Supercomputador da Petrobras com 2.016 GPUs Nvidia A100 é entregue

kkkkkk só porque não tem HDMI, acha que não dar para rodar Crysis é kkkkkkkkkkkkk

pra tudo na vida dá um jeito, com 2016 GPUs deve conseguir rodar a 1 ou 2 FPS, já o Chrome, só os dez primeiros que consegue sobreviver

falou “lei das estatais” bateu uma bad :pensive:

leis da estatais? onde isso?

Por que esse número? 2016? Não poderia ser 2048? como em 2¹¹?

Final do segundo paragrafo.

está mesmo, pensei que a aquisição era feito sem licitação, mas tem licitação, o próximo já é da Dell

engraçado que os supercomputadores da Petrobras foge dos nomes brasileiros e coloca os nomes da mitologia grega

Imagina esse supercomputador ser chamado de saci pererê.

2 curtidas

kkkkkk colocaria

Mas o mais potente eu colocaria Bumba meu boi

kkkkkkkkk

1 curtida

Deveria se chamar “vira-lata caramelo”

Só uma correção na matéria, o PS5 não têm 12TFLOPs mas 10,28TFLOPs…quem têm 12TFLOPs é o Xbox series X.

Opa! Obrigado pela correção. Acabei trocando mesmo

E não, o Pégaso não possui entrada HDMI ou DisplayPort. Não é possível colocar um monitor e sair jogando — mas dá de minerar. O supercomputador roda um sistema operacional com a distribuição Linux CentOS.

Se não roda Crysys não interessa. :laughing:

Muito interessante a matéria.

Algumas coisas não ficaram claras:

Equivale a 150 mil notebooks?

Esses notebooks precisariam ter só 140 GFLOPS.

Pra dar uma perspectiva, a GTX 1650 tem 20 vezes mais FLOPS que esse notebook de referência da matéria. É é uma GPU bem modesta.

Pouco mais de 2 mil unidades do PS5, em GPU, chegaria a esse poder de processamento.

Isso tudo, preciso deixar claro, se os FLOPS forem medidos em FP32.