Samsung lança no Brasil o Galaxy Book4 tradicional

A Samsung Brasil finalmente começou a vender o Book4 tradicional, com versões com Core i3, i5 e i7 de 13ª Geração (NP750XGJ) e versões com Core 5 e Core 7 e também GPU NVidia MX570A (NP750XGL).

Por enquanto, nada das versões com Core 3, Core 5 e Core 7 com GPU integrada (NP750XGK).


Os preços de lançamento são os seguintes:

  • Core i3 1315U + 8 GB de RAM + 256 GB de SSD = R$ 3199
  • Core i5 1335U + 8 GB de RAM + 256 GB de SSD = R$ 3419
  • Core i5 1335U + 8 GB de RAM + 512 GB de SSD = R$ 3599
  • Core i5 1335U + 16 GB de RAM + 512 GB de SSD = R$ 3779
  • Core i7 1355U + 16 GB de RAM + 512 GB de SSD = R$ 5499
  • Core 5 120U + 16 GB de RAM + 512 GB de SSD + NVidia MX570A = R$ 4999
  • Core 7 150U + 16 GB de RAM + 512 GB de SSD + NVidia MX570A = R$ 6199

Quanto aos Book4 com Core i3, i5 e i7, primeiro que já é um pouco estranho a Samsung reutilizar processadores de geração anterior numa geração atualizada dos Galaxy Book (a última vez que ela fez isso, em partes, foi em 2018, com os Samsung Essentials e Expert, que reutilizou o Core i5 7200U que já tinha sido utilizado em alguns Expert e Style do ano anterior), mas aqui no Brasil até que é compreensível, já que a Samsung nem lançou direito o Galaxy Book3 tradicional por aqui, sendo que os modelos com Core i3 1315U e Core i5 1335U foram vendidos de forma super limitada, já que os dois modelos lançados aqui inicialmente só eram pra ser vendidos para empresas.


Um ponto que eu não gostei são das três opções com 8 GB de RAM, o que não seria inicialmente um problema, se não fosse o fato da RAM do Book4 ser soldada, ou seja, vai deixar o produto obsoleto mais cedo, e vai ser mais difícil de revendê-lo no futuro, por causa disso. E isso foi um dos pontos que certamente prejudicaram as vendas dos Book3 com Core i3, Core i5 com Intel Iris Xe e Core i5 com Intel ARC A350M, e acredito que novamente prejudicará a popularidade dos Book4 com Core i3 e Core i5.

A Samsung adotar essa iniciativa nos Book4 360, Book4 Pro e Book4 Ultra já acho bem ruim, mas fazer isso no Book4 tradicional é realmente péssimo, e vai fazer muita gente ainda optar pelo Galaxy Book2, que dá pra expandir a RAM até incríveis 64 GB, coisa que nem no Book4 Ultra será possível.

Um ponto que gostei nos novos Book4 foi o da presença da porta LAN, um recurso que aqui no Brasil ainda segue bastante útil, principalmente em empresas, e um dos pontos que mais fizeram sucesso no Galaxy Book2, sendo que sua ausência certamente deve ter sido outro ponto que prejudicou os Galaxy Book3.

O preço das versões com Core i5, pra lançamento, até que estão bem interessantes, mas como é uma geração anterior, considero que precisa abaixar logo para menos de R$ 3000 para o custo-benefício continuar interessante.

Os com Core i7 e Core 7, no entanto, achei bem salgados para um preço de lançamento, e vão precisar abaixar bastante, se quiserem ter alguma chance contra a concorrência.

Por fim, achei interessante a versão com GPU dedicada utilizar a NVidia MX570A, que a Samsung só tinha utilizado no Book2 Business nos Estados Unidos (comentei sobre ele aqui). A Samsung promete que ela será mais rápida que a Intel Arc A350M da geração anterior.


Deixe nos comentários o que você achou do Galaxy Book4 tradicional.

2 Likes

6K num notebook com 16GB de RAM soldada é foda…

5 Likes

Lembro que o preço de lançamento do Galaxy Book2 com Core i7, que nem versão com GPU dedicada tinha, era por R$ 7000.

Só de ir do i5 para o i7 são 1700 e 1200, Não é a toa que está no 6k

1 Like

Só a União Europeia poderá nos salvar em relação a isso de RAM soldada. Espero ansiosamente pelo dia que isso será pauta em prol de menos lixo eletrônico.

2 Likes

Será que superaquece muito se usar esses laptops, mesmo os com i5 e i7 para jogar?
Sei que o foco deles não é esse, mas nada impede, não é? Me preocupa isso de não ter saída de ar, me faz pensar que pode aquecer muito.

1 Like

Claro que tem saída de ar. Tem um cooler.

1 Like

O Book2 (ao menos o meu com Core i7) já dá uma boa esquentada na região do teclado só ter muita aba do Google Chrome aberta.
O engraçado é que nem é no lado onde está o cooler (o direito, que raramente esquenta), e sim no lado onde estão as RAMs (o esquerdo). E olha que a Samsung já colocou uma chapa de cobre na tampa fácil das RAMs, pra ver se já dava uma dissipada.
Estou até usando aqueles suportes para notebooks, pra ver se dá uma arejada maior na parte de baixo, porque notei que quando ficava na mesa, ficava bem quente.
E isso no modo otimizado.
E estou falando do modelo com GPU integrada.
Não sei dizer se os Book3 e Book4 melhoraram nesse aspecto, mas considerando que o projeto é o mesmo desde a primeira geração, apenas com algumas melhorias ao longo dos anos, não ficaria muito empolgado.

Preço cheio. O que não falta aí é cupom e cashback que somados dão pelo menos 1500 reais de desconto. Só esperar a campanha. A Samsung é bem “agressiva” nessas campanhas .

É fato que o Book4 mais caro tem que custar, no máximo, R$ 4000, pra valer a pena.
O duro é que esses Book4 com 8 GB de RAM aí são um erro total, e mesmo custando a partir de R$ 2000, tem custo-benefício duvidoso, por causa da RAM soldada.
Ou seja, Book4 só com 16 GB de RAM.

Me refiro mais a uma ventoinha girando ou você se refere a alguns buracos na parte inferior pra “saída de ar”? Mas é tão fino que nem tem como ter isso.
Só consegui ver isso na parte inferior dos Galaxy Book3 porque na versão 4 não encontrei foto alguma mostrando a parte debaixo. Nos laptops mais antigos geralmente ficava do lado e não embaixo onde geralmente é 'tapado" pois os laptops geralmente ficam sobre uma mesa ou nossos joelhos, sempre encostados em alguma superfície e não “flutuando” no ar pra manter aquela abertura na parte inferior arejada.
Já faz anos que não compro laptop e da última vez que comprei nem existiam essas opções assim tão finas ao estilo Macbook.

Caramba, é sério que já esquenta assim só com as abas do navegador? Só consigo imaginar dar uma arejada usando essa suporte mesmo, porque na maior parte o laptop fica comumente encostado em alguma superfície que não tem espaçamento embaixo.
Acredito que o Macbook mais recente seja melhor nesse quesito térmico, não? Mas aí pode ser ruim no quesito “jogos”.

1 Like

Ventoinha girando mesmo. Tem duas.

1 Like

Pior que a tendência é essa, não sei se vão ficar querendo botar CAMM2 em notebook de entrada, fora que agora a Intel imitou a Apple com os Lunar Lake e meteu a RAM naquele SiP…

Valeu pelo vídeo mesmo em coreano deu pra ver. O último laptop que tive a ventoinha era do lado, então não tinha problema encostar o laptop numa superfície que não tampava a saída.