Preços abusivos dos jogos da Nintendo

Não tenho Switch, mas li que a ele está em um nível de pirataria que a gente nunca viu em um Xbox ou PS, pois no Xbox 360 ou PS3 se você destravava o console não era recomendado ou possível jogar online.
Mas Switch tem como você fazer dual boot, tendo uma versão de software “original” e uma versão desbloqueada, aí pra jogar online você pode fazer boot na versão original. E não precisa de nenhum desbloqueio por hardware, tudo pode ser feito via software.
Parece mesmo que a Nintendo quer que as pessoas partam para a pirataria.

1 Curtida

Alguns jogos tem uma dublagem muito boa em Português, esses dias eu fui jogar The Last of Us de novo e achei estranho ver eles falando inglês, aí coloquei em ptbr que foi a língua que zerei ele na primeira vez.
Mas o último God of War eu não gostei da voz do Kratos em Português, aí achei melhor jogar em inglês.

A Nintendo é tão fora da realidade que é capaz de falir antes de adequar o preço dos seus jogos a realidade de cada pais.

A Nintendo não reduz o preço dos jogos nem quando eles já tem uns 15 anos… hahaha
Mas, apesar de achar bem caros, acho que eles valem mais a pena que os dos consoles “de gente grande” devido ao fator jogar novamente e jogar com pessoas ao lado, não só pela internet. São bem raros os jogos com multiplayer local nas plataformas da Sony/MS…

2 Curtidas

Boa noite.
Eu não sou a favor de pirataria de jeito nenhum, mas o Nintendo Switc já tem 4 anos e o preço dos jogos mais antigos desse console ainda estão com preços exorbitantes. Eu sou encantada pela turma do Super Mário, por isso optei por comprar o Nintendo Switc, mas não significa que nós fãs e consumidores deles, temos que concordar com esses valores, não é justo mesmo, pois até os jogos do PS4 e do Xbox onde já encontramos preços bem mais acessíveis. Se vc concorda com isso, vc está concordando com exploração aos consumidores. Pergunte a qualquer pessoa o que elas acham sobre isso. Outra coisa, eu pesquisei sim antes de optar pelo Nintendo Switc, mas novamente repito que não há argumentação nenhuma que justifique esses valores. A Nintendo está estimulando a “pirataria”, não sou eu que gosto de “pirataria”, já que vc usou essa palavra. Desde criança que eu sou fã dos jogos exclusivos da Nintendo, por isso mesmo é que como consumidora, isso é desrespeitoso com todos os fãs dela, não somente comigo, mas com todos. Se eu estiver errada, pode colocar um argumento para que esses valores sejam justos. Agora eu fiquei curiosa para saber qual a justificativa, pois está na cara que ela não existe, mas…fique à vontade para expressá-la.

Os preços são cotados em dolar, lá eles não estão caros, estão na média do que se paga por jogos, e a Nintendo nunca foi de cobrar mais barato pelos jogos pq eles já fazem X anos que foram lançados, é sempre preço cheio (a propriedade intelectual é dela e ela tem direito de fazer isso), isso faz parte do incentivo a se comprar no lançamento em vez de esperar, já que não vai tá mais barato depois.
Agora culpe os nossos governantes pela nossa moeda ter perdido a metade do valor nos últimos anos (e consequentemente tudo em dólar ter passado a custar o dobro), não é culpa da fabricante de jogos, a Nintendo tá pouco se fudendo pro terceiro mundo.

3 Curtidas

E desde quando preço de jogo de video game tem que ser justificado?
E mesmo que tenha, eu não sei quais são os custos que a Nintendo e as outras produtoras incorrem pra trazer os jogos pro mercado (tanto internacional quanto pro mercado brasileiro caso eles o façam). Absolutamente nada garante que eles não estejam simplesmente usando a velha tática de ganhar na margem ao invés de ganhar no giro. Ou seja, coloca um preço maior pra vender menos mas pra lucrar mais com cada venda e ganhar o suficiente pra valer a pena ao invés de abaixar o preço pra vender mais mas ganhar menos por venda.

De qualquer forma, esse mercado não é regulado pelo governo, os preços não são tabelados e os produtos não são essenciais.
São caros? São.
Mas são caros pro brasileiro médio, que ganha em real, a moeda que mais se desvalorizou nessa pandemia (ou a segunda, não lembro exatamente).

“Ah, mas mesmo antes da pandemia os preços dos jogos estavam em R$X”.
Sempre existiu a possiblidade de comprar fora e é provável que antes da pandemia e do valor do Real evaporar, valia a pena comprar lá fora (na Nintendo Store lá de fora, pagando em dólar mesmo). Agora é provável que fique ou elas por elas ou até mais caro.

Sinceramente, eu não vou muito nesse papo de “empresa desrespeitando o consumidor ao cobrar caro”*. Eu não faço parte das empresas que desenvovleram os jogos, eu não sei quais os custos que elas tiveram (o que inclui não só o desenvolvimento, mas também a parte de contratos com outras empresas envolvidas, licenciamento, marketing, etc, etc, etc), eu não sei qual a projeção de vendas que elas fizeram pra definir os preços, eu não sei quais são os planos de monetização futuros, eu só sei o preço final do jogo. Falar que é desrespeito sem saber dessas coisas é falar fazendo muita suposição.
Por fim, o desrespeito é a empresa querer lucrar?

*Claro que existem exceções.
Tem aquele caso de uma empresa nos EUA que comprou os direitos de venda de um remédio e aumentou o preço dele em 300 vezes ou algo assim (era vendido a US$1 ou US$2 e passou a vender por US$300).
E como estamos falando de remédio, a situação é mais complicada porque nem sempre existem alternativas para as pessoas, como no caso de video games. Ninguém morre poque não pode comprar um jogo, mas é bem possível morrer por não conseguir comprar um remédio.

3 Curtidas

É política da empresa. Não só no Switch como também nos consoles anteriores da Nintendo, sempre mantiveram o preço de lançamento em seus jogos exclusivos durante quase a vida útil inteira do console, também não permitem que os jogos em mídia física tenham um preço diferente da mídia digital, salvo raríssimas exceções.

Lá fora estamos falando em 60 dólares (e outras publishers já estão discutindo subir para 70 dólares nessa geração), aqui no Brasil, principalmente pós pandemia, passa fácil fácil dos 300 reais, se for mídia física sai ainda mais caro visto que a Nintendo não tem mais representação oficial por aqui…

1 Curtida

Sem querer ser chato, mas já sendo… Os valores que as empresas cobram por produtos de entretenimento e tecnologia não são adaptados ao poder aquisitivo de cada pessoa para “ser justo”. Nunca foram e nunca serão. Tecnologia e entretenimento sempre foram caros e sempre serão.

Por mais duro que pareça, video games não são essenciais. Se fosse para baixar o custo de alguma coisa nesse pais, que seja de coisas essenciais como água, alimentação, energia, serviço de esgoto e moradia. Isso traria o minimo de dignidade pro o pessoal que está numa situação mais humilde… eles ainda não teriam acesso à video games, porém viveriam melhor. E é isso que importa.

Fala do Martin “asshole” Shkreli? Esse bastardo aumentou o preço de diversos remédios… não só a insulina.

3 Curtidas

Esse negócio de manter o preço só é válido para jogos da Nintendo mesmo. Jogos de terceiro baixam o preço igual nas outras plataformas.

E como já foi citado aqui, de tempos em tempos mesmo esses jogos da Nintendo entram em promoção, baixando até uns 50%. E essa é única forma de comprar abaixo do valor. Pois essa política é mundial.

Se você acha o preço exorbitante no Brasil, você pode simplesmente mudar a região da sua conta em busca de um preço mais acessível (promoções podem ser regionais) pois não há trava de região no Switch e nem nos serviços.

Nesse link você pode acompanhar as mudanças de preço nos jogos para cada país: https://eshop-prices.com/prices

Olha só, Monster Hunter Rise é mais barato no Brasil ali no momento.

Agora um abuso mesmo é o que está sendo cobrado pelos jogos na nova geração, principalmente Sony.

70 USD pra um jogo que você vai jogar uma vez no máximo, até os gringos estão reclamando.

1 Curtida

Pior que é mesmo. Porém os jogos da Nintendo tu geralmente consegue jogar por muito tempo. Muito mesmo. Até mesmo depois do console perder o suporte como o Wii. Mario Kart Wii ainda é divertido. Muito melhor que o Mario Kart 8, no qual detonaram as motos. >_> (Mario Kart 8 e Mario Kart 8 Ultimate ficaram sem sal depois do nerf e da IA absurdamente frustrante em 150cc+)

O custo de desenvolvimento aumentou muito da geração passada para a atual. Por isso que encareceu tanto. Mas acredito que com o tempo o custo vai cair.

Essa é a diferença entre os jogos da Nintendo e os jogos “de gente grande”. hahaha

Saudade de Jogar Mario Kart wii, deixa eu procurar em qual caixa foi parar o meu Wii.

Eu acho que o custo de desenvolvimento tem aumentado muito há um bom tempo.
Pelo menos para jogos grandes, AAA. Gráficos sempre melhores, engines cada vez mais poderosas, jogos cada vez com mais conteúdo. Isso tudo gera custos em várias frentes.

Você precisa cada vez de mais gente pra dar conta do recado, e cada vez mais gente especializada em uma parte mais específica (tem designer de arma, designer de mecânica, designer de cena, designer de missão, designer de economia, designer de sei lá o que mais), quanto maior e mais gente trabalhando, maior o custo para garantir a qualidade porque tem muito mais pontos onde pode ter bugs e ter problemas em algum assset.

E mesmo assim, o valor que é dado para os jogos prontos parece que não só não aumenta na mesma proporção, parece que está diminuindo.
Os jogos do N64 eram lançados custando entre US$50~US$70, basicamente o mesmo preço de lançamento dos jogos do Switch.
Os jogos do Playstation são lançados no mesmo preço desde o PS1 ou algo assim.

Nisso eu me pergunto como foi a evolução das finanças desses estúdios, porque o quanto entra pela venda de um jogo praticamente se manteve ao longo de 20 anos, mas acho difícil que o custo de produção tenha se mantido ao longo desses 20 anos também. Talvez eles estejam conseguido vender mais do que nunca? Mas não vemos notícias de jogos batendo recorde de vendas, o que seria o esperado se fosse o caso.
Enfim, não sei.

Eu até teria essa opinião uns dois anos atrás, mas certos jogos com um número bem limitado de recursos humanos tem mostrado estar a par com produções AAA.

Na época do PS1 e N64 pouca gente jogava jogos originais, mesmo fora do Brasil a pirataria era bem grande. Eles acabavam tendo que aumentar o preço pra conseguir maximizar o lucro nos poucos usuários que compravam original.
Hoje em dia o número de jogadores é maior e a pirataria caiu muito, no PS e Xbox a pirataria é quase inexistente.
Única coisa que realmente coloca em risco o lucro de jogos AAA atualmente são os fremium ou jogos com campanhas online, pois uma pessoa que jogaria vários jogos AAA por ano acaba deixando de jogá-los por conta de um jogo infinito. Um jogador que costumava jogar 10 títulos AAA por ano pode passar o ano todo jogando Fifa, GTA online, lol, Fortnite, etc

2 Curtidas

Problema da Nintendo é que: é o dólar; estamos no Brasil; e é a Nintendo. Nessa ordem.


A Nintendo joga o jogo dela. Pra bem && pra mal.

1 Curtida

Eu trocaria a sequencia.

  1. Morar no Brasil
  2. Dólar >>>>> Real
  3. Nintendo

no brasil a gente sempre foi uns f*dido, coloquei o dólar primeiro pq quando era baixo (sdds) mesmo sendo brasil ainda era possível comprar guardando uns meses encomendando com um amigo “empresário da fronteira”. hoje nem guardando

São realmente absurdo os preços dos games do Switch. Enquanto no PS4/X-Box custa R$ 150, para o Nintendo é R$ 395,00. Preços maiores que os games de PS5 e XB-SX.
Mas você deveria ter pesquisado isso antes de escolher o console.

De onde tu tirou isso? No eShop tá 300…