O e-SIM é o futuro?

Já ouvi essa história na Apple, mas qnd um colega foi viajar ele baixou um app de uma operadora americana e utilizou o eSIM dele no celular. Porém, ao chegar no Brasil, precisou ir novamente na Claro adquirir um novo eSIM, já q o telefone havia apagado o anterior.

Na verdade, ao menos no Apple Watch, funciona de forma diferente porque você não está contratando uma nova linha. A ideia é usar exatamente a mesma linha do iPhone, que é transferida automaticamente para o Apple Watch quando seu iPhone está longe. É outra tecnologia baseada no eSIM, e por isso exige um plano diferenciado.

E sobre “comprar outro eSIM”, ele deve ter feito alguma coisa errada no celular. Como eu falei, você não precisa apagar um eSIM do iPhone para usar outro. Eu mesmo uso aqui no meu iPhone há algum tempo. Mesmo se você restaurar o iPhone, o eSIM volta ao restaurar o backup do iCloud. Numa situação normal, só é necessário ir até a loja pra reativar o eSIM se você trocar de aparelho, por questões de segurança. E ao menos aqui, quando eu precisei ativar o eSIM, a Vivo não me cobrou nada por isso. Foi questão de passar numa loja e aguardar 5 minutos.

Mas reforçando que só tenho experiência com eSIM no iPhone e Apple Watch. Não sei qual a situação nos outros dispositivos.

1 Curtida

Em tempos de COVID e isolamento social, bem q as operadoras poderiam disponibilizar eSIM pra qualquer um/qualquer plano sem ter q sair de casa. :smiley:

Se bem q ninguém precisa de um novo chip nessas horas, mas sei lá… Já é alguma coisa pra caso alguém precise.

Lembrando que o e-SIM não é pra qualquer um, antes precisa adquirir um smartphone que tenha suporte a e-SIM. Não sei qual top de linha Android possui já. iPhones do Xs pra cima ja contém cm a tecnologia e Apple Watch LTE.

Mas o processo era pra ser remoto, as operadoras aqui é que deram um jeito de complicar.

No Brasil, acho que somente o Galaxy S20, Fold, Z Flip e o Razr da Motorola, porém existem muitos outros mundo a fora, como os Pixels do Google, que desde o 2 já possui.

Inclusive, uma curiosidade: o Razr da Motorola só tem eSIM.

1 Curtida

O interessante é que o passado sempre volta… Antes era dessa forma, o celular ficava preso ao plano, e agora isso está voltando novamente… Isso é muito engraçado…

o e-sim tem um unico problema.
no SIM convencional se o meu telefone estraga (como já estragou) eu pego o chip e coloco em qualquer outro aparelho.

Nem precisa estragar. Basta querer trocar de celular e já vai ter de desembolsar mais 10 reais por um QR Code novo na lojinha de sua operadora.

Lembrando que isso são problemas das soluções do Brasil. O ideal era que o eSIM pudesse ser baixado através do próprio app da operadora assim que o celular chega.

Nos telefones Google Pixels, por exemplo, assim que o celular chega e vc faz a configuração inicial, ele te pergunta qual sua operadora. Se a operadora ter suporte, basta digitar seu e-mail e senha e pronto! eSIM e celular configurados.

me refiro a um smartphone danificado por que eu mesmo passei por isso. ali no fim do ano eu não tinha como comprar um aparelho novo, então passei uns 3 meses usando meu antigo nokia 2720.
em janeiro coloquei o SIM no aparelho novo e sai usando sem nenhuma burocracia.

O novo Onix tem como colocar chip no carro para disponibilizar wi-fi aos passageiros. Não sei se é compatível com o eSim, mas acho que seria muito legal essa tecnologia, pois não sei se muita gente vai comprar um sim só para o carro.