Review TV Samsung Neo QLED QN90B: melhorando o que já estava bom

1 curtida

Muito bom o review

One connec box foi umas das melhores coisas de TV nos últimos anos, pena que não tem nesse modelo, mas pelo menos a entrada hdmi está para o lado em vez de estar direcionada para a parede, isso ajuda bastante.

Agora jogar como monitor, o que vai ter de gente que vai ficar cego ou com dor de cabeça ou nos olhos não vão ser poucos, Tv normal já brilha, a linha Qled tem bem mais brilho, questão de tempo para sair estudos sobre isso.

Pior é quem tem astigmatismo, vai sofrer que nem um condenando, vai se arrepender logo logo, menos de um ano.

Kkkkk o bom que a linha qled esquenta bem a tela para esse frio

1 curtida

O motivo real: não querem pagar os royalties e taxas de licenciamento para utilizar o Dolby Vision. HDR10+ já perdeu essa guerra de formatos faz tempo e eu duvido muito que essa birra da Samsung de não incluir o Dolby Vision em suas TVs e monitores vá mudar alguma coisa…

9 curtidas

Não entendo por quê as fabricantes ainda insistem em colocar o sistema instalado nelas e não dão suporte por muitos anos. É ridiculo as TVs do ano passado não terem suporte ao Gamepass, por exemplo.

Já passou da hora delas criarem um padrão de conexão onde é possível ligar TV Box externas e controla-las como se fosse o sistema nativo, no mesmo esquema do Android Auto e Car Play. TV não é coisa que se troca com frequência (assim como o carro), então essa forma que citei seria bem mais útil.

3 curtidas

Isso eu concordo, mas usando os preços dos EUA como parâmetro (já que deve ser um dos principais mercados que a Samsung considera), não me parece nada absurdo trocar de TV a cada 2 ou 3 anos (considerando apenas o peso na carteira).
Você encontra TVs QLED de 33 polegadas por menos do que US$500. Sobe pra 43 polegadas e o preço dobra, chegando nos US$1.000. Isso é o preço de um smartphone topo de linha.

Claro que ainda tem a questão do costume das pessoas e a consciência ambiental de cada um e a paciência de se trocar de TV a cada 2 anos, mas o preço não parece ser um fator tão impeditivo de se adotar esse novo costume.

2 curtidas

Modelo bem interessante, bem alinhado com o que venho procurando para trocar de TV. Uma pena ficar devendo o Dolby Vision. Se o preço não for horrível, quem sabe…

1 curtida

Pra forçar a galera a comprar outra TV, simples assim. E tem quem compre tbm, simples assim.

Exato. E considero um dos grandes problemas das televisões QLeds da Samsung. Um Dolby Vision com a quantidade de nits que as TVs dela possuem, seria uma experiência muito boa.

Ela insiste no HDR10 até em seus smartphones e é uma função tão largada que só é possivel gravar em 1080p/30fps.

1 curtida

para o mercado americano, não vale a pena a Samsung fazer, o mercado deles é muito baseado no consumo, se fizer, seria para ter menos lucro

Não necessariamente já que o padrão do HDMI 2.1 é não ter padrão nenhum. Tinha um negócio desse, não tinha?

Eu não entendo, se eu que sou muito humildão ou “vocês” que nada é suficiente, tenho uma TU8000 (4k de entrada de 2020), e ela tem 20W nos falantes e já acho alto pra caralho quando tá no volume 30. Mais alto que isso vão começar a interfonar aqui haha Se já é 23h eu coloco no 10 e ainda acho alto demais. Se for pra ter uma casa de infinitos metros² que você pode ter uma sala de cinema no meio com isolamento acústico aí eu entendo tanta ignorância de Watts kk

É maneiro dispensar pilha no controle, mas retão assim acho meio feiosinho, gosto do one remote antigo com a curva que encaixa na mão e ele ainda parecia ser um pouquinho menor. E sinceramente pilha não é muito um problema real, só tive que trocar uma vez

1 curtida

É pq na época de sua criação não “se viu” a utilidade porque na época o padrão para tudo era 60 HTz, e acima disso não fazia sentido

Aí veio o mercado gamer e viu da maior fluidez nos jogos acima de 60 HTz e o 2.0 que era o padrão não suporta 4K acima de 60HTz e 2.1 aceita até 120 HTz e 8k a 60Htz

A principal diferença é essa. E junta as TVs de 120HTz com os vídeo games da “nova geração” PS5 e XBox séries que o padrão é o mesmo

E é isso

Som alto não significa necessariamente som de qualidade. Com exceção das OLEDs da Sony (quando ainda vendia no Brasil) com tecnologia Acoustic Surface e os poucos modelos da TCL com Sound Bar embutida, os autofalantes de TV são todos ruinzinhos, até nos modelos high end…

1 curtida

Entendo, mas quando eu digo alto (que não é medida de volume fisicamente falando) quero dizer alto e claro e equilibrado. Até porque se não fosse bom eu não conseguiria assistir tranquilamente no volume 5 ou até menos.

De qualquer forma, o som que você descreve além de ser raro de se ter, atenderia um público que exige “muito”. Então os papos de “por ser xW é melhor esquecer de ter um som bom. Compre o produto Y!” continua um exagero. Pelo menos os reviews que eu vejo são sempre assim categóricos.

E se alto não significa qualidade também Watts não significam qualidade.