Seis meses depois, Lollipop chega a quase 10% dos Androids