Privatização do Serpro viola LGPD e Lei de Segurança Nacional, diz MPF

Originally published at: Privatização do Serpro viola LGPD e Lei de Segurança Nacional, diz MPF – Brasil – Tecnoblog

Ministério Público Federal publicou nota técnica em que aponta barreiras legais para a venda do Serpro

E precisa o Ministério Público para falar o óbvio?

Imagina entregar para os chineses ou qualquer outro todos os dados dos brasileiros? absolutamente TODOS os dados de TODOS os brasileiros que possuem CPF, é, quando você nasce, o seu primeiro documento, o CPF, é o Serpro que gere… Sem contar os inúmeros sistemas sensíveis estratégicos que possuem, como toda a contabilidade do governo federal, toda a exportação e importação do Brasil, até dados de agentes da polícia federal e rodoviária, agentes infiltrados em operações (imagina), o portal de serviços do governo, são inúmeras as soluções digitais, colocation de vários órgãos do governo, salas cofre de altíssima segurança, imagina o rombo na segurança nacional um americano lendo tudo isso??? um chinês, um árabe, ou sei lá mais o que?
Antes da privatização, ninguém que não fosse da área de TI conhecia o Serpro, era um ilustre desconhecido, sabe por que? simplesmente porque trabalham direito, a serviço do governo e do cidadão (sem propaganda ok?).
Façam o que estão fazendo, retirem os parasitas, os cabides de emprego, as decisões tomadas para o bem do partido e não do país, continuem saneando as empresas, colocando pessoas capazes para as gerirem, o resultado só vai ser positivo para o Brasil.

10 curtidas

Como se isso hj em dia valesse de algo. Todos os CPFs já vazaram dos BRs, até de mortos.

1 curtida

Eu sou a favor de algumas privatizações, mas neste caso não faz o menor sentido.

2 curtidas

Você acha mesmo que o Serpro só mantém os CPFs? Só mostrou que não conhece a empresa e os dados que a empresa controla.

2 curtidas

E? Não vazaram só CPFs, simplifiquei na resposta. Vazou de tudo, endereço, contas, foto etc.

Os dados vazados não saíram da base de dados do SERPRO, isso já foi verificado pela característica das informações, seriam d bancos privados e ou do Serasa. Outra onda de vazamento já se sabe que foram de telefonia. Existe marcações em alguns dados que podem provar que não foram dados dessa base.

1 curtida

Vale dizer: vazaram via empresa privada (Serasa Experian).

3 curtidas

Para qualquer pessoa com o mínimo de capacidade de raciocínio, não.

Para o nosso president"o" e seus seguidores de quatro patas, nem isso vai ser o suficiente.

1 curtida

Primeiro não deveria ner ser tratado como empresa, e sim um órgão que trata dos dados vitais do país.

Assim como toda semana é relatado o vazamento ou invasão de sistema de alguma empresa ou autarquia do governo federal, estadual ou municipal, ser uma empresa publica não garante em nada os nossos dados.

Estes vazamentos não ocorreram na Serpro e sim no MS, na RFB (dados que a Serpro não controla e sim a RFB). Então continuo com a minha resposta, você não conhece a empresa Serpro.

Então prove que os dados vazados foram da Serpro.

Este tópico foi automaticamente fechado após 92 dias. Novas respostas não são mais permitidas.