Por que as fabricantes costumam não vender peças de reposição diretamente ao consumidor?

Não vejo impedimento para isso ser feito. Se elas vendessem, sem intermédio de uma autorizada, a manutenção de um produto não sairia tão caro. Percebi que o que faz a manutenção na assistência técnica parceira das fabricantes se torna tão caro é o fato de as autorizadas comprarem as peças por um valor menor e revenderem por um preço maior.

Não tem porque vender direto para o consumir, pois poucos deles terão o conhecimento de como fazer a manutenção de toda forma.
Além disso vender apenas para parceiros autorizados faz isso ser mais barato para a fabrica já que gastarão menos com logística.

Em relação à logística, penso que o cliente poderia arcar com os custos do frete.

Logistica…

Logistica não é só o envio…

Já percebeu que a grande maioria das marcas não vende nem os produtos completos (à um preço viável) direto pros consumidores?

2 curtidas

Muitas vezes nem as autorizadas tem peças de reposição dependendo do componente, imagina se vão vender pra terceiros por livre vontade, as fabricantes querem é que tu compre um produto novo, isso sim. Todo o resto é custo sem retorno pra eles.

Esses tempos a DL me mandou um celular diferente do que eu enviei em vez de arrumar o meu, provavelmente saísse mais barato pra eles mandar um novo do que pagar um técnico pra arrumar o meu.

A Samsung também faz isso… tanto que eles dizem que formatam teu celular para evitar o vazamento de dados… porém a questão pode ser a troca do aparelho mesmo. (Se bem que em vazamento de dados, a Samsung meio que sabe como previnir… hahaha)

Tem a questão econômica, claro. Preferem que o consumidor use um serviço de reparo da própria empresa ou autorizada ou que eles simplesmente comprem um novo.

Eles podem alegar segurança também, já que nem todo consumidor vai ter o conhecimento e ferramentas para fazer o reparo por conta e mantendo uma garantia de integridade do produto (não que a própria empresa ou as autorizadas sejam as melhores do mundo para reparos, mas pelo menos nesses casos a empresa tem muito mais controle do processo). Somado a isso você pode supor uma forma de proteger a imagem da empresa evitando que um consumidor faça um reparo ruim e vá reclamar da qualidade do produto da empresa.

Eles podem estar querendo evitar a possibilidade que qualquer um compre peças de reposição em quantidade e começem o seu próprio serviço de reparo.

Pode ser imprevisibilidade de demanda por peças, o que dificulta otimizar a quantidade de peças extras para produzir.

Devem ter outras possívieis desculpas, daí você escolhe qual preferir.

1 curtida

Este tópico foi fechado automaticamente 30 dias depois da última resposta. Novas respostas não são mais permitidas.