Spotify tenta sair de polêmica das fake news em podcasts sobre COVID-19

1 curtida

Li bastante comentários que muita gente cancelou mesmo e migraram pra outros serviços. Faria o mesmo se eu ainda tivesse na plataforma.

8 curtidas

Pelo visto não há outra alternativa a não ser o boicote. Todas as motivações para não se remover o conteúdo é o dinheiro envolvido.

8 curtidas

Se alguém deixa de se vacinar por causa de um podcast, é apenas um tipo de seleção natural.
Deixem a natureza seguir seu caminho.

10 curtidas

Sou a favor da liberdade sempre.
Todo mundo tem o direito de falar merda.
Burrice não deve ser tratado como crime.

Falou tudo. Quanto mais antivacinas existirem, menos antivacinas existirão.

5 curtidas

Muito bom ver os globalistas com raiva.

2 curtidas

Essa é a lógica do capitalismo.
O Spotify pagou US$100 milhões pela exclusividade do podcast em questão em 2020. Não vão romper o contrato menos de 2 anos depois. A não ser que as projeções de perdas de assinantes que possam ser atribuídas ao não cancelamento desse contrato supere um limite arbitrário que eles determinaram.

Burrice e má-fé são coisas diferentes.

Afetando outras pessoas não necessariamente antivacina junto, principalmente se estamos falando de doenças contagiosas ou que duram mais.

Vacina não é apenas uma questão de saúde individual, é uma questão de saúde pública.
Hospital lotado afeta todo mundo que precisa do hospital, que trabalha no hospital e que depende das pessoas internadas no hospital.
Quando você, vacinado, não consegue realizar uma cirurgia no hospital porque ele está sobrecarregado cuidando de gente não vacinada, você se ferra.
Uma vacina que consegue reduzir ou até impedir essa carga no hospital é um benefício para a sociedade, mas só se os indivíduos da sociedade conseguirem entender isso.

15 curtidas

eu vi um tweet e era basicamente
“a taylor swift poderia acabar com o Joe rogan com apenas um tweet para o spotify”

3 curtidas

Por isso que eu não pago pelo Spotify…

Talvez eu tenha encontrado uma resposta para minha questão pessoal que não vem de hoje: “YouTube Music/Google Podcasts ou Spotify?”

somente em ações, foi 2 bilhões de dólares

@Meikson não sei se ela sai, pelo menos por causa disso.

@HenriquePicanco youtube está com os mesmos problemas de fake news, negacionista e anti-vacina.

As ações do Spotify estão em queda desde o ano passado.
Deu uma acentuada na semana passada depois que o Neil Young tirou as músicas dele da plataforma, mas subiu um pouco na sexta já.
Então é complicado mensurar o quanto dessa queda foi por causa desse imbróglio.
Só pra ter uma ideia, as ações da Spotify tiveram uma máxima de US$366 em fevereiro de 2021, mas fechou o mesmo ano já em US$237. Hoje está em US$196.
Parte dessa queda também pode ter sido um efeito colateral da Netflix, que divulgou lucros menores do que o esperado para o último período de 2021. Isso derrubou as ações da Netflix e pode ter abalado a confiança do mercado na capacidade do Spotify crescer.

Eu acho que a métrica principal que o Spotify vai monitorar é o número de assinantes mesmo. Claro que quanto mais artistas boicotarem a plataforma, maiores as chances de que mais assinantes deixem a plataforma, mas também não se pode ignorar aqueles que vão assinar exatamente por optar em manter o podcast.

1 curtida

acho que vai mais além do que você falou e concordo também,

penso que tem a questão da publicidade e marketing dentro do próprio podcast, depender do número de assinantes que perder e continuar estável, o ganho de publicidade ainda compensa.

Sou assinante do Spotify há muitos anos, o que acaba me pretendendo na plataforma. Quando eu penso em toda migração de músicas, playlists etc que vou ter que fazer para ir para outro serviço, desisto na hora.

Mas de uns tempos pra cá, toda a poluição visual do aplicativo tem me deixado bem insatisfeito. Não sei se é alguma configuração ou coisa do tipo, mas juntando isso à essa política que eles parecem estar adotando, vou dar uma chance pro Youtube Music e Apple Music. Por mais que o YT enfrente problemas parecidos, já pago de qualquer forma pra consumir vídeos sem propagandas.

2 curtidas

Uma coisa q vem me irritando mto no spotify, e não lembro de ter esse problema lá pra 2019 é q ele não da play nas minhas músicas BAIXADAS se eu estiver sem conexão.

Só não troquei pro youtube music pq meu pequeno toc de querer a playlist em ordem alfabética nele é virtualmente impossível

disse tudo, a poluição visual chega ao ridículo de tanta informação

2 curtidas

A cultura do cancelamento é extremamente infantil. Deixem que ambas as partes se expressem e que cada um aprenda a discernir o que é certo ou errado.

Usar o termo Fake News pra tudo cansa, isso é querer pautar a realidade, roteirizar a vida como se ela fosse um filme (cheio de censuras!).

Quanto ao “vermífugo”, acho que o Alecrim cometeu Fake News para acusar os outros se Fake News (Não é?! *** link abaixo). Sugiro ler sobre receptores de importina e efeito pleitotrópico de medicações (talvez entendam o motivo de aspirina previnir infarto, por exemplo).

Em tempos que jornalistas pautam a ciência, a verdade, a censura, a sociedade e seus anseios, estudar por meios próprios pode ajudar muito a fugir de bolhas (não sei se por muito tempo).

“Jovens, envelheçam!”

1 curtida

Essa notícia fala sobre pesquisa em laboratório, não em humanos, in vivo, em ensaios clínicos.
Cuidado com essa manipulação aí.

6 curtidas

Tem sites e aplicativos que transferem tudo pra vc, eu usei.

Aí vai ler a matéria:

The company, which has been working with Tokyo’s Kitasato University on testing the drug as a potential treatment for COVID-19, did not provide further details.

Sem todos os dados = sem validade.

Antes de qualquer polêmica com Spotify eu já estava querendo mudar por causa do preço da plataforma, mas fica difícil ir para outra. Temos Apple e Amazon, que sinceramente se for por questões éticas, elas estão longe de serem uma alternativa. E Amazon é horrível aquele serviço de música deles. Apple nuca tive oportunidade de utilizar.

Tidal é burro nas pesquisas e falta Rammstein, além de um ou outro que sinceramente eu poderia relevar, mas ficar sem as músicas do grupo alemão termina sendo um ponto que dificulta a mudança de plataforma.

YouTube Music é o mesmo caso do Tidal, falta as músicas de Rammstein, por outro lado tem ótima pesquisa, mas mistura as coisas do YouTube com o YouTube Music, devo ter por volta de 200 artistas que sigo no Spotify, ficar com mais de 200 canais escritos no YouTube vai ser uma bagunça total.

Vai ter Deezer e outras plataformas, mas sinceramente não vejo como boas alternativas. Tidal é o único que vejo bater de frente com o Spotify, e que me faz pensar em mudar de plataforma mesmo com os problemas que citei.

Já usei, funciona até que bem. O único “problema” é que estão todos pagos, então pra testar outra plataforma termina sendo um custo a mais. Inclusive se alguém souber de algum serviço de migração gratuito ou com teste por alguns dias, aceito sugestões.

5 curtidas