SEFAZ fora do ar: problema no Rio Grande do Sul afeta demais estados

2 curtidas

Ceará com problemas :raising_hand_man:t4:

Me causa estranheza os servadores serem no Rio Grande do Sul e não em Brasília, que é a capital, ou em Manaus que possue a Zona Franca.

3 curtidas

Me vem a cabeça os datacenters, é esperado que o que rola no RS no futuro ocorra em outras partes e mesmo estando em planícies mais alta, o quão estão preparados pra essas catástrofes climáticas é no mínimo preocupante, RS é um dos estados mais ricos, imagina os que não são?.

1 curtida

Eis a questão, uma cidade de 2,5 milhões de habitantes foi “abaixo”, tudo está subjulgado a água. Não sei a realidade local, mas não vi uma embarcação grande funcionando para socorro móvel como as daqui do Amazonas (onde estou). A cidade é praticamente toda plana, e não tem uma estrutura hospitalar em um lugar mais alta? E motores geradores moveis disponíveis?
Tipo, é muito estranho. Porque o Amazonas é um dos estados mais destruturados no quesito rodoviás, nosso transporte é majoritariamente dependente dos rios. Mas é Belo Horizonte, e eu sempre houvi que é um exemplo de infraestrutura urbana.

1 curtida

eu ainda acho que estamos até bem pelo nosso nível preparação ser quase zero, desde daquela greve dos caminhoneiros em 2018 que evidenciou que o país não aguenta nada

acho que pela evolução histórica de ambos os lugares, o Amazonas foi se desenvolvido pelo rio, com o tempo, o número de embarcações foram aumentando com as compras, inclusive o tamanho das embarcações, já no RS foram as rodovias, então são caminhões em vez de barcos, com o tempo, foram se comprando mais caminhões.

Só que os dois locais tiveram o mesmo problemas pela falta de “estradas”, aí no Amazonas, deu a seca, o rio baixou e os navios ficaram parados, no RS, deu se a cheia e os caminhões ficaram parados. Só que no RS acho pior que algumas estradas nem existem mais, e aí só precisou chover para as estradas voltarem a existir

4 curtidas

Alguém sabe se é possível usar contingência por quanto tempo em dias corridos?

Mas não é pra ser centralizado em Brasília mesmo não.
Cada Sefaz estadual deveria ter seu próprio datacenter para recepcionar a emissão de notas (Alguns tem) e outros tinham e desativaram para utilizar a Sefaz Virtual do Rio Grande do Sul (SVRS). A SVRS é de longe o mais estável de todos os autorizadores de notas.

Pode utilizar enquanto a webservice de contingência estiver ativada.
Você pode acompanhar direto no Portal NF-e na tela inicial.
Não consigo colar links aqui, mas pesquisa no google por Disponibilidade sefaz, que vai cair no Portal nfe.

1 curtida

É porque Ceará também utiliza a sefaz virtual do Rio Grande do Sul.

1 curtida

Lendo os comentários, alguns vai de encontro com o que eu tenho pensado, depois de estar passando por isso.

Depois dessa, a minha opinião (que não vale nada :smile:) é que todos os estados deveriam ter seus data centers, mais estando todos unificados (a famosa redundância).

O problema é que o político não entende nem de Política, vai entender que a Microsoft tem Data Centers espalhados pelo mundo, todos com as mesmas informações. :man_shrugging:t4:

6 curtidas