Spotify vai usar IA para clonar vozes e traduzir podcasts

Deixei de me preocupar em aprender inglês há algum tempo! O futuro são os tradutores!

2 curtidas

Exatamente, prefiro gastar neur√īnios com qualquer outro estudo do meu interesse, outros idiomas n√£o me atraem, aos que gostam, maravilha, continuem nos estudos de outros idiomas.

1 curtida

O YouTube fica exibindo os Shorts do Marques Brownlee traduzidos com aquela voz robótica do Google Tradutor e não consigo ouvir na voz e idioma originais. Horrível isso.

5 curtidas

Também fico pistola com isso. Podia ter ao menos opção de escolher a dublagem como nos vídeos tradicionais.

1 curtida

Aqui eu fui for√ßado a mudar o idioma do YouTube para ingl√™s, pois ficava traduzindo para portugu√™s (maioria das vezes de forma errada) todos os t√≠tulos dos v√≠deos que eu assistia, e como mais da metade dos v√≠deos que eu assisto s√£o em ingl√™s, isso realmente incomoda. Nem para ter uma op√ß√£o nas configura√ß√Ķes do tipo ‚ÄúNunca traduzir as m3rd4$ dos t√≠tulos‚ÄĚ. E pra jogar mais uma p√° de cal por cima, ainda tem essa situa√ß√£o da dublagem de √°udio nos v√≠deos como padr√£o.

Parece que pro pessoal que desenvolve essa baga√ßa, √© inconceb√≠vel que uma pessoa saiba mais que um idioma e prefira ver os conte√ļdos em seu idioma original.

3 curtidas

Vc perde muito conte√ļdo n√£o sabendo ingl√™s. E √© muito f√°cil aprender, aprendi desde crian√ßa e sozinho. Ver s√©ries, filmes e jogar jogos no idioma original sem regrava√ß√£o por cima tirando a imers√£o √© infinitamente superior, tem nem compara√ß√£o.

4 curtidas

Que nada. Invisto o tempo em outras coisas. J√° fez falta, hoje n√£o faz mais.

1 curtida

Eu acho que o debate sobre aprender uma l√≠ngua vai mais longe do que simplesmente ‚Äúconseguir usufruir conte√ļdo na l√≠ngua original‚ÄĚ. Um idioma n√£o se resume ao falado. Idioma inclui cultura e modo de racioc√≠nio tamb√©m porque a gramatica da l√≠ngua pode requerer uma l√≥gica diferente. Fora que tem coisa que n√£o tem como traduzir sem perder parte da mensagem. Piadas s√£o um grande exemplo.

Mas é o que você diz mesmo, você pode usar o tempo pra investir em outra coisa. Se essa outra coisa vai ser tão benéfica para o cérebro quanto um idioma, são outros quinhentos, mas a escolha fica a critério de cada um.

Imagino que no futuro aprender um idioma vai ser que nem aprender a tocar um instrumento. Todo mundo sabe que é difícil, todo mundo sabe dos benefícios, mas não é essencial pra sobreviver na sociedade e, por isso, a maioria das pessoas aprende só por diversão (ou pressão dos pais).

5 curtidas

N√£o √© quest√£o de tempo. Desfrutar de conte√ļdos da sua forma original e do jeito que foram feitos √© uma experi√™ncia. Eu vejo como o inverso, perder isso √© bem mais danoso que perder tempo aprendendo um idioma.

No meu caso (e de muitos) eu aprendi inglês sem precisar me dedicar a isso, logo, não perdi nenhum tempo nisso. Eu me assusto como muitos falam como se fosse difícil.

2 curtidas

Um exemplo é que aprendi inglês aprendendo a desenhar. Só assistia os vídeos em inglês.
Resumindo: é só falar que não tá afim de aprender, sem apelar pra utilismo.

Eu entendo e, de certa forma, até concordo com quem acha não ser necessário aprender outro idioma.

Mas ser proficiente em inglês foi o que me deu liberdade ao morar fora.

Não pretendo aprender chinês ou outro idioma, mas o inglês me deu uma liberdade que eu não tinha antes.

Mas cada um sabe o que é melhor para si.

1 curtida