo grupo de onde tirei os dados usados sobre o Rumble:

" Verdade mesmo é que o regime títere de Zelensky não é estimado pela população, tal como o de Biden não é frente à opinião pública norte-americana, e que grande parte do Exército da Ucrânia já se juntou aos russos enquanto aguardam sua libertação definitiva dos nazistas Azov, financiados pelo Ocidente. De não esquecer que os Estados Unidos da era Trump, que retornará, nunca escondeu a sua profunda aversão à OTAN, expressando o desejo de sair dela o quanto antes e restaurar a plena soberania dos Estados Unidos no campo militar pagando, também por isso, o caro preço da fraude escandalosa eleitoral que lhe roubou a reeleição."

Sempre vejo comentários por aqui me criticando e falando que “Bolsonaro mora na minha cabeça”. Convido-os para um debate. Justifiquem com fatos porque não gostaram da matéria, e eu sou todo ouvidos. Ataques diretos a minha pessoa não terão o mínimo de atenção.

13 curtidas

Curiosamente esses dias eu vi um video do Vox, “How American conservatives turned against the vaccine”* e me chamou muito a atenção um dado. Dentre os veículos que pelo menos 40% dos eleitores acreditam, entre os democratas e inclinação democrata aparecem cnn, bbc, abs, cbs, bbc, nytimes, wash. post, npr, time… enquanto aos republicanos e inclinação republicana só um: fox news.

*o video trata especificamente do caso dos estados unidos, mas é exatamente igualzinho ao brasil, já que o brasil ama importar o playbook da direita americana

Ok. Eu só acho que é muito simplista associar uma rede gringa de vídeos à bolsonaristas. O uso de “rede usada por bolsonaristas” passa a impressão que o propósito era alfinetar/provocar/chamar a atenção. Seria melhor dizer que é um rede que atrai mais os conservadores/republicanos.

Sobre a exclusão de vídeos, o Youtube não ta fechando o cerco só pra quem posta “opniões controversas”. O buraco é mais em baixo. Chegando ao ponto de excluir até gameplays pq empresa X mandou derrubar. Rumble e Odysse estão sendo sugeridas como alternativa ou backup justamente pq cada vez menos se tem liberdade nas redes do Google e do Facebook.

6 curtidas

kkkkkkkk “conservadores” “republicanos”

hipocrisia é foda

a última coisa que são, são serem conservadores ou republicanos

Só bolsonarista mimizento nos comentários. Sempre aparecem com raiva da verdade heuehueuh, adoro.

Podiam começar a banir esses e já entrar no embalo das redes sociais que ainda tem regras.

1 curtida

A chamada é um pouco desproporcional, mas cumpre o papel de gerar engajamento, que é o que importa pro veículo. Sinceramente pra mim já está saturado de matérias com cunho político embutido.

Acompanhar sobre tecnologia era pra trazer um refresco da mídia convencional, mas está só aumentado a polaridade em uma plataforma que até pouco tempo era unida em torno de um único cerne, o tecnológico.

Não tem como dissociar que política faz parte das nossas relações e que somos seres políticos por natureza, afinal foi assim que nós tornamos civilizados. Existe outros lugares pra se discutir sobre esses temas, para não acabar intoxicando a plataforma aqui desnecessariamente.

E se pararmos pra analisar foi o que o YouTube fez com o que ele considera inapropriado para a plataforma dele, e com isso criou-se uma demanda para com esse conteúdo. Óbvio que iria atrair qualquer um que seja impactado por isso, independente do espectro políticos. E aí entra o ponto, qual a necessidade de atrelar a Rússia a bolsonaristas, sendo que são duas figuras em espectros opostos? Dividir espaço em uma mesma mídia social não deveria ser motivo, até então todos usavam as mesmas plataformas antes.

Essa polarização de espectros e ideias não leva ninguém a lugar algum. E essa prática não deveria ser endossada em uma plataforma que o cunho central é tecnologia, o que cada um apoia ou deixa de apoiar é meramente de foro íntimo.

8 curtidas