Philips PH2 é um celular barato com visual de iPhone 13 e carregador à parte

1 curtida

visual de iPhone 13 foi um pouco forçado

5 curtidas

Unisoc Tiger T310 (12 nanômetros)

12nm?! O que é isso? Comet Lake? Não, Comet Lake teria algum desempenho…

Caraca… esse celular perde pro meu Redmi 7 de 2019…

2 curtidas

É a empresa original ou é marca vendida?
Pq eles fariam algo tão ruim assim!

Processador Unisoc de 12nn? Jura? Alguém sabe se isso realmente é bom? Quem costuma usar processador Unisoc é a Positivo e Multilaser nos smartphones de entrada deles. Custo acreditar que esse Tiger T310 realmente seja interessante para competir com algum Mediatek ou Qualcoom.

Se a tecnologia for igual software das televisões pode abandonar Philips e boa apenas como monitor e olhe lá

Esse celular é um lixo, Phillips tinha q ter vergonha de lançar um celular com essa configuração

Me parece só mais um produto OEM com o nome da Philips estampado nele, cada dia mais difícil de apostar nesses produtos com suporte questionável.

Muito provavelmente foi licenciamento da marca, para não sei quem.

Hoje em dia, a Philips é basicamente uma empresa de equipamentos médicos (como aparelhos de ultrassom e de ressonância magnética), escovas de dente elétricas, depiladores, barbeadores, produtos para bebês (Philips Avent) e eletroportáteis (como as máquinas de café espresso Saeco e os produtos vendidos no Brasil com a marca Philips Walita - apenas “Philips” no resto do mundo).
Ela vendeu sua divisão de TVs para a TPV (dona da AOC) - menos nos EUA e Canadá, onde pertence à japonesa Funai; a de áudio para a Gibson (que depois a vendeu para a TPV, se juntando à divisão de vídeo); e a divisão de iluminação (ramo de atividade original da Philips) se separou em uma empresa independente, a Signify.

3 curtidas

Este tópico foi automaticamente fechado após 92 dias. Novas respostas não são mais permitidas.