Prefeitura do RJ prepara app rival do iFood e Uber Eats com taxa zero

É interessante.

Uma solução open source mais simplificada seria interessante. Mesmo assim acho pouco provável pegar. Vai subsidiar cupons com nosso dinheiro para aumentar a base de clientes? Já tem soluções simples e com planos gratuitos sendo usadas, como o gommer.

2 curtidas

Quem paga essa conta?

1 curtida

Cupons? É uma boa estratégia de marketing, mas nem todo serviço de delivery precisa ter, principalmente um provido por uma entidade pública.

2 curtidas

Excelente uso do dinheiro público, parabéns aos envolvidos.
A prefeitura do Rio não consegue cuidar direito nem da educação e segurança, agora vai se meter em fazer aplicativo de delivery.

10 curtidas

Eu acho que não conseguiria deixar mais claro do que tu o que eu sneti enquanto lia essa matéria. Eu acho que o pessoal se esqueceu o que uma prefeitura tem que fazer

1 curtida

Corrige isso. Não é taxa zero. Será dinheiro retirado os impostos, ou seja, vamos pagar (ainda mais caro) pra ter um serviço, no máximo, igual aos outros

4 curtidas

Bem, geralmente é a única estratégia que funciona e que acharam até hoje. Caso não façam, como ganhar tração e escala? Se na pizza do ifood vc tem um cupom de 20%, porque compraria pelo da prefeitura? Ou vc concorda que o serviço deva ficar pequeno e irrelevante? Será que vão usar sem uma estratégia? Se for para ser apenas mais um como o gommer gratuito criaram à toa, desperdício de HH.

Quem vai pagar pela infraestrutura disso? hahaha

Na moral, “QUEM VAI PAGAR?” ou “AI MEU DINHEIRO DO IMPOSTO” dá a impressão de que já n bancamos coisas absurdas sem retorno nenhum de volta, parece que é um produto revolucionário que vai fazer aquele rombo absurdo nos cofres públicos, acho que realmente nem tem que fazer, não para o brasileiro :rofl:

Ué, open source só se for de alguma empresa ou fintech altruísta, porque pelo que foi dito:

O app de entregas, que é desenvolvido pela Empresa Municipal de Informática (IPLANRIO), segue os passos do Táxi.Rio. O Entrega.Rio visa oferecer uma opção mais econômica em relação às demais plataformas, já que não vai cobrar taxas aos restaurantes cadastrados. A iniciativa ainda busca aumentar o lucro dos entregadores.

Esta economia também será repassada aos consumidores. O app ainda tem como objetivo oferecer preços mais em conta na hora de fazer pedidos em bares e restaurantes. Além disso, os cariocas contam com mais uma plataforma para entregas na cidade, além do iFood e Uber Eats, que já marcam presença na capital fluminense.

o único custo por nossa parte seria o dinheiro publico provavelmente de algum setor de turismo :man_shrugging:

Por isso o exemplo do gommer, que não é open source mas é grátis, uma isca usada para assinarem o plano pago. Mas para quem quer apenas a simplicidade ele continua grátis.

Ou da saúde/tecnologia, como todo governo faz. hahaha no caso do rio, deve ser da segurança mesmo. hue

Mas a infraestrutura requerida por isso é enorme… os custos não são pequenas não.

Mas aí que tá, já existe programa de táxi, e vão fazer baseado nele pelo mesmo grupo, pelo que deu para perceber é algo semelhante ao Uber e Uber eats, não vão começar do zero, e considerando que a empresa municipal IPLANRIO já existe, não acredito que o gasto será maior que manter a própria empresa, que no caso parece estar tentando justificar sua existência :joy:

Então, se eles mantiverem a estrutura e socarem mais coisa dentro, pode meio que transformar ambos sistema no sistema do enem no primeiro e no ultimo dia de inscrição… hahaha

Se não me engano, o IPLANRIO é responsável por tudo que envolve TI na prefeitura. Um exemplo: o aplicativo dos servidores está sob o guarda-chuva deles: play.google.com. Eles também cuidam (ou cuidavam) das aplicações internas da gestão pública.

Mesma coisa com o app do 1746, que é a nossa central de informações, solicitações e reclamações de serviços municipais: play.google.com.

Já que bancamos coisas absurdas, por que não bancar mais uma, não é?

Exatamente