Os caminhões e ônibus que fazem o Brasil avançar em veículos elétricos

1 curtida

Será que não seria “bomba injetora” ao invés de “bomba ejetora”?

É isso mesmo, obrigado! Eu havia entendido errado a fala do executivo.

1 curtida

Os trolebus necessitam voltar. Avenidas longas com corredores exclusivos ou não, poderiam beneficiar-se de linhas elétricas para alimentar as baterias e motores dos coletivos urbanos, estendendo assim as cargas dos coletivos. Saiu do corredor, utilizam as baterias.

2 curtidas

Eu gosto dos trolebus, mas já cansei de ver eles parados nas ruas por perderem o contato com os cabos e as vezes até pelo motorista virar na rua errada, aí é bem demorado tirar ele de lá. Talvez um trolebus moderno, com um sistema mais seguro e que não desencaixe tão fácil seria interessante, já que o custo das baterias é muito alto e baterias podem pegar fogo.

Existem empresas no setor de saneamento público que também já utilizam veículos 100% elétricos em suas atividades, baseados em chassis da BYD. Segue abaixo o link para acessar o website da Corpus, empresa que utiliza caminhões compactadores (para coleta de lixo) movidos 100% a energia elétrica. Esses veículos são utilizados nas coletas de lixo dos municípios de Indaiatuba e Salto, ambos no interior paulista, e também em São Paulo capital, na zona leste da cidade.

Aqui no RJ já vi algumas vezes caminhões elétricos de lixo da Comlurb (empresa de limpeza urbana daqui). Já faz tempo que eu não vejo mais, mas quando passavam eu ficava impressionado de como eles são silenciosos.

Mas esse é o lance da minha ideia que acredito que vc não entendeu. As linhas elétricas são para os ônibus carregarem as baterias em novo. Desconectou da rede, volta a se movimentar só com as baterias. A fusão do sistema trólebus com baterias estende a autonomia e tempo de funcionamento da frota.

1 curtida