Operadoras virtuais alegam que Claro, TIM e Vivo dificultam competição

MVNO não é basicamente colocar um intermediário entre o cliente final e o fornecedor?
A não ser que o fornecedor não venda direto para o cliente final, eu não vejo muito como um intermediário nessa relação vai conseguir oferecer um plano mais competitivo do que o fornecedor.

Como as três não só já estão com a estrutura pronta pra vender pro cliente final como já fazem essa venda, colocar um intermediário é basicamente colocar mais um agente pra lucrar, o que acaba aumentando o preço final pro consumidor.

Dito isso, eu acho que alguns casos talvez faça sentido uma MVNO existir, inclusive pro cliente. Uma MVNO de time de futebol pode ser uma forma do torcedor apoiar o time caso o lucro vá para o time. Uma MVNO de um grupo de supermercado pode dar vantagens pro cliente que faz compras (a rede pode usar o lucro da MVNO pra dar desconto pro cliente e aumentar as vendas).

3 curtidas

Aqui no BR , mvnos não deram certo mesmo.

4 curtidas

E isso não é novidade para ninguém que as operadoras vão dificultar a concorrência. Errado foi o Cade em não definir preços máximos para as 3 na hora de aprovar a venda da Oi.

2 curtidas

Metade do CADE votou contra, mas como foi empate e o presidente votou a favor…

1 curtida

Exatamente isso, fora os custos extras de operação que também são cobrados no valor.

Se tivéssemos uma rede neutra de distribuição de 4G e 5G talvez funcionaria, mas a Anatel não montou a infraestrutura dessa forma (e perdeu a chance também).

Como dificultam se a TIM SOZINHA carrega 2 MVNE e uma cacetada de MVNO?

Vivo e claro se carregarem meia dúzia de MVNO cada é muito.

Sei que a MVNO safra e a datora (Vodafone) usa a rede da claro na vivo a única que eu sei é a Fluk(fluck sei lá) a tim tem a Surf e a Americanet (MVNE) e uma cacetada de MNVO pendurada na rede.

A Cinco (é o nome da MVNO do Safra) vai ser vendida pra Claro, que é a rede que eles usam.
A Datora/Arqia usa a TIM.
A Fluke usa a Telecall como MVNE, que usa a Vivo.
A TIM claramente é a empresa mais aberta a MVNOs, mas ainda assim a quantidade de usuários é pífia, e a grande maioria é de M2M, e mais da metade estão na Datora/Arqia.

A Surf Telecom, que é mais focada em vender para pessoas físicas, tem 751 mil de linhas de acordo com a Anatel, 0,3% do total do país.

1 curtida

da uma revisada nesse numero pq tá estranho.

1 curtida

Ops errei a unidade. São 751 mil, 3/4 de milhão.

1 curtida

@centauro, eu também já havia analisado nessa mesma ótica que você, esses “atravessadores” só fazem encarecer o que já é caro. Não faz sentido realmente.

Tem que ser realista, as teles são empresas que foram criadas com proposito inicial de dar lucro para os donos e investidores e não uma entidade filantrópica.

Por exemplo, eu sou técnico em informática e alguns amigos donos de lojas terceirizam o serviço comigo, eu cobro deles um pouco abaixo que cobro do cliente final, não deixo margem pra ele cobrar do cliente dele abaixo que eu cobro de um cliente final, senão o cliente dele estaria usando toda minha estrutura por um preço abaixo que meus próprios clientes pagam na minha loja.

Como um colega citou acima, para as NVMOs deveria existir uma rede neutra que atende somente NVMOs e não vende diretamente para o consumidor final.

2 curtidas

A única rede feita para vender no atacado que eu sei que existe é a “Red Compartida” mexicana, e não deu muito certo.

1 curtida

Não? Tinha lido que tinha sido um sucesso.

A winity vai ser isso, infelizmente não foi feito nenhum lance no quarto lote nacional de 3.5 GHz.

Altán entrou com pedido de falência (mas continuou operando) ano passado, então… Altan Redes files for bankruptcy protection in Mexico | Reuters

E o que sobrou foi licitado pras 3.

A Winity fica numa posição complicada por que eles só tem um bloco de espectro de 10+10MHz, se tentarem suportar a operação inteira nisso não vão durar muito. A única chance é se aliando aos outros participantes novos, provavelmente vendendo o serviço por atacado/MVNO/exploração industrial para essas últimas, já que elas só adquiriram espectro em faixas mais elevadas e com menor propagação.

2 curtidas

As operadoras virtuais no Brasil são um lixo não por culpa dos donos das operadoras virtuais mas por culpa da operadoras normais elas nunca que vão alugar pra alguém pra perder clientes pensem nisso o governo que deveria ter ficado com a oi para as operadoras virtuais entrar nessa rede e abaixarem consideravelmente seus preços mas o cade e a anatel são muito bonsinhos com quem tem dinheiro nesse país outro jeito era a anatel deixar as operadoras locais crescerem aumentando sua cobertura e outra coisa deixar novas operadoras entrar no mercado que sabe que tudo parece é que a anatel trabalho para não deixar outras operadoras entrar no mercado para essas três operadoras fica ai com seus preços e planos caros tomando só elas conta do mercado brasileiro isso não é competição nem aqui nem na China.

Teve leilão de frequência recentemente, chegou a sobrar blocos pq não tem outras enpresas interessadas no Brasil.

Oi tambem tava disponível pra quem pagasse mais, e de novo, não teve interessadas.

Qualquer bom economista sabe que não se tem lucro em montar uma operadora de celular num país do tamanho do brasil e que já tem 3 empresas nacionais.

1 curtida

Telebrás era uma maravilha né

China telecom, China mobile e a AT&T foram procuradas para assumir a Oi e nem quiseram saber, o CEO da AT&T na época disse que a Oi era um ativo tóxico ( e olha que ele fez aquisições péssimas)

1 curtida